Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Hotel Fazenda Dois Palmitos – Um show de redondos na ponta da linha

Local: Hotel Fazenda Dois Palmitos – Juquiá – SP

Olá Amigos leitores de nosso site,

Neste começo de 2015, eu (Marcio David) e nosso amigo Saulo Ricci com sua esposa, decidimos passar dois dias no Hotel Fazenda Dois Palmitos, na cidade de Juquiá, interior de São Paulo.

Saímos da capital anda de madrugada e as 8h da manhã estávamos chegando a este paraíso cravado entre as montanhas na cidade de Juquiá.

Assim que chegamos fomos rapidamente recepcionados pelo Luis e logo já tínhamos deixado nossas bagagens nos apartamentos e descemos para o deck central, o qual estava vazio e foi ali que montamos nossas tralhas.

Montamos dois equipamentos cada um, sendo um para a pescaria com boia cevadeira e a outra para pescar apenas com o pão flutuando.

Chamei o Saulo para fazermos os primeiros arremessos bem em cima da saída da água, na lateral do lago. Joguei um pouco de ração com as mãos e muitos redondos subiram e com eles, milhares de tilápias. perdemos uns três pedaços de pão, pois as tilápias eram mais rápidas que os tambas, até que o Saulo arremessou seu pão e quase que na batida um grande tambacu o engoliu inteiro. Bastou o Saulo fisgar e ver seu carretel quase ficar vazio. Esse peixe brigou demais e não era por menos, era um grande e valente Tambacu.

Tambacu

Tambacu - Saulo

Depois, retornamos ao deck central, onde acabamos de arrumar nossas coisas. O Saulo com a Bóia cevadeira Barão com chicote de 80cm, anzol chinú 9 e uma ração na pinga ou P40 fisgou alguns exemplares. Tentamos na superfície, mas as tilápias não davam trégua, porém no chicote bem abaixo, os tambacus predominavam.

Eu insisti no pãozinho flutuando e mesmo perdendo dezenas de vezes para as tilápias, alguns exemplares foram fisgados.

Tambacus

Tambacus - Marcio e Saulo

Seguimos então, eu e o Saulo apenas com um equipamento cada um para os laguinhos no fundo do pesqueiro, usamos apenas o pão flutuando e conseguimos bons exemplares.

Como esses lagos são pequenos e poucos pescadores vão até lá, o peixe ficou muito manhoso. O ideal é andar bem lentamente, sem nenhum barulho, e se esconder entre as moitas ou árvores e aí sim fazer os arremessos e tentar fisgar um esse tambas que são bravos demais.

Nos dois primeiros laguinhos, fisguei dois redondos que renderam muita briga na ponta da linha. Como o lago é pequeno, basta uma fisgada para o lago parar de vez, aí é preciso ir para outro lago e depois de um bom tempo voltar.

Tambacus

Tambacus - Marcio David

No penúltimo lago, arremessei o pão e antes mesmo de pensar, a explosão já fez a linha esticar e uma boa briga, indo de um lado para outro denunciava ser um bom tamba, dito e feito, um belo Tamba na ponta da linha. Estamos falando em lagos com no máximo 10 metros de largura.

Tambacu

Tambacu - Marcio David

Ao passarmos pelo segundo laguinho vimos o Gilson (gerente) jogando alguns pães de hamburguer e grandes explosões nos mostraram ter ali grandes tambacus. Paramos atrás de alguns arbustos, iscamos os pães e arremessamos. Notamos a movimentação dos peixes, mas sem ataques, então peguei um pão, cortei em três pedaços e joguei perto das iscas, e não é que deu certo. Dois tambas subiram, comeram o pão e atacaram a isca do Saulo, linha estivada e peixe nadando feito louco de um lado para outro até se render, era um bonito e grande exemplar. Inacreditável ter um peixe tão grande em um laguinho como aquele.

Tambacu

Tambacu - Saulo Ricci

Voltamos para nosso deck e continuamos com nossa pescaria, alternando a cevadeira com ração ou o pão flutuando e sempre driblando as tilápias e conseguindo bons exemplares.

tambacus

Tambacus - Fishingtur

Notamos um bom movimento de peixes bem perto do deck da recepção, chegamos por perto e jogamos ração e instantaneamente subiram dezenas de tambacus, arremessamos o pão (4 metros da margem) e foi só esperar a bocada. Linha esticada e peixe quase no meio do lago, uma briga forte e a certeza de ser um grande peixe.

Tambacu

Tambacu - Marcio David

E a festa não parou por aí, ora na ceva, ora no pão, os tambacus estavam famintos e atacando tudo o que viam pela frente, ainda bem !!!!!

Tambacu

Tambacus - Fishingtur

Começamos então a pescar com a Massa Paturi de Goiaba e Carnívora, porém apenas pequenos exemplares foram saindo, sem fotos, até que um ou outro de bom porte começou a atacar a massa, assim como no pão flutuando.

Tambacus
Tambacus – Fishingtur

Arremessei minha cevadeira com chicote de 80cm com ração na pinga quase que no barranco oposto de onde estávamos. Rapidamente minha bóia começou a deslizar pela superfície e afundou. Eu fisguei e uma briga rápida trouxe um pequeno tambacu e para nossa surpresa ele estava com um alicate Boga  na boca, ou seja, dias anteriores algum pescador usando esse alicate deixou esse peixe ir embora com o alicate na boca.  Graças a deus conseguimos salvar esse peixe.

Não usem o alicate Boga com balança em pesqueiros

Tambacu
Diga não ao alicate !!!

Na manhã seguinte, vi muitas traíras, passeando pela margem, rapidamente montei um equipamento com um anzol 5/0 e uma tilápia viva e a deixei na margem. Voltamos para o deck e quando olho, vejo minha vara quase que saindo do suporte e minha linha esticada quase que até a outra margem.

Uma briga forte com rápidas corridas e para minha surpresa, uma enorme Pincachara veio para nos presentear.

Pincachara
Pincachara – Marcio

O Hotel Fazenda Dois palmitos realmente é um lugar muito bonito.

Hotel fazenda Dois Palmitos
Hotel Fazenda Dois Palmitos

Com o pão flutuando, eu e o Saulo fisgamos dois belos redondos na lateral do lago. É possível ver as manchas negras na água, aí basta arremessar por perto e esperar o ataque.

Tambacus
Tambacus – Marcio e Saulo

Novamente no deck da recepção, jogamos um pouco de ração e esperamos os tambas subirem. Ao ver a primeira mancha na água, arremessei o pão e logo uma enorme boca o sugou. Não tive dúvidas e fisgada nele. A linha cortou a água até o meio do lago em uma velocidade impressionante e depois de uma briga de gente grande, o enorme tambacu se entregou e veio para as fotos.

Tambacu
Tambacu – Marcio

A pescaria com massa também rendeu bons resultados, as vezes a massa nem chegava ao fundo e já tinha peixe grudado.

Tambacus
Tambacus – Fishingtur

Era fatal, a cada 30 minutos, bastava jogar um pouco de ração perto do deck e esperar os tambas subirem, aí bastava arremessar o pão e ver o ataque dos grandes tambacus.

Tambacu
Tambacu – Marcio David

Eu e o Saulo gastamos 125 pães em dois dias de pesca. Além de massas, ração na pinga e evas. Sempre com muitos peixes fisgados.

Fishigntur
Tambacus – Fishingtur

Nosso amigo e leitor Alexandre e sua família também estavam no Dois palmitos e fisgaram grandes peixes.

Tambacus
Tambacus – Alexandre e Família

Agradecemos ao Rafael e André pela recepção e amizade,

Abraços

Equipe Fishingtur

AGRADECIMENTOS

Hotel Fazenda Dois Palmitos
Estrada dos Pereiras, S/N – bairro Corujas – Juquiá, SP
Reservas: 13 3844-1329 / 13 3844-3604 / 41 3276-2051
www.doispalmitos.com.br

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Massas Paturi
www.massaspaturi.com.br

Abu Garcia
www.abugarciabrasil.com.br/

Berkley
www.berkleypesca.com.br

Shakespeare
www.shakespearebrasil.com.br

Penn-Raíba Carretilhas
http://www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br/

Fishing Master
www.fishingmaster.com.br
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

3 Comentários

  1. Silvio Fishingtur em março 29th, 2015

    Lugar bom demais, em peixes, atendimento e de extrema beleza!!! Abs, Silvio.

  2. saulo rogerio ricci em abril 3rd, 2015

    Lugar lindo, com muuuiitooosss peixes, sensacional!!!

  3. rodrigo em abril 28th, 2015

    Silvio/ Saulo…qm melhor caminho para ir no dois palmitos…via rodoanel – Régis ???
    Vou de SP capital….valeu


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx