Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios


Pescaria e Acampamento – Planejamento, Técnica, Equipamentos e Montagem

Pescaria e Acampamento

Planejamento, Técnica, Equipamentos e Montagem

 

Amigos,

Normalmente uma matéria sobre pescarias começa no montar as varas, colocar as iscas e pronto, o primeiro peixe e por ai em diante, descrevem-se as fisgadas, a briga, a foto e a soltura e repete-se o ciclo a cada peixe até o final da pescaria.

Vou tentar descrever um pouco mais do que isso, mostrando o que é uma pescaria e acampamento, confraternização e coleguismo, divisão de tarefas e convivência em lugares próximos a natureza. Também tenho a pretensão de servir como guia para os amigos e colegas pescadores que quiserem se aventurar neste tipo de empreitada, principalmente se estiverem sozinhos ou sem um companheiro na hora de acampar, ajudar na montagem de um acampamento na beira do lago e ter êxito, sem muitas surpresas desagradáveis e a retirar grandes peixes.

Uma pescaria começa, na verdade, na pescaria anterior, um mês antes, por um dos fatores mais importante da pescaria, a linha. Antes da desmontagem do conjunto, vara e carretilha ou molinete, para guardar os equipamentos deve-se examinar cuidadosamente a linha após um longo arremesso ou esticá-la ao longo da margem do pesqueiro, a fim de limpa-la e identificar qualquer marca, nó, corte, desfiamento (principalmente no caso dos multifilamentos). E porque não na hora de começar a pescar, no primeiro dia da pescaria? Porque normalmente, na ansiedade de iniciar a pescaria, a chegada de noite para pesca noturna, não se fazer uma revisão em casa do material, faz com que não se tome os devidos cuidados com a linha e o resto da tralha.

O melhor é fazer esta operação na hora da desmontagem ou em casa em local bem iluminado. Todo esse cuidado é para na hora da briga com seu troféu, este não seja perdido por uma simples falha no exame da linha. E não tenha dúvidas, corte o pedaço comprometido ou troque toda a linha, não vale a pena se lamentar depois ou ficar na dúvida se a linha estourou porque o peixe era grande mesmo ou um pequeno, favorecido pela falha na linha.

Todo o equipamento de pesca e de acampamento deve ser revisado periodicamente, não se pode correr o risco de esquecer nada ou ao usar achar algo que esta quebrado ou com mal funcionamento.

A tralha, deve ser cuidadosamente medida quanto à necessidade, estado e acondicionamento de acordo com a utilização, porque uma pescaria e ou acampamento organizado favorece o sucesso e sua plena satisfação.

“ Um bom planejamento da pescaria e acampamento leva ao êxito, ou seja, , conseguir atrair, fisgar, brigar, retirar e fotografar seu peixe e desfrutar do prazer do acampamento e mantendo o bem estar do peixe, praticando a pesca esportiva, cuidando e soltando o peixe. A realização de seu objetivo com paz e lazer.”

Comece por ter um checklist pessoal da sua tralha para não correr o risco de esquecer nada, por exemplo, a máquina fotográfica, ou as pilhas desta, chegando ao extremo de esquecer aquela carretilha que você comprou especialmente para estrear na pescaria tão esperada. Também evita que você leve equipamentos e artigos desnecessários na pescaria. Lembre-se; espaço e peso são fatores que vão fazer a diferença na hora de arrumar a tralha e principalmente carregá-la até o acampamento ou local da pescaria.

CHECKLIST DE ACAMPAMENTO COM PESCARIA

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

 

Divida a tralha por utilização, por exemplo, uma mochila com os utensílios de cozinha, outra com a comida, outra com os equipamentos de pesca (mala ou caixa), uma com as mudas de roupas (pelo menos 1 troca por dia), roupa de cama e de banho, outra com acessórios eletrônicos e pessoais, máquinas, carregadores, pilhas, celulares, documentos, etc. e finalmente uma com a parte de iluminação, acessórios de pesagem e ferramentas (alicate de corte, de bico, canivete, etc).

Para guardar a tralha no carro, evite ir colocando aos poucos ou em prestações, deixe para guardar tudo de uma vez só, para se ter a noção de todo o volume, checar para não esquecer nada, dividir e organizar melhor a tralha no carro.

 

tralhas

Tralhas

          

Verifique cuidadosamente o estado de cada item do checklist e de cada “kit”, se podemos chamar assim, pois bem na hora que você mais precisar, o item tem de estar 100% ok. Exemplo; a barraca tem de estar com o saquinho de estacas dentro, o lampião deve estar com a camisinha, e ter camisinhas reservas, a lanterna e a maquina fotográfica não pode estar sem pilhas e a máquina com a memória livre, etc.

Além disso, você pode estar em um lugar distante sem as condições de comprar, por exemplo em viagens distantes, ex.: rios Araguaia, Amazonas, Paraguai, etc ou mesmo em pesqueiros distantes 200, 500 quilômetros de distancia e afastados de centros urbanos.
 

 

Viagem ao Araguaia

Viagem ao Araguaia

 

Tralhas

Tralhas no carro

 

Com relação aos conjuntos de pesca, vara e carretilha ou molinete, separe antecipadamente e se necessário marque os conjunto, para evitar esquecer, trocar na hora da montagem, evitando perder tempo precioso. O material de pesca, varas e carretilhas / molinetes, devem estar com capas e protetores para proteção de partículas, areia, pó, etc., que podem engripar ou sujar o equipamento, principalmente se for acondicionado em bagageiro, é imprescindível o uso de protetores.

Barraca(s) deve estar em local livre de pressão e sobre (em cima) da tralha acomodada no carro ou ônibus, Deve estar com todos os componentes e acessórios checados previamente. Procure levar uma lona sobressalente ou plástico para colocar sob (em baixo) da barraca, protegendo a mesma e principalmente evitando excesso de umidade que pode passar para pelo fundo da barraca. Uma lona adicional também pode ser colocada, esticada, acima da barraca montada para refrescar e diminuir a ação solar e da chuva.

Deve-se ter o cuidado de planejar o local para as iscas no carro, principalmente se for levar iscas vivas, tem de ficar com fácil acesso (você pode ter de passar no caminho para pegar), longe do calor e das malas com roupa e comida, pois pode vazar água e ter um cheiro forte e característico.

Você pode levar as iscas (cabeças de peixe, rim, coração, tripa), congeladas ou não, acondicionadas em potes de 2 litros de sorvete em uma bolsa térmica ou isopor exclusiva para esta finalidade.
 
As túviras de tamanho médio são as ideiais, com mais ou menos 25 cm cada, acondicionadas em trans-iscas ou balde com tampa furada (um ou dois furos pequenos bastam), não precisa ligar o aerador, elas não morrem, desde que não haja superpopulação, entrada de ar e água suficiente para o volume das iscas.

Vou usar como referencia para ilustrar como é uma pescaria e acampamento minha pescaria de natal de 2009, pois ela esta com riqueza de detalhes e horários e pode, se o pescador prestar bastante atenção e estudar a seqüência e os horários, ajudar muito em suas pescarias e acampamentos.

Pronto à chegada no castelinho, tralha toda no carro, estava sozinho e o pesqueiro mais cheio do que eu esperava, e eu tinha apenas 2 lugares para decidir onde montaria meu acampamento e faria minha pescaria de uma semana tão esperada. Este é o motivo de ser muito importante ter a mão o registro de suas últimas ou todas as pescarias no local. Eu tinha feito minhas quatro últimas pescaria nos quiosques de números 1 e 4, onde normalmente fico devido a estar sozinho e ser mais perto para carregar a tralha e perto da recepção.

Um dos locais era perto da capelinha, ao lado do restaurante, onde minha última pescaria tinha sido em março de 2009 com 3 noites e 8 pirararas, inclusive uma com 38 kgs. O outro perto da casa de barco onde minha última pescaria tinha sido em janeiro de 2008 com 4 pirararas na faixa de 23 kgs. Outro fator importante era que teria mais companhia, meu filho e namorada estavam para chegar e havia a possibilidade de um casal de amigos também vir passar o natal junto comigo, então seriam três barracas a montar e uma área de pesca que comportassem 3 duplas pescando, mesmo que apertado.

Então decidi ficar perto da casa de barco, unicamente pelo quesito espaço para montagem de barraca, pois ambos os pontos são bons para a pesca de peixes de couro, pelas estruturas e geografia do barranco com remansos, entradas e vegetação flutuante na água.

Realmente, em uma pescaria conjunta com acampamento deve haver uma ordem de montagem para que não aconteçam imprevistos que deixem o pescador desapontado ou em apuros.

Primeiro: deve-se chegar, de preferência, com claridade suficiente para a montagem da barraca e proteção dos equipamentos e acessórios a serem utilizados na pescaria e no acampamento, Se iniciar a noite, reforçar a iluminação, somente enquanto durar a montagem, procure não refletir a luz na água do lago ou rio, pois os peixes de couro são sensíveis à luz e movimentação excessiva na margem do lago.

Alguns exemplos de inconvenientes: Montar a barraca em cima de um formigueiro ou alagadiço (terreno encharcado ou com marca de caminho de água), montar as varas, iscar e colocar na água, pegar seu troféu e depois não achar a máquina, a balança, estar ainda carregando a tralha e não estar por perto quando o peixe puxar sua vara, cair àquela chuva e não dar tempo de fechar tudo, ou pior chover durante a briga com seu troféu e ainda ver sua tralha levando a maior chuva e nem dar tempo para você colocar sua capa de chuva.

 

 

Local Adequado

Local Adequado

Sempre monte a barraca em terreno previamente inspecionado contra buracos, caroços, pedras e pedaços de mato e raízes que poder rasgar e furar o fundo da barraca e eventualmente o colchão de ar. Procure evitar montar a entrada da barraca para o nascente e o poente do sol, pois é a parte da barraca com menos proteção, alem de ser mais cômodo para o campista. Quando for desmontar a barraca, deixe secar a parte de baixo, retirando ela e a lona protetora do local onde estava armada, pois esta é parte que recebe mais umidade e a que estraga primeiro se não se tomar  cuidados básicos.

Segundo: o cuidado com as iscas que irá utilizar, logo que descarregar e deixar no acampamento, lembre-se de deixar longe dos raios solares, tanto as iscas congeladas ou resfriadas como as iscas vivas. Proteja-as a sombra e em local arejado. Escolha um local a uns metros do acampamento, pois as iscas atraem roedores, insetos, e o cheiro pode ficar forte, etc.

                                     

Local para Iscas

Local adequado para Iscas

         

          

Terceiro: monte a estrutura básica do seu acampamento, ou seja, estando em um quiosque ou não, prepare a área onde vai ser sua cozinha improvisada e local para a comida que levou. Separe um local para os apetrechos e acessórios de pesca. Separe um local para colocar a câmera fotográfica, balança, passaguá, lanterna, capa de chuva, etc.

Quarto: deixe previamente montado o lampião, deixando pronto para ser acesso quando necessário. Procure um local especifico que atenda todas as necessidades da pescaria e do acampamento, ou seja, tem de estar longe da área da cozinha, pois atrai insetos, mas perto o suficiente para iluminar bem os alimentos. Tem de iluminar as áreas escolhidas para montagem das varas, local de recepção dos peixes e onde irá retirar os peixes da água. Esta iluminação não precisa e não deve ser forte, só o suficiente para enxergar o caminho até o local e não deve ter foco forte no lago. Normalmente fixo o lampião na área escolhida para os acessórios de pesca, onde pode ser necessário fazer uma manutenção no equipamento, empates, etc.

Uma vez tudo separado, não necessariamente tudo montado, pois vai ter muito tempo para poder finalizar, pois a pesca de peixes de couro é de espera e depois de posicionar as varas, iscar e jogar na água você poderá terminar o que iniciou, mas se logo no primeiro arremesso pegar seu troféu, não passará apuros, pois saberá onde está tudo e ao seu alcance ou de um colega se precisar.

 

            

Montagem Parcial

Montagem Parcial Organizada

                  

Quinto: escolher e montar os conjuntos de pesca, já eram 21 hs, 4 horas depois de iniciado o acampamento, começava a pescaria. Já estava com lampião acesso, lanterna de cabeça e acessórios de pesca todos a mão. Comecei posicionando as varas de acordo com uma estratégia de pesca, no meu caso , optei por ficar no quiosque mais perto da casa de barco e deixar o outro para meu filho e meu colega que iria chegar. Posicionei 2 varas do lado direito e 1 no meio.

Varas de pesca

Local para montagem das Varas

 

As do lado direito eu posicionei a primeira e a segunda bem perto da estrutura da casa de barco, uma com tuvira e outra com cabeça de peixe. A do meio, a terceira, afastei um pouco, fazendo um triangulo, no máximo a uns 2 metros. Ou seja, 3 iscas dentro de área de 2 metros quadrados perto de uma estrutura e do barranco.

Posicionei mais 2 varas, uma central e outra do lado esquerdo, que a noite seria para pirararas e de dia uma de fundo e outra de bóia para pacus.

Todos os conjuntos montados com empate de aço de 100 lbs, chumbo de 100g para as cabeças de peixe e 200g para as tuviras e anzóis 11/0 sem farpas. Os conjuntos do lado esquerdo e do centro, mais longe de estruturas com meia fricção e as do lado direito, perto da estrutura com fricção quase fechada.
 
As duas varas do meio eu arremessei em direção ao meio do lago, mas uma a 6 metros de distância com cabeça de peixe, usando anzol 10/0, sem farpas e chumbo de 80g e outra a 3 metros com salsicha de fundo, mas sem chumbo com empate de aço e anzol 9/0, sem farpas.

Sexto e último: após toda a estratégia montada e iscas na água, comecei a fazer dois pontos de recepção dos peixes fisgados, no meio de cada ponto, ou seja, perto do  conjunto central e o outro ponto perto do conjunto do lado direito. O ponto de recepção consiste em você preparar o barranco de modo que seja fácil a retirada do peixe, principalmente se for grande, abrindo a vegetação flutuante com auxilio de um bambú, colocando uma tábua, cortando o mato com um facão, enfim fazendo um pequeno bolsão para conseguir ancorar o peixe até poder retira-lo com as mãos. Estes pontos servem para que se possa pegar água para as iscas, lavar as mãos, etc e principalmente evita que se perda o peixe se ele se enroscar ou entra por baixo da vegetação.

 

Ponto de Recepção

Ponto de recepção aberto no mato

               

Tudo para a pescaria já estava pronto, bastava agora esperar e, enquanto isso, voltei para terminar a montagem final do acampamento, mas antes parei para comer um lanche, na área da cozinha, ainda por concluir, mas já tinha uma mesinha, pano de prato, guardanapo de jeito. Uma das áreas mais importantes é a cozinha, tem de ser arejada, mas com proteção contra o vento para economizar gás. Dica importante: sempre ferva ou aqueça alimentos e água em panelas tampadas.

 

Cozinha

Exemplo de Cozinha no Araguaia

                 

Após o lanche, fui montar os alarmes eletrônicos que utilizo para auxiliar a detectar os momentos das fisgadas, pois estaria concentrado em terminar de montar o acampamento e não em observar as varas e tinha alguns conjuntos montados com molinetes que não tem alarme próprio. Também coloquei néons para destacar a vara que eventualmente teria ação das demais.

Voltei então, para terminar a montagem do acampamento, ainda tinha que:

Barraca: encher o colchão de ar, organizar as malas dentro da barraca, dedetizar a entrada, passando um inseticida no meio do zíper por uns 4 cm de cada lado ao longo de todo o zíper e área de entrada da mesma.

Quiosque: fazer o fechamento, para proteger do sereno, vento e chuva.

Cozinha: ligar o fogão, organizar melhor os alimentos, preparar o café para a madrugada, fazer um miojo para jantar, dedetizar os pés da mesa para evitar a subida de formigas.

Equipamento de pesca: checar as pilhas reservas, câmera fotográfica, balança, deixar tudo organizado e junto, pois pode chover a qualquer momento, ou mesmo o sereno pode umedecer e molhar os equipamentos.

 

Cozinha

Exemplo de Cozinha no Castelinho

Cafezinho

Cafezinho

 

Acampamento

Acampamento no Córrego

         

Seguem mais algumas fotos de acampamentos durante nossas pescarias com visitas de grandes amigos.

 

Acampamento

Acampamento e amigos

Amigos

Amigos

Amigos

Amigos

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Acampamento

Depois da pescaria, a desmontagem final. Antes de fechar o conjunto, aproveito para verificar o estado da linha e se precisa de troca, às vezes precisa de um arremesso sem isca para verificar bem e limpar a linha. Eu tenho meus conjuntos de varas e carretilhas e ou molinetes dedicados e os guardo montados com seus respectivos salva-varas, bastando enrolar o salva-varas ao longo da vara, prendendo o anzol e o chumbo e protegendo o equipamento com capas especificas, pois levo os conjuntos no bagageiro do carro.

Organização no carro. Depois de tudo devidamente separado, basta organizar no carro do mesmo modo que veio, note-se que sobrará espaço, pois as iscas não retornarão e o trans-iscas esta vazio e pode armazenar a sacola com as roupas sujas. Além do que, uma boa parte ou a totalidade da comida e petiscos acabou deixando a volta mais cômoda. Deixe tudo limpo, principalmente os cabos das varas e carretilhas.

Fazendo desta forma, você acaba levando mais tempo para sair do pesqueiro, mas ganha muito mais, sem dúvida na organização e tempo para a próxima pescaria, pois quando chegar em casa, só terá que mexer naquele equipamento que precisa de uma manutenção específica e completar os materiais de consumo, como gás, açúcar, café, repelente, ao contrário do que acontece com a maioria dos pescadores deixando, as vezes por semanas, tudo encostado na garagem ou outro lugar aguardando ser mexido e por vezes até ocorre uma pescaria não planejada e se acaba utilizando do jeito que esta, e ai percebe-se que o repelente tinha acabado, não têm pilhas, lâmpada queimada, o gás não foi o suficiente, acaba pegando um belo peixe e perde porque tinha um corte ou ralado na linha, etc.

Espero poder ter ajudado um pouco a todos amigos que sonham um dia em fazer um belo e perfeito acampamento de pescaria.

Abraços

Bruno Pirarara
.
.
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

32 Comentários

  1. Bruno Pirarara em abril 11th, 2011

    Obrigado Márcio por postar a matéria de pescaria e Acampamento, espero ajudar os colegas e anigos que utilizam esta pratica e os que estão iniciando.

    Obrigado

  2. luiz reis em abril 11th, 2011

    muito bom…e de pessoas que sentem prazer em realizar estas escritas que precisamos…parabens pela materia………….

    ps: aguardamos agora uma materia com locais de acampamentos proximo a capital, até ns 500km…..abraços

  3. rodrigo em abril 11th, 2011

    ótima matéria brunao muito bomm!!
    achei bacana a ultima foto q vc colocou eu com meus primos 1!! valeu um abraço

  4. Bruno Pirarara em abril 11th, 2011

    Luiz reis na materia tem fotos de 3 lugares,

    Pesqueiro Castelinho a 200 kms da capital,
    http://www.castelinho.com/local.htm

    Pesqueiro corrego das antas a 500 km da capital (http://www.pesqueirocorregodasantas.com.br/como_chegar.html

    Rio Araguia a mais ou menos 1400 kms

    Acho que estes 2 locais são os melhores pra vc poder fazer pescaria e acampamento e estão mais perto da capital.

    Abraços

  5. Mau em abril 11th, 2011

    D++++ Simplesmente sensacional….uma completa sensação de lazer….paz…e pescaria….show de bola !!! parabens !!!

  6. Rafael Camargo em abril 11th, 2011

    Bela materia Brunao….haja tralha…rsrsrsrs

    Forte abraço.

    Rafael Camargo

  7. Silvio Fishingtur em abril 11th, 2011

    Bruno, muinto , mais muinto, mais muinto 10 essa matéria!!!!

    Abraços,
    Silvio.

  8. Vinicius em abril 12th, 2011

    Bruno,
    Foi uma otima dica, muito boa mesmo com muuuuita tralha mesmo, mas tudo com o sua devida utilidade e que sempre é necessario em pescarias de longo prazo(1 semana, 4 dias etc.)

  9. Robson Fishingtur em abril 13th, 2011

    Essa matéria é digna de capa de revista. Parabéns pela matéria, faz lembrar a época que acampava na praia com meus pais. É uma baita enganharia!

    abs!

    Robson (fishingtur)

  10. Bruno Pirarara em abril 13th, 2011

    Obrigado pelos comentários Robson, Vinicius, Silvio, Rafael, Mau, Rodrigo e Luiz.

    Já valeu postar a matéria.

    Obrigado

  11. Tiago Papan em maio 9th, 2011

    Sempre quando estamos pescando, e devido a algum imprevisto, comecamos a pensar no que haviamos esquecido…
    Se seguirmos o check list, nao tem erro !!!

  12. Bruno Pirarara em maio 11th, 2011

    Obrigado Tiago Papan!!

    é isso ai mesmo o intuito, ajudar nas pescarias.

    Abraço amigo

  13. Fernando Silos Cardoso em junho 17th, 2011

    Caro Amigo,

    Em seu Check List faltou algo que considero muito importante para uma noite bem dormida, depois de um dia de “trabalho cansativo”. Trata-se do PROTETOR AURICULAR, pois o que não falta, principalmente em meu grupo, são os roncadores noturnos.

    Abraços

    Nando Cardoso

  14. Bruno Pirarara em julho 1st, 2011

    Verdade Fernando, tb tenho amigos que o ronco é um verdadeiro sacrificio aguentar.

    Mas dai fica mais dificil escutar o som maravilhoso da carretilha cantando a noite.

    Abraços

  15. Braian em agosto 9th, 2011

    Parabens!!! excelente matéria!
    Vai me ajudar muito mesmo!!

  16. Bruno Pirarara em agosto 11th, 2011

    Obrigado Braian, veja as outras materias de tecnica e dicas da pesca de peixes de couro
    http://www.pescaeturismo.com.br/pescaria/dicas-de-pesca-saiba-tudo-sobre-a-pesca-de-peixes-de-couro/

    veja uma materia com 21 pirararas
    http://www.pescaeturismo.com.br/pescaria/pesqueiro-castelinho-um-natal-com-as-pirararas/

    e como foi o segundo encontro de pesca de peixes de couro

    http://www.pescaeturismo.com.br/pescaria/pesqueiro-castelinho-2-encontro-de-pesca-de-peixes-de-couro/.

    Obrigado

  17. Evandro em agosto 19th, 2011

    Galera fui pescar sozinho acampado no castelinho final do ano passado indo de busão de santo andre até a. são pedro e foi uma otima experiencia. Segui as dicas do brunão então foi show. Bem tive um problema de pegar 3 pirararas ao mesmo tempo(sorte ou azar ainda não sei bem rsrsrsr) e que foi um grande problema mas foi show. Agora final de setembro começo de novembro vou denovo. Brunão mandei um e-mail te agradecendo mas acho que vc não recebeu abraço e valeu.

  18. Bruno Pirarara em agosto 20th, 2011

    Obrigado Evandro.
    mE MANDA DE NOVO O E-MAIL.
    Vou procurar na minha cx de entrada e se eu recebi, devo ter respondido e talvez vc não tenha visto, então se eu achar respondo de novo pra vc.

    E parabens pela sua pescaria, realmente pegar 2 ou 3 peixes ao mesmo tempo não é facil não, eu mesmo já fiz alguns dublês sozinho e é muito duro principalmente assegurando e preservando a vida dos peixes.

    Abraços

  19. Alexandre em outubro 4th, 2011

    Valeu pelas dicas Bruno, vamos acampar em 2 no Córrego semana que vem, aproveitei seu check list e adaptei a minha realidade, foi muito útil, depois que voltar passo um depoimento de como foi.
    Abraços

  20. Bruno Pirarara em outubro 8th, 2011

    Ola!

    Espero que aproveite as dicas!!

    Não deixe de dizer depois se ajudou!

    Obrigado, esta é a razão de tentar passar um pouco do que aprendi,

    Abraços

  21. Pedro fernandes de almeida em outubro 16th, 2011

    aprendi muito,adcionei meus conhecimentos e aproveitei muito do vi,li.Adoro pescar e acampar.sempre lembro de uma frase que li uma vez em site¨Nature is amazing¨ Obrigado um abraço forte a todos.

  22. Bruno Pirarara em outubro 22nd, 2011

    Obrigado Pedro!!

    Realmente pescar estando acampado é tudo de bom!!

    “Pesca e acampamento na natureza, como é no castelinho é um sonho”

  23. Elder James de Oliveira em novembro 9th, 2011

    Bruno você é o cara li muitos relatos seus estou planejamdo uma ida no Castelinho estou curioso e babando para fisgar umas piras um abraço camarada.

  24. Bruno Pirarara em novembro 11th, 2011

    Obrigado Elder,

    Olaneje sim, mas tente ficar mais de uma noite para ter maiores chances e poder curtir a pescaria noturna. Lembra que é na madrugada que o bicho pega, entre 3 e 5 da manhã.

    Abraços

  25. Emiliano em abril 12th, 2012

    E ai Bruno beleza!!!,sou o Emiliano,gostei muito das dicas realmente entre às 3 e cinco da manhã que o bicho pega,ou seja (peixes)não importa se é da água doce ou salgada,fui pescar em alto mar, pegamos 100 kilos de peixes entre eles a maior quantidade era peixe espada,foi justamente no horário de 2:30 até as 5:30,estavamos em dez pessoas.Foi uma folia, cada um com duas varas,não vencia,,esplendido.Um abraço.

  26. Bruno Pirarara em junho 10th, 2012

    Obrigado Emiliano, o objetivo mesmo é tentar ajudar os colegas pescadores com o pouco que aprendi.

    Abraços

  27. Emiliano em julho 20th, 2012

    História de pescador, isso foi verdade…risos fiquei bravo hein….
    Estavamos pescando em um pesqueiro,a 60Km de São Paulo.Eu, meu pai, meu irmão e dois amigos.Fisguei um pintado, até razoável, estou eu brigando com o peixão,quando o meu amigo fumante jogou a ponta do cigarro na água,por infelicidade minha e sorte do peixe: A bituca caiu em cima da minha linha:Acabei perdendo o peixão,que ironia.risos,muitos risos….cheguei até cair dentro da água….abraços a todos.

  28. muryllo dos santos em dezembro 18th, 2012

    Booooa Brunão !!!
    Essas suas materias são perfeitas explica detalhe por detalhe….VLW Abração !!

  29. Bruno Pirarara em fevereiro 23rd, 2013

    Obrigado Murylo!! Valeu!!!!!

  30. Jeferson Lorente em abril 14th, 2013

    Esqueceu o principal item da lista: alugar uma carreta pra levar tudo isso que esta na lista……….

  31. papan em maio 23rd, 2013

    Jeferson Lorente.

    Posso te afirmar que o Bruno é tão detalhista, que fomos em 4 pessoas para o Córrego, andando 560 km dentro de uma pálio, e ele conseguiu levar TUDO isso e tralhas para mais 3 pessoas. Tudo é questão de Organização!

    Absss

  32. Bruno Pirarara em junho 19th, 2013

    Opa!!! valeu Thiagão!!! saudades desta pescaria!!!

    A grande sacada é ter tudo no chão antes de começar a carregar o carro, qualquer um que seja, e ai vc acomoda aos poucos os volumes grandes intercalando com volumes pequenos e bem pequenos preenchendo cada cantinho vazio. Este é o grande segredo pra vc conseguir levar o máximo de carga possível. Procure divir as malas e cx’s de pesca por tipo de acessorio, mala de roupa, lanternas, lonas, etc.

    Abraços


xxxx