Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Hotel Fazenda Dois Palmitos – Um recanto de paz e ótimas pescarias

Local: Hotel Fazenda Dois Palmitos  – Juquiá – SP
Data: 11 de março de 2011

Olá Amigos

Neste mês de março, nossa equipe passou um ótimo final de semana no Hotel Fazenda Dois Palmitos, localizado na cidade de Juquiá. Foram três dias de pescaria, e vou dividir em três matérias por causa da grande quantidade de peixes. uma matéria sobre cada um dos dias.

Para chegar ao Hotel é muito fácil. Você tem duas opções:  O primeiro é seguir pela Rodovia Raposo Tavares e depois seguir pela Rod. Bunjiro Nakao, passar a cidade de Ibiúna e Piedade, seguindo para Tapiraí e depois Juquiá, pela Rodovia 079 até o Km 186.

A segunda opção, é seguir pela Rodovia Régis Bitencourt, passar por Juquitiba, Miracatu e seguir até o km 414, onde você irá entrar a direita, sentido Juquiá. Você irá passar o portal da cidade, e ao passar o Posto Ale e a ponte, você segue pela direita e ao chegar na Câmara Municipal você entra a direita e siga até a Rodovia 079.

Você vai seguir +- 22km até chegar ao Bairro dos Pereiras (Caçula), ao passar duas lombadas, conte 3km e entre a direita na placa do Hotel Fazenda Dois Palmitos, no km 186 da SP-079. Siga pela Estrada dos Pereiras (terra) e entre no paraíso.

Ao chegar no hotel começamos a descarregar as malas no apartamento e quando olhei para o lago lá de cima avistei uma maravilhosa cena, que me fez mais do que rapidamente descer ao lago com a tralha de pesca.


Lago Principal – Dois Palmitos

 

O Lago principal do pesqueiro abriga uma quantidade muito grande de tambacus de até 30kg, carpas, tilápias e pintados e nesta última visita ví alguns exemplares de Apaiari (Oscar) nas margens.

 

Dois Palmitos

Dois Palmitos

Cheguei na quinta-feira dia 10/03 e como estava vazio, escolhi o deck central para ser o nosso ponto de pesca a ali ficamos até domingo.

 

deck

Deck Central - Lago Esportivo

lago

Lago Principal

Não resisti e assim que cheguei montei um equipamento com um único anzol direto na linha, isquei 1/3 de pão francês e arremessei a uns 5 metros da margem. Não deu tempo de contar até 10 e uma explosão levou o  pão embora. Isquei outro pedaço e arremessei, o pão nem tinha caído na água direito e outra explosão fez a linha esticar e o primeiro exemplar da pescaria já estava a caminho das fotos.

 

Tambacu

Tambacu - Marcio

Depois disso montei a vara com bóia cevadeira com chicote de 2 mts de linha mono 0,40mm, anzol de robalo com 2 eva’s e uma miçanga caramelo e comecei a cevar. 2 minutos depois os peixes estavam subindo e muito na ceva e engatei mais um exemplar.

 

Tambacu

Tambacu - Marcio David

 

O Amigo André, que gerencia o hotel pescou um pouco no começo da noite e também garantiu o seu exemplar na massa de fundo.

 

tamba

Tamba - André

Cansado da viagem, fui dormir cedo para poder aproveitar o dia seguinte(sexta-feira) que pelo jeito iria ser cansativo.

Na manhã de sexta, acordei bem cedo  e desci ao lago, montei os equipamentos, sendo um para a pesca de fundo, um com bóia cevadeira e o terceiro com anzol direto na linha para a pesca com o pão, que é muito produtiva aqui no Dois Palmitos.

Comecei o dia cevando e logo engatei um belo tambacu nos evas caramelos na bóia cevadeira Barão.

 

Tambacu

Tambacu - Marcio

Percebendo uma boa movimentação dos peixes na margem, em frente a lojinha, joguei um pouco de ração e vi dezenas de grandes tambacus comendo.  Foi o tempo de buscar a vara com o pão e arremessar, rapidamente o pão foi sugado e a linha esticou, uma fisgada rápida e uma incrível corrida até o meio do lago fez a carretilha gritar. Depois de muitos, mas muitos minutos de briga o grande tamba encostou na margem. Pense em um peixe brigador, agora multiplique por três. Esse é o resultado das brigas por aqui.

 

Tambacu

Tambacu

Soltei este exemplar, isquei outro pão e arremessei. Outra vez o pão some, linha estica e peixe na foto.

 

tambacu

Tambacu

Mais uma vez, o mesmo esquema e outro belo Tambacu na foto, fisgado com o pão.

 

tambcu

Tambacu

Depois disso comecei novamente com a bóia cevadeira e eva’s e mais dois exemplares foram garantidos.

 

tamba

Tambacu

tambacu

Tambacu - Marcio

 

Olhei novamente em frente a lojinha e vi outra vez o movimento dos tambas, joguei maus um pouco de ração com as mãos e arremessei o pão. Eles vieram comendo, comendo, comendo até que um sugou o pão e quando eu pensei em fisgar, o peixe já estava no meio do lago, uma corrida a 300km/h rssssssss.

Mais uma briga que não acabava nunca. O peixe parecia estar sempre com 100% das forças, até que depois de uns 20 minutos o bichão se entregou. Ufaaa !!!!!!

 

tambacu

Tambacu - Marcio David

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu - Dois Palmitos

 

Para descansar um pouco, armei duas varinhas de fundo, uma com pão e a outra com Massa Paturi Carnívora. Na verdade eu pensei que iria descansar, pois rapidamente a vara envergou e outro tamba estava fisgado, este no pão de fundo.

 

tambacu

Tambacu

E na Massa carnívora, mais um exemplar.

 

tambacu

Tambacu - Marcio

Arremessei novamente o pão de fundo e voltei a pescar com o outro equipamento com o pão flutuando. Engatei um belo exemplar no pão flutuando e quando olho para trás a varinha que estava com o pão de fundo estava totalmente envergada, depois de muito trabalho e com a ajuda do Nelson para tirar os peixes para mim, uma foto um tanto quanto diferente. rsrsrsrsr

 

Tambacus

Tambacus - Marcio

tambas

Tambacus

 

Agora foi a vez da salsicha flutuando direto na linha, uma grande rebojada e uma pequena explosão na superfície foi o suficiente para uma fisgada rápida e uma boa briga. mais um redondão.

 

tambacu

Tambacu

Agora, nos eva’s e com muita ceva consegui fisgar um grande exemplar com as Bóias Barão.

 

tambacu

Tambacu - Marcio David

tambacu

Tambacu - Marcio

E na Massa Paturi Carnívora outro redondo. Era peixe de tudo quanto é lado e de tudo quanto é jeito.

 

tambacu

Tambacu

A Daniela, usando 1/2 salsicha flutuando e com um equipamento ultra-leve, acabou fisgando um grande tambacu que rendeu muita briga e correria para não acabar a linha do pequeno molinete. Diversão garantida.

 

Tambacu

Tambacu

Agora uma história de pescador, mas que é a mais pura verdade.  Bem embaixo do deck central, toda vez aparecia um bonito tambacu para comer os restos de ração que ali caiam. Ví esse peixe várias vezes, bem ali quase embaixo do deck e bem abaixo do meu nariz. peguei alguns grãos de ração e soltei, ele veio, comeu a ração  e foi para baixo do deck. Fiz novamente e ele veio de novo. Coloquei um pedaço de salsicha direto na linha e simplesmente desci até a água, joguei ração e o bicho subiu. Dava para ver que era exatamente o mesmo peixe. Ele estava comendo a ração e eu fui puxando a salsicha até que praticamente coloquei dentro da boca dele, esperei ele engolir e fisguei, o peixe rebojou e escapou.  10 minutos depois a mesma cena e o mesmo peixe, fiz a mesma coisa, ele abocanhou a salsicha, mas como eu estava com apenas 1 metro de linha da ponteira até o anzol, a fisgada saiu fraca e ele acabou não se fisgando.

Na terceira vez, uns 5 minutos depois eu usei um pedaço de pão, desta vez esperei ele subir e simplesmente abaixei o pão até a boca dele, ele sugou o pão, esperei ele virar e fisguei. dessa vez ele veio, brigou pouco se comparado a outros, mas aí está o insistente tamba. reparem como ele é bem diferente dos outros, bem redondo.

 

Tambacu

Tambacu Comilão

Agora é que vem a história: Continuei a pescaria e uns 20 minutos depois quando olho para baixo vejo novamente o mesmo peixe, coloquei outro pedaço de pão e joguei ração, mais uma vez ele abocanhou e eu fisguei, ele ainda correu um pouco e acabou escapando.

Parece mentira, mas ele voltou mais uma vez, pensa em um peixe cara de pau. mas dessa vez ele se deu mal, com uma ração na pinga ele abocanho sem dó e se fisgou, só que agora nem brigou, apensas uma pequena corrida e já estava dentro do passaguá.

Ou seja, o mesmo peixe praticamente fisgado 5 vezes em mesmo de uma hora e tirado 2 vezes. Realmente impressionante. O Nelson e o Mamute, funcionários do hotel estavam comigo e vão poder contar o causo.

Bom, de volta a pescaria, chega de tambas implorando por fisgadas. Vamos atrás dos rebeldes. Continuei a pescaria até o final do dia usando a bóia cevadeira com eva’s e miçangas e os resultados foram positivos.

 

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu - Marcio

tambacu

Tambacu

No final da tarde, o Sr. Adimir chegou e começamos a pescaria de fundo, com pão, cabeça de tilápia, salsicha e massa.

Logo que chegou, com cabeça de tilápia o Sr. Adimir fisgou um belo redondo.

 

tambacu

Tambacu - Adimir

Depois eu fisguei outro tambacu na salsicha de fundo.

 

Tambacu

Tambacu

Na cabeça de tilápia novamente um grande exemplar.

 

Tambacu

Tambacu

A Massa Carnívora Paturi também mostrou resultado.

 

Tambacu

Tambacu

tambacu

Tambacu

 

E assim foi o nosso primeiro dia no Hotel Fazenda Dois Palmitos. Aguardem os outros dois dias de pesca com muitos gigantes.

Aproveitando, O hotel está agora além dos apartamentos e chalés, com ótimas  e novas suítes no lato da montanha, no lado oposto aos apartamentos. Um lugar muito bonito e aconchegante. Entre em contato e faça já a sua reserva para um ótimo final de semana com a família e com ótimos peixes.

 
Abraços a todos do hotel e até a próxima

Marcio David

 

AGRADECIMENTOS
 

Hotel Fazenda Dois Palmitos

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Massas Paturi
www.massaspaturi.com.br

Net Pesca
www.netpesca.com.br
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

4 Comentários

  1. Tiago em março 28th, 2011

    Bela pescaria Marcio.
    Realmente o Dois Palnmitos é bom demais, passei o carnaval lá pra conhecer e pude fisgar vários Tambas!!!

  2. claudio em março 28th, 2011

    sow de bola marcio,nota 1000 belos peixes otima materia valeu mesmo esses pequenos videos são o diferencial.MARCIO vcs vão estar lá no feriado de pascoa,para mais materia.mais uma pergunta tentei comprar os dvds da pescarias de vcs mais não consigo assim que clico passa uma mensagem de aguarde e assim fica por horas sem nada na tela a aparecer….desde ja aquele abraço valeu muito peixes,saude a todos claudio.

  3. Silvio Fishingtur em março 29th, 2011

    Puts… Show!!! Esse pesqueiro ainda não conheço, mas em breve estarei lá… e o que é melhor com a familia.

    Abraços e parabéns pela pescaria.
    Silvio.

  4. Lucas Rodrigues em março 29th, 2011

    Bela pescaria Marcio, essa história do tamba eu acredito cara. Ja fiz o mesmo esquema só sem anzol nem nada, só atrai o peixe com ração e pão pra dentro do passagua HAHAHAHAHAHA

    Abraços


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx