Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Pescaria em Canavieiras – Uma fantástica pescaria no litoral da bahia

Local: Canavieiras – BA
Data: 3 e 4 de Fevereiro de 2009.

Olá Amigos, segue abaixo a fantástica pescaria realizada por nosso leitor e amigo Kleverson no litoral da Bahia.

Lembramos que a maioria das  fotos abaixo são de autoria de nosso amigo ANTONIO AMARAL -TUBA

—————————————————————————————–

Olá

Para quem me conhece sabe que eu nunca fui fã de pescaria em mar, aliás, nunca tive vontade de experimentar uma pescaria em alto-mar, mas isto começou a mudar depois que li vários relatos de pesca dos grandes capitães Tuba e Mauro. As fotos lindas do local, os peixes esportivos e os relatos emocionantes começaram a despertar uma vontade muito grande de conhecer o local porém, depois de vários relatos, fotos e peixes fantásticos fiquei com tanta vontade que cancelei uma reserva num pesqueiro em SP e decidi que iria de qualquer forma, mesmo que sozinho. Liguei para o Mauro do Bahia Pesca Esportiva e consegui uma reserva para dois dias de pescaria, até este momento estava indo sozinho. No mesmo momento reservei o avião e comecei a contar os minutos.
 
Para quem não conhece Canavieiras, aqui vai um pouco de história.

Portugueses à procura de terras férteis, na primeira década do século XVIII, se instalaram em local denominado por Puxim. Expulsos pelos índios que ali se encontravam estes portugueses migraram para a foz do Rio Pardo onde hoje se encontra a sede do Município. A fertilidade das terras ensejou o cultivo da cana-de-açúcar, que alcançou grande desenvolvimento, principalmente nas propriedades da família Vieira. Foi devido a esse fato, acredita-se, que a localidade passou a ser conhecida pela denominação de Canavieiras, nome que conserva até hoje. Foi ali que em 1746 Antônio Dias Ribeiro plantou, na Bahia, as primeiras sementes de cacau nas margens do rio Pardo.

Canavieiras é um município brasileiro do estado da Bahia, criado com território desmembrado de Ilhéus. Sua população estimada em 2008 era de aproximadamente 36.911 habitantes. (Texto extraído da Wikipédia e da publicação em três volumes, CIDADES DO CACAU, da CEPLAC, Ilhéus, Bahia, 1982)

Vamos a pescaria: Faltando menos de duas semanas para a pescaria, contei para o meu pai que ia para a Bahia atrás dos Marlins. Como ele mantém uma coleção de revistas de pesca, vasculhei tudo e li várias reportagens sobre o local ou sobre pescarias no mar. Claro que meu pai ficou com vontade e, para ajudar mais ainda, a passagem havia caído de preço e estava uns 40% mais barato do que eu havia pago uns dois dias atrás. Apesar de eu ter ficado p… da vida de ter pago mais caro aquilo era uma oportunidade para meu pai ir e gastar menos.

Na quarta-feira anterior a viagem, meu pai ligou dizendo que iria comigo e que eu poderia comprar a passagem. Por sorte comprei a última passagem no vôo que eu havia escolhido (o único sem escalas de SP para Ilhéus). Estava muito contente não só por ir até Canavieiras, mas por ter mais uma vez a oportunidade de pescar com quem me ensinou a amar a pesca desde pequeno quando ainda pescava tilápias na represa Billings, meu pai.

Como um bom marinheiro de primeira viagem, liguei várias vezes para o Mauro. Ele foi super atencioso em todas às vezes – show!!! Também tinha a preocupação de passar mal, pois nunca havia pescado em mar. Entrei em vários fóruns e procurei algum tópico onde isto tivesse sido discutido. Encontrei um tópico onde discutiam qual remédio era melhor. Fiz uma lista de uns seis ou sete nomes diferentes e levei para minha esposa que é farmacêutica. Claro que tive que ouvir que não era correto auto-medicação, mas mesmo com a bronca resolvi que tinha que tomar algo.

Escolhi o remédio e não pensei duas vezes.

No Domingo preparei minha mala, mas algo estava diferente. Sempre fui acostumado a viajar e levar mais de 12 quilos só de equipamento (fora o tubo de pesca) e sempre tive problema de excesso de bagagem. Desta vez não precisaria levar nada além da roupa. Que mordomia!!!

Na Segunda ao meio-dia chegamos em Ilhéus e o Mauro já havia mandado uma pessoa para nos buscar no aeroporto. A ida até Canavieiras é rápida e o caminho de 110 kilometros passa rápido. Eu imaginava que encontraria uma estrada cheia de buracos, mas que nada, a estrada até Canavieiras é melhor que boa parte das estradas de SP.

A paisagem é de deixar qualquer um de queixo caído…

Vista da estrada (na volta). Foto tirada de dentro do carro (em movimento).

Estrada de Canavieiras

Estrada de Canavieiras

Praia em Ilhéus (foto tirada de dentro do carro).

Praia de Ilhéus

Praia de Ilhéus

Outra praia em Ilhéus (foto tirada de dentro do carro).

Praia

Praia

Chegando ao local fomos até a pousada do Alex (Frederic Pousada), lugar simples, mas muito aconchegante e de ótimo atendimento. Deixamos nossas coisas e já fomos para o famoso restaurante da Zezé. O Mauro estava lá e almoçamos juntos. Provei o famoso camarão no alho e óleo – que saudade, fico com água na boca só de lembrar. A comida é tão boa que precisaria ficar lá uns 15 dias só para provar um prato de cada uma das opções.
 
A arquitetura das casas de Canavieiras é fantástica. A cidade está bem conservada e com vários casarões antigos restaurados.

Canavieiras - BA

Canavieiras - BA

 

Canavieiras - Bahia

Canavieiras - Bahia

Vista dos restaurantes.

Restaurantes

Restaurantes

Rua que leva até o porto.

Rua de acesso ao porto

Rua de acesso ao porto

Conversando com o Mauro sobre o que gostaríamos de fazer nos dois dias de pescaria, ele disse que os Marlins não estavam saindo naqueles dias. Sugeriu que tentássemos algo diferente, um pouco de cada “técnica” já que eu nunca havia pescado no mar. Sugestão aceita, agora era aguardar até a terça-feira.

Levantamos cedo e às 7:00 da manhã encontramos o grande Tuba já nos esperando na lancha Tone Maí. Nos apresentamos e logo saímos para o primeiro dia de pescaria. Vejam esta foto da primeira saída. A pescaria prometia!

Paraíso

Paraíso

Depois de atravessar todo o rio e entrarmos no mar, paramos rapidamente e logo começamos com a pescaria na superfície. Não demorou muito para entrar um olhudo ou xáreu.

Xaréu ou Olhudo

Xaréu ou Olhudo

 

Xaréu/Olhudo

Xaréu/Olhudo

Passado algum tempo resolvemos corricar. Não demorou muito para entrar uma cavala. Reparem no rabo da bicha. Alguém já deu uma dentada ali.

Cavala

Cavala

Fotos por TUBA

Agora meu pai tirando o primeiro dele.

Mais um tempo e o Tuba sugeriu tentarmos um pouco de jig. Logo que paramos percebi que meu pai, que tinha tomado dois Dramins, estava pálido e suando.

Apesar de já ter pescado 3 vezes aqui em SP com pequenos barcos normalmente de madeira, fazia mais de 20 anos que ele não ia para o mar.

O Tuba com toda a sua experiência e vendo que logo o bichinho iria cevar o mar ou pior, a lancha, recolheu logo o equipamento e mudou novamente para corrico. Não demorou muito para ele melhorar e tirar um Atum.

Atum

Atum

Agora novamente eu com outra bichona, uma barracuda. Vejam a seqüência de belas fotos tiradas pelo Tuba.

Barracuda

Barracuda

 

Barracuda

Barracuda

Fotos por TUBA

Olhem os dentes da Barracuda.

Barracuda

Barracuda

No final do dia meu pai ainda tirou outro na superfície (o Tuba ainda perdeu uns três ataques sendo que um deles deveria ser um baita peixe). Quem já pescou com o Tuba deve ter ficado impressionado com a distância que ele manda a artificial. Para aqueles que participam de campeonato de arremesso em distância fica aqui a sugestão para chamarem o Tuba.

Neste dia pegamos vários outros peixes menores ou do mesmo tamanho destes aqui. O dia foi muito produtivo e nos deixou muito satisfeitos com o local, profissionalismo e atendimento.

No segundo dia resolvi turbinar o velho logo cedo e mandei um Strugeron para ele no café da manhã. Saímos para pescar e tentamos uma superfície mas não conseguimos nada. Mudamos para o corrico e meu pai logo tirou duas cavalas. A cabeça vermelha da Rapala estava matando a pau neste dia.

Cavala

Cavala

 

Cavala

Cavala

Voltamos a corricar e uma das varas cantou alto e forte. A tomada de linha era muito maior do que dos peixes anteriores. A briga foi grande (como disse o Zé que é o ajudante do Tuba, o peixe na Bahia toma vitamina) e depois de uns 20 minutos conseguimos tirar a Cavala Wahoo da água.

Este peixe também é conhecido por Cavala Aipim devido a cor da sua carne ser branca como o Aipim.

 

Cavala Wahoo

Cavala Wahoo

 

Cavala Wahoo

Cavala Wahoo

 

Wahoo

Wahoo

Meu pai mesmo com uma chuvinha ainda tirou mais uma no corrico.

Cavala

Cavala

Corricanco mais um pouco, o Tuba resolveu parar perto de um barco pesqueiro pois a sonda indicava muito peixe no local.

Barco Pesqueiro

Barco Pesqueiro

E começamos a jiggar. Logo tiramos dois bichões. Meu pai com uma Pitangola.

Pitangola

Pitangola

 
Olho de boi.

Olho de Boi

Olho de Boi

Voltando para o corrico meu pai ainda tirou um Atum.

Atum

Atum

No final do dia ainda pegamos mais um xaréu na superfície.

Xaréu

Xaréu

 

Xaréu

Xaréu

Não sei quantos peixes pegamos mas posso garantir que emoção não faltou aliás, tivemos muitas.

Segue um dos vídeos desta pescaria:

VÍDEO


Posso garantir que minha primeira experiência no mar foi inesquecível. Fica agora a contagem regressiva para voltar para Canavieiras e pescar com o Tuba atrás dos grandes Marlins e, por que não, alguns robalos já que a região é ótima.

Fiquei impressionado com a competência, assistência e conhecimento do Tuba e do Zé. Posso garantir que nunca fui tão bem tratado numa pescaria como fui nesta. O atendimento foi de primeira, nota 1000. Também fiquei espantado com os equipamentos e posso garantir que qualquer um que vá pescar em Canavieiras com o Tuba e o Mauro não irá se arrepender, aliás, ficará louco para voltar novamente! Além disto tem o fato de que o Tuba além de pilotar, pescar, entender de equipamentos, etc. ainda tira lindas fotos (boa parte destas fotos são do Tuba).

Espero ter deixado inexperientes ou até mesmo experientes com água na boca e uma vontade maluca de fazer uma pescaria destas num local maravilhoso e com profissionais do mais alto gabarito.

 FOTOS POR ANTONIO AMARAL – TUBA

Deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários no final desta matéria.

Abraços e até a próxima.

Kleverson Batistela

 

Agradecimentos

Bahia Pesca Esportiva
http://www.bahiapescaesportiva.com.br
Tel.: (0xx73) 3284-1153
Cel.: (0xx73) 9988-4949
gottardimauro@yahoo.com.br


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

27 Comentários

  1. Robson em fevereiro 18th, 2009

    Caro Kleverson,

    Parabéns pela excelente matéria e faço das suas palavras as minhas: Os caras sabem o que estão fazendo, não é por menos são super conhecidos.

    Essa foi a pescaria dos sonhos. Lugar bonito, tempo bom, peixes… hehehe, um dia ainda vou morar por lá.


    Robson
    Fishingtur

  2. Marcos em fevereiro 18th, 2009

    Qto sai uma pescarias dessas ????

  3. Kleverson em fevereiro 18th, 2009

    Marcos

    O site http://www.bahiapescaesportiva.com.br tem toda a informação sobre preço. Como a lancha comporta até 4 pessoas, o custo não é alto se comparado com outras pescarias como Amazonia, Araguaia, Argentina. No meu caso, como não fui pescar Marlin, o custo ficou mais baixo já que usei a menor lancha.
    Além do custo da lancha você gastará com a passagem aérea (que neste caso é um absurdo +- 1000 saindo de SP), refeições e translado de Ilhéus até Canavieiras.

    Abraços.

  4. Amauri de jundiai em fevereiro 18th, 2009

    Parabèns adorei adorei tudo manda mais

  5. Marcio David em fevereiro 18th, 2009

    Kleverson,

    Parabéns pela pescaria. Eu estava editando as fotos e estava me imaginando neste lugar.

    Parabéns pelos peixes

  6. Amauri Jr em fevereiro 18th, 2009

    Cara q emoção deve se em… Caraca… show show show!!! parabens kleverson! abç

  7. Amauri de jundiai em fevereiro 18th, 2009

    KLEVERSON,NÃO PRECISA LEVAR AS TRAIAS DE PESCA.

  8. Kleverson em fevereiro 18th, 2009

    Márcio – Por que você acha que eu fiquei louco para ir para lá? O lugar é 1000! Lugar lindo, atendimento de primeira e peixes maravilhosos. Isto porque vocês não viram as fotos dos Marlins que costumam sair lá de Novembro à Março (em 2010 vou atrás deles!).

    Amauri – Nada, não precisa nada. O problema é explicar para a mulher que você vai pescar só com a mala de roupas. No preço já está incluso material de pesca (não preciso nem falar que são de primeira, não é!), iscas artificiais (só pescamos com elas), barco, capitão e sua equipe, combustível, lanche, bebidas, etc. Pelo valor que está no site, é entrar no barco e pescar o dia todo sem se preocupar.

  9. ricardo em fevereiro 19th, 2009

    Se você puder, passe algumas dicas do que usar para não passar mal no mar.

  10. Kleverson em fevereiro 19th, 2009

    Ricardo

    Isto é difícil pois varia de pessoa para pessoa, além disto foi a minha primeira vez no mar. Não deveria recomendar remédios pois não sou médico em todo caso testei o dramin e me deu muito sono. Resolvi tomar o Strugeron 75 (que também deu sono) mas, como ele é muito forte, tomei metade e depois de 6 horas tomei o resto do comprimido.
    O interessante seria você consultar um médico (eu não fiz isto mas….)
    Talvez alguém com mais experiência possa lhe passar mais detalhes.

    Abraços.

  11. Eduardo Oliveira em março 2nd, 2009

    Parabéns amigo!!!
    Temos uma turma de +-40 pescadores , e vamos todo ano para o Rio Araguaia , lugar lindo e deslumbrante!
    1º Você saberia me informar se comporta uma galera dessas e se tem barco e lancha para todo mundo?

    2º Você trouxe todos os peixes que pegou , ou praticou a pesca esportiva ?

    Estou te perguntando isso , porque acho que no mar deve-se começar e imediatamente a se praticar o pesque solte , pois existe a necessidade sempre de preservarmos este local que você pescou , pois na minha opnião é sem dúvida um santuário de peixes e espécies!!!

    Abraços,

    Parabéns a você e seu pai!!!

    Aguardo respostas!!!

    Eduardo Oliveira

  12. Kleverson em março 10th, 2009

    Eduardo

    Já fui 2 vezes para Luiz Alves no Araguaia e o local realmente é bom. Quanto a Canavieiras, só vi 3 lanchas lá sendo que cada uma comporta no máximo 4 pessoas. Acho complicado conseguir lanchas para os 40 mas não custa nada falar com o Mauro ou o Tuba (www.bahiapescaesportiva.com.br).
    Quanto aos peixes, eu sou totalmente a favor do pesque e solte e nunca trago peixes de minhas viagens, nem mesmo de locais próximos para onde vou. Foi minha primeira viagem para o mar mas concordo com você que devemos incentivar a preservação deste e de outros lugares.

    Abraços.

  13. valdir quedas em abril 27th, 2009

    Parabéns……….. essa matéria deixa qualquer pescador sonhando com esse lugar. Um abraço e muita saude a todos…….

  14. Leandro Teixeira ( TAUBATÉ- SP ) em julho 9th, 2009

    Cara show de bola, eu sonho poder ter um dia de sorte como o seu.Eu sempre que posso tbém pesco no Mar de UBATUBA litoral norte de S.P.,
    Parabéns muito boa pescaria, cara só faltou as fotos de seu Papai.
    Abrços.

  15. Leandro Teixeira em julho 10th, 2009

    Kleverson desculpa, agora estou vendo as fotos de seu pai muito bom mesmo, parabéns cara, show de bola. Diz aí qual é a emoção de pegar um gigante como estes.
    Abrços.

  16. Roney Gazola em setembro 22nd, 2009

    Moro em Salvador. Sonho com uma pescaria em alto mar da Bahia. Eu e mais 3 companheiros.
    Favor informar preço e condições para bahianos
    Grato
    Roney Gazola

  17. Johnny Machn em dezembro 3rd, 2009

    gostaria de saber preço da brincadeira,
    mande um abraço ao TUBA genti fina,
    abraço TUBA
    feliz Natal
    abraço sincero
    cordialmente
    Johnny

  18. manoela rech em março 3rd, 2010

    olá kleverson! Muito legal!
    Meu pai é uma apaixonado por natureza e pesca e gostaria de presenteá-lo no seu aniversário de 60 anos – agora em março – com uma viagem para um lugar bonito e que envolva a pescaria. Porém precisa ser algo bem econômico visto que será para o casal -ele e minha mãe – e moramos nos RS. Aguardo dicas, e gostaria de saber o custo desta viagem?

    Obg
    Manoela Rech

  19. José Maria Ferreira em abril 5th, 2010

    kleverson, voce e sua turma estão de parabens, por terem pescado num local onde milhares de pescadores gostariam de pescar. gostei muitíssimo do desempenho do seu pai. Peixões iguais os mostrados nas fotos, na praia do forte em Salvador também tem, mas não se compara com canavieira. Estou me preparando para também tirar esta onda. abrços a todos – josé maria de Realengo, Rio de Janeiro.

  20. Caubi Carvalho em junho 4th, 2010

    Gostria de recebe-las.
    Abraços
    Caubi

  21. Caubi Carvalho em junho 4th, 2010

    Olá Tuba,
    Mande pra mim a marca de GPS para Canasvieira pois estarei navegando pra esta região muito em breve. Meu e-mail é caubi@viacabo.com.br.
    Quero saber quanto tu cobras por uma pescaria no Royal C. Bank?
    Abraços
    Caubi

  22. andre luis muschioni em outubro 20th, 2010

    prezado kleverson sou de BH / MG, e estou louco para fazer esta pescaria que vc fez em canavieiras. Pergunta: Vc pensa em voltar, e caso positivo, dividir as despesas com um novo colega?
    aguardo resposta via e-mail ou meu telefone:
    31 – 9159 1824
    abçs

  23. Caubi Carvalho em outubro 21st, 2010

    Olá Kleverson,
    Água na boca é pouca pra expressar a minha vontade de estar contigo nesta pescaria. Sou de Santa Catarina e pesco o ano inteiro. Caso queira pescar conosco é só combinar. Atualmente ainda estamos na pescaria de Enchovas.
    Quanto à Bahia e em cia. do Tuba não precisa comentar. Gostei da sua pescaria e acho que todos deveriam um dia fazer este tido de pesca.
    Um Abraço
    Caubi

  24. camila em abril 19th, 2011

    ja fui nessa praia

  25. Raimunda em maio 11th, 2011

    Olá Kleverson fiqei feliz pela sua coragem e pelas lindas paisagens que você divulgou da cidade onde moro lindas!!!!!
    Fica o convite para o festival do carangueijo de 11 a 15 de novembro-2011, e um lindo passeio de barco a Belmonte cidade vizinha.
    abraços.

  26. Sandra Borges dos Santos em agosto 19th, 2011

    Gostaria que o Sr. Roney Gazola entrasse em contato comigo. Att

  27. Felipe Pereira Gama em abril 11th, 2013

    Também fiz uma destas pescarias no litoral da Bahia, mais especificamente em Barra Grande na península de Maraú. Dos peixes que citou aí pegamos o atum, a barracuda e a cavala. Pegamos também dois grandes dourados marinhos que deram uma boa briga pra puxar ao barco. Viagem inesquecível.


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx