Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Pesk Pag dos Amigos – O Fishingtur e Amental Fishing descobriram um novo point dos gigantes

Local: Pesk Pag dos Amigos – Caldas Novas – GO
Data: 07 e 08 de maio de 2015

Olá Amigos

A Equipe Fishingtur, em uma super expedição pelo estado de Goiás, juntamente com os amigos Felipe e Daniel da Penn-Raíba Carretilhas e o mais novo parceiro Jean da Amental Fishing, além de visitar os melhores pesqueiros de Goiás, tivemos dois dias livres, depois dos Penn-Raíbas retornarem a SP, eu(Marcio David) e o Jean Coqui decidimos pesquisar e ir em busca de novas opções na região onde estávamos hospedados, na cidade de Rio Quente. Passamos a manhã colhendo informações e as 15h chegamos na cidade de Caldas Novas, sul do estado de Goiás.

Nosso destino seria o Pesk Pag dos Amigos, muito bem recomendado, e assim partimos estrada a fora até achar o pesqueiro. E o detalhe, depois de 6 dias de pesca, já estávamos totalmente sem iscas, somente algumas rações na pinga e a massa fabricada pelo Jean.

Chegamos rapidamente ao pesqueiro e logo ficamos impressionados com a beleza do local, tudo muito arrumado e muito limpo. Um grande restaurante e lagos, muitos lagos, são ao todo 22 lagos. Dois deles muito grandes e com água cristalina e os demais com diversos tipos de peixes e modalidades de pesca.

Conversamos rapidamente com os locais e seguimos para o lago onde estavam os grandes peixes. Pelos dizeres, grandes Tambacus, Tambaquis até 37 kilos e Pirararas que chegavam a 55kg. Mas naturalmente nos olhamos e mesmo sem acreditar, seguimos com toda expectativa do mundo.

Pesk Pag dos Amigos
Caminho do Lago – Caldas Novas – GO
064 3453 3999

Ao chegar no lago, este de pequeno porte se comparado aos outros, nos alojamos em um dos quiosques, e na outra margem, somente um casal pescando. Começamos a arrumar nossas tralhas. O Jean foi em busca de iscas no limpa peixe e enquanto isso já fiz alguns arremessos com a Bóia Cevadeira Barão com chicote de 80cm com um chinú 8 e a ração na pinga de goiaba. Fiz mais alguns arremessos e comecei a montar as varas de pirararas. Minha boia afundou e o Jean que estava por perto fez todo o árduo trabalho de tirar nosso primeiro peixe no Pesk Pag dos Amigos, um legítimo Tambaqui.

Pesk Pag dos Amigos

Tambaqui - Jean

Continuei a montar os equipamentos, quando o senhor que estava pescando com sua esposa passou pelo quiosque e perguntou: - Você é o Marcio do Fishingtur ? Enfim, era um leitor assíduo de nosso site, que mora aqui em SP e estava passeando por Caldas Novas. mas mal acabamos de conversar e sua boia afundou e sua esposa brigou muito tempo com mais um verdão. Um bonito Tambaqui. Ela não queria segurar o peixe, mas eu não poderia deixar de registrar esse peixe.

Tambaqui

Tambaqui - Fishingtur e Amigos

O Jean como de costume, montou seus conjuntos UL, fabricado por ele mesmo e com sua massa começou literalmente um festival de fisgadas, mas apenas os pequenos redondos e tilápias.

Pesk Pag dos Amigos

Pesk Pag dos Amigos - Caldas Novas

Pedimos uma porção de iscas de tilápias empanadas, e saboreamos esta ótima porção. Sobraram ainda alguns pedaços e sem pretensão alguma, isquei um pedaço no chinú 8 e arremessei a cevadeira próximo a outra margem. Em menos de 5 minutos a boia sumiu. Eu fisguei, mas a boia estava travada no fundo. Forcei e nada, até que lentamente a linha foi se deslocando bem perto da margem, literalmente deitando o capim. Olhei para o Jean e disse: -É tamba e dos grandes…..

Mas a briga estava totalmente em domínio do peixe, um tamba grande não ia ficar o tempo todo nadando com a barriga no barro na margem oposta, ele iria vir a meio, voltar, ir, pular etc….  Foi Quando vimos apenas a ponta do grande rabo vermelho aparecer no meio do mato. Era ela, uma Pirarara Gigante. Nesse momento, olhei para a minha carretilha Revo S da Abu Garcia com linha 0,33mm e a perna tremeu.

Briguei com esse peixe quase 20 minutos e ele apenas indo de um lado para outro até que travou, era um enrosco bem no canto do lago. Tentei fazer de tudo, mas não teve jeito, na primeira corrida minha linha do chicote estourou. Decepção geral, mas feliz por ter encontrado um lago tão interessante como esse.

Montei novamente a mesma boia, com chicote de 80cm e chinú 8, isquei outro pedaço da tilápia empanada e arremessei.  Esse lago pode-se pescar apenas em uma margem, o outro lado é barranco com mata preservada, ou seja, os peixes ficam por lá.

Não demorou muito e minha boia começou a se arrastar de lado e afundou. Fisgada certeira e uma briga pesada, bem no meio do lago até que um grande e bonito Tambacu encostou e o Jean o tirou com o passaguá.

Pesk Pag dos Amigos

Tambacu - Marcio David

O Jean voltou com os equipamentos Ultra Light, fisgou mais alguns pequenos exemplares até que em uma das fisgadas e vara travou envergada e uma corrida calma e contínua denunciava ser uma Pirarara. O peixe foi indo, indo, indo, indo até estourar a linha. Nesse momento eu vi o quanto é forte e resistente essas varas fabricadas pela Amental Fishing.

Na sequencia o Jean teve outra ação, mas essa correu pra margem oposta, bem no raso, deu pra ver o lombo e o rabo vermelho fora da água até que ela se enfiou no meio dos galhos. O Jean deu a volta no lago, mas não deu tempo. o Bicho aqui é bruto demais.

Enquanto isso minha Bóia Cevadeira Barão estava lá, próximo a margem oposta até que:…..-Uéhhh Cadê minha boia ????

Corri e apenas estiquei a linha, foi o suficiente pro peixe nadar em disparada rente ao barranco… Dessa vez eu estava com outra carretilha com linha 0,37mm (como se fosse suficiente pra pirararas). Briguei com esse peixe por uns 15 minutos, sem que ele viesse 30cm. Apenas estava acompanhando suas corridas pela lateral. E quando tentei forçar um pouco, minha linha estourou na mão…..  Desanimo total, mas quando olho, vejo minha boia indo devagar para  a margem lateral até parar no barranco…

Peguei outro equipamento, com um chumbo e anzol e arremessei… fui trazendo minha linha (uns 30 metros), puxei uns 5 metros pro barranco e enquanto o Jean foi mantendo o peixe com a mão, eu passei a linha pelos passadores e amarrei grosseiramente na linha da carretilha e assim comecei novamente a briga. Eu andei de um lado para outro da margem umas 5 vezes, pois a Pirarara não podia tomar linha, eu tinha que manter o nó dentro da carretilha. Depois de uns bons 25 minutos o peixe foi encostando e conseguimos ver que era uma bonita Pirarara. Mas muito forte, com muitas rabadas na superfície e pequenas e fortes tomadas de linha, mas com calma e paciência conseguimos “embarcar” esse belo exemplar.

Pirarara

Pirarara - Marcio David

E para fechar nossa tarde de pescaria, nossos amigos de São Paulo fisgaram mais um exemplar do verdão, o nosso Tambaqui.

Tambaqui

Tambaqui - Pesk Pag dos Amigos

Eu e o Jean, saímos do pesqueiro totalmente satisfeitos, mas com gostinho de quero mais. Íamos voltar pra São Paulo, mas decidimos passar mais uma noite na cidade para poder retornar ao pesqueiro e foi o que aconteceu.

Na manhã seguinte chegamos no pesqueiro por volta das 10h e nos instalamos bem no meio do lago. E logo cedo ao chegar no limpa peixe fomos surpreendidos por uma cena que encheu os olhos, Isso porque queríamos um pouco de iscas para Pirararas.

Como era uma sexta-feira, o pesqueiro estava limpando tilápias para as porções do fim de semana. Será que servem muitas porções ?????

Limpeza de Tilápias

Limpeza de Tilápias

Antes de começar a pescaria das brutas, isquei um pequeno pedaço de mortadela em uma torpedo e fisguei rapidamente dois tambinhas. Foi o suficiente pra saber que os peixes estavam se alimentando.

Pesk Pag dos Amigos

Pesk Pag dos Amigos

Comecei com a mesma boia cevadeira com o chicote de 80cm e com o chinú 8, mas isquei um pedaço de mortadela, e juro, a isca não ficou na água nem 3 minutos e eu já estava brigando com mais uma gigante do rabo vermelho. Agora já informado de onde estavam os enroscos, ficou mais fácil.  Essa brigou bonito, praticamente com o lombo e rabo fora da água, rasgando o capim oposto, uma briga das boas e passando por cima dos enroscos, com a vara bem levantada. Agora ficou mais fácil até que a bruta encostou.

Pirarara

Pirarara - Marcio David

Um dos meninos que trabalha no pesqueiro, desceu com um balde com umas 20 cabeças de tilápia. Jogou tudo na água e avisou o Jean: – Agora você vai pegar uma pirarara.

Parece piada, mas a vara envergou na hora. Pensa nas Pirararas carnívoras. Chegaram na ceva rapidinho e ainda atacaram a isca (cabeça de tilápia).  Um briga forte, com equipamento pesado de nossos amigos da Penn-Raíba Carretilhas até que a gigante, eu disse GIGANTE encostou no barranco.

O Jean ficou pequeno nas fotos.

Pirarara - Amental

Pirarara - Jean Amental Fishing

Durante a tarde, lógico, paramos um pouco para saborear uma boa porção de batata chips e isca de tilápia com cebola. Muito bom, muito saboroso.

Porção pesk Pag dos Amigos

Porção Pesk Pag dos Amigos

E como sempre, o restinho da porção foi para o anzol e não é que o resultado foi positivo novamente. Dos três tambas fisgados, um deles foi na isca de tilápia frita e os outros dois na cabeça de tilápia (tilápia de 1 kilo).

Tambacus

Tambacus - Fishingtur e Amental Fishing

Eu insisti na isca de tilápia frita na cevadeira e consegui mais um troféu, um bonito, valente e grande Tambacu.

Tambacu

Tambacu - Marcio David

No final do dia todas as varas estavam a espera das Pirararas, até mesmo as Ul’s do Jean. Mas eu estava com um equipamento em mãos, usando apenas o pão flutuando.

As 9h da manhã, eu disse ao Jean que minha meta seria em pegar um verdão grande, peixe que gosto muito. Passei o dia pescando outros peixes, mas sempre tentando achar os tambaquis. No finalzinho do dia, quase escurecendo, joguei o restante de ração que tinha no balda na água. Foi uma festa dos pequenos tambacus e tilápias. Arremessei meu pão flutuando um pouco depois da ceva e comecei a desmontar as tralhas, pois o pesqueiro já estava fechando. Mas sempre de olho no pão. Até que uma enorme explosão, literalmente assustadora levou meu pão embora. Joguei o que tinha na mão e fisguei. O peixe deu uma rápida corrida pela lateral, cortando a água e eu gritei: -É ele, é ele, ele !!!!!!!!

Eu tinha certeza, não só pela explosão ou pela corrida, mas sim por passar 8 horas em busca dele. Eu tinha certeza que algo de bom estava reservado pra mim. E não é que estava certo. Quando o vi pela primeira vez, uma enorme mancha verde, meio amarelada, minha perna tremeu, o coração bateu forte. Nesse momento é você e ele. Você fica cego, não ouve nada. Tudo parece estar longe. Concentração, medo, adrenalina. A cada rebojo, a cada corrida, o medo e a satisfação faz de você um turbilhão de sentimentos.

Até que  dentro do passaguá, voltei a respirar. Olhos cheios de água, lágrimas talvez. A melhor sensação do mundo. E é isso que faz a Pesca Esportiva ser apaixonante.

Estava no meu colo, o verdão, o legítimo, o incrível Hulk do cerrado. O Tambaqui !!!!!

Tambaqui - Fishingtur

Tambaqui - Marcio David

Depois de soltar esse lindo exemplar e satisfeitos por ter feito um ótimo trabalho, guardamos nossas coisas e voltamos pra casa.

Tiramos algumas fotos do mural, e olha só o que tem dentro do lago….

Fotos do pesqueiro

Fotos do Pesqueiro

Agradecemos a Vanessa por nos receber tão bem e confiar em nosso trabalho. E agradecemos em especial a todos os funcionário do Pesk Pag dos Amigos.

Abraços

Marcio David
Equipe FishingTur

Fotos: Marcio David e Jean Coqui
Texto: Marcio David
Edição: Marcio David

AGRADECIMENTOS

Pesk Pag dos Amigos
Caminho do Lago – Caldas Novas – GO
064 3453 3999

Amental Fishing
www.amentalfishing.com.br

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Massas Paturi
www.massaspaturi.com.br

Abu Garcia
www.abugarciabrasil.com.br/

Berkley
www.berkleypesca.com.br

Shakespeare
www.shakespearebrasil.com.br

Penn-Raíba Carretilhas
http://www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br/

Fishing Master
www.fishingmaster.com.br
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

15 Comentários

  1. Léo em maio 16th, 2015

    Fishingtur arrebentando de novo pesqueiro show
    Parabéns a todos.

    Abraço

    Léo

  2. Camila Niclites em maio 17th, 2015

    Márcio e galera da fishingtur este pesqueiro é um verdadeiro oásis para quem é um apreciador da pesca esportiva. Já fui algumas vezes e sou apaixonada por este lugar. Grandes peixes e bem diversos. Foi lá que peguei minha primeira pirarara, quando vi o rabo vermelho quase não acreditei e já fui logo dizendo para meu esposo “amor pode filmar… filma é uma pira”. Detalhe o sistema usado era Boa torpedo com salsicha. Fiquei emocionada…. Agora será um prazer marcarmos uma pescaria la com vocês… quando quiserem é só nos chamar…

  3. Silvio Leme em maio 17th, 2015

    Show demais… Lugar novo… Mais opções aos amigos e que opções… Vamos que vamos…. Abs, silvio.

  4. leonardo gavazzi em maio 18th, 2015

    Gostaria de saber a opinião de vcs sobre essa nova “mania” de se usar equipamento ultra-light e equipamento abaixo do que se recomenda, pra pesca de pirararas principalmente.
    vale a pena mesmo usar uma tralha ultra-leve/leve pra brigar com elas … Mesmo sabendo que a maioria delas vao ganhar a briga e ficar por dias ou meses com anzol e linha na boca, correndo o risco de ficarem emboladas ou presas em alguma estrutura (principalmente com linha multi que eh ainda mais nociva para as pirararas),sem contar o estress que o peixe sofre a mais do que o normal,pela briga levar mais tempo.
    Digo isso porque muita gente lê essas reportagens e vão querer copiar o que vcs fazem Nos pesqueiros…

  5. Jean Coqui em maio 18th, 2015

    Fala LeonardGavazzi boa tarde, cara sobre a sua duvida quanto a utilização de material ultralight, este “abaixo do que se recomenda” é algo muito abrangente primeiramente pois cada peixe se utiliza de um material de certa libragem devido a relação porte do peixe e modalidade de pesca, assim como dentro do Ultralight existem diversas variantes, diversas qualidades de materiais assim como existe o mesmo na cevadeira ou mesmo em tralha pesada para pirarara.
    Nesta variante eu desenvolvo e utilizo material Ultraligth de Alta resistencia pessoas que me assistem pescar e usar meus materiais se espanta ao ver a linha quase 100% travada no limite do equipamento onde um conjunto 4-6 lbs eu venho a tenho mais resistência do que um equipamento 17 lbs com linha 15 lbs multi isso devido a distribuição de força e vi em seu comentário sobre o uso da linha multi, para o desenvolvimento de Ultralight extremo como eu pratico na minha marca a Amental Fishing uso apenas monofilamento linhas que trago diretamente do japão são linhas tecnicas de alta resistencia.
    São mais resistentes em abrasão nó são mais elásticas e tem a bitola mais fina do que as demais do mercado por isso são mais caras, usar multi faria meu equipamento ser pulverizado ao pegar um peixe de grande porte, por isso não uso multi em pesqueiros.
    Sobre o desgaste na briga com o peixe de maior porte ele vem a ser menor do que com equipamento mais pesado, visto que o peixe não efetua tantos sprints de corrida como efetua em equipamento mais pesado onde o mesmo se sente preso e acuado onde ele sente a necessidade de lutar e fugir sucessivamente ate chegar a sua exaustão;
    O stress que muitos falam se chama acidulação da musculatura do peixe todas as modalidades são um problema não somente o Ultralight que se for utilizado de forma errada alisando a briga não forçando o peixe pode lhe causar o desgaste além da conta.
    Já presenciei brigas com tambas de 25 kg onde o pescador possuía equipamento 25-30 lbs linha grossa e resistente e demorou 50 minutos ate mais para soltar o peixe este mesmo saiu da agua sem se debater, este peixe deu amis que 10 corridas chegando ao extremo de suas energias, este peixe certamente entrou em acidulação seu corpo e musculatura travam o que pode levar o peixe sim a morte.
    Com ultralight demoro cerca de 15 a 18 minutos no máximo para tirar um peixe deste tamanho, isto porque o peixe não se sente preso ou acuado desta forma ele colabora e se aproxima a margem o que facilita e diminui a briga no caso de entrar um peixe de grande porte.
    Muitas pessoas que conheceram o Ultralight já querem dar aula porem não deixarei que o façam a se valer de “EU ACHO” pois aqui tenho certeza do que eu estou falando, assim como fiz na palestra na FEIPESCA deste ano tirei inúmeras duvidas ate mesmo de pessoas envolvidas diretamente com a psicultura no Brasil.
    No caso estamos trabalhando e muito eu exclusivamente para trazer a todos as informações de forma correta tudo que eu já estudei sobre comportamento e anatomia dos peixes assim como desenvolvimento de iscas e materiais, nosso intuito e trazer a todos informação com respaldo técnico e embasamento em estudos, vou desmistificar o uso do material leve e instruir a todos a forma correta de estar fazendo isso basta aguardar os próximos vídeos e materiais sobre o assunto, e este virá carregado de informações para maiores duvidas estou a disposição Jean Coqui – Amental Fishing Jeanamental@hotmail.com

  6. leonardo gavazzi em maio 19th, 2015

    Entendi… mas na materia mesmo ta dizendo que de 2 pirararas pegas na UL as 2 estouraram a linha… Ae a hora que vc usou uma carreta de pira vc tirou uma… foi esse o motivo da minha duvida…

  7. Bruno em maio 19th, 2015

    Boa noite amigos. Estou totalmente de acordo com o questionamento do Leonardo e acredito que o Jean nao conseguiu falar nada que justifique o uso de equipamento Ultra Light para a pesca de Pirararas. Se a linha fosse tão resistente, qto mencionado no comentário, ele nao teria perdido duas Pirararas, onde ambas estouraram sua linha, sendo pelo jeito uma por causa da linha e outra pq o conjunto nao conseguiu frear a corrida da Pirarara (vara, carretilha e linha). Engraçado que para conseguir tirar uma Pirarara, ele “apelou” por um conjunto adequado, com carretilha de perfil alto da Penn. Isso por si só ja mostra que ele mesmo sabe que nao estava com equipamento adequado. Vamos pensar mais nos peixes, na saúde dos bichos que fazem nossa alegria em nossas pescarias. Esse papo de peixe se sente menos acuado no equipamento leve e se entrega mais rápido e no equipamento pesado demora pq fica com medo e nao quer encostar na margem foi a maior piada que ja ouvi. Eu respeito o uso de ultra light e o trabalho do Jean, que particularmente nao conhecia, mas pra td tem limite e Pirarara nao aceita brincadeira. Responsabilidade amigos, por favor. Faz anos que uso linhas 0,70 mm e nunca tenho Pirarara estourando minhas linhas. Abraços Brunão

  8. Marcio David em maio 20th, 2015

    Leonardo,… isso é muito relativo….. Quantas vezes, eu, pescando tilápias com varinhas de mão, acabei fisgando grandes pintados e me estouraram tudo… o anzol estando na água, estamos sujeito a tudo. O peixe esta cada vez mais manhoso, e temos e teremos que usar cada vez mais os equipamentos leves, é a tendência. Mas nosso esporte é um verdadeiro ponto de interrogação, nunca sabemos o que nos espera,,,,,,, Abração.

  9. Marcio David em maio 20th, 2015

    Bruno,… os UL não foram montados para as pirararas… e sim para tilapias e tambas que tem no lago,….. mas como vamos saber quem é que vai morder a isca??? Como disse abaixo,… até pescando tilápias com varas de mão, as vezes bate peixe grande e não temos o que fazer….. tente conhecer um pouco mais sobre os UL, depois refaça seu comentário. Vc vai se surpreender. Abração.

  10. fernando Fisher em maio 20th, 2015

    Bom, analisando todos os comentários, acho assim, que cada um pesca com o equipamento e modalidade que gosta, porém, no UL estamos sujeitos a pegar quase que todas as espécies, então, não podemos deixar de pescar de UL apenas por corrermos riscos de fisgar peixes grandes. Em muitas pescarias por ai, já fisgamos inúmeras vezes SEM QUERER, pirararas no foguete com equipamentos de tamba, no qual tivemos que brigar um bom tempo, ou mesmo já presenciei pessoas pescando de artificial no pesqueiro e se deparando com Pirararas gigantes, então assim, como estávamos fazendo um teste e descobrindo as espécies do lago, qualquer surpresa seria normal, porém de uma próxima, já saberemos ao certo qual equip e qual modalidade utilizar. Lembrando também que a qualidade do equipamento conta muito, pois já vi muitas carretilhas tamanho 500, 600 que cabem mais de 200mts de linha 70mm e tem menos de 5kg de drag… Então temos que adaptar o equipamento ao peixe QUANDO A PESCARIA É ESPECÍFICA !

  11. Erick em maio 20th, 2015

    Concordo plenamente com o . Leonardo e o bruno….
    ja que prezam tanto pela saude e bem estar dos peixes….deve se usar o devido equipamento para sua pesca… se nao pode machucar e estressar muito podendo ate levar eles a morte…

  12. Jean Coqui em maio 20th, 2015

    Fala Bruno blz então se vc precisa de uma justificativa para o motivo de eu estar pescando de Ultralight é simples, estava pescando de UL pois amo a modalidade e meu foco era os tambaquis e tambacus ou os grandes corimbas que me disseram residir ali, as pirararas entraram de curiosas.
    Meu foco era outra porem devido ao teor de proteina da minha massa ser muito alta os peixes mesmo de couro acabam se interessando
    Uma das pirararas foi pega usando uma isca que nao era pra ela, minha linhada estava composta por um maruseigo nº 14 com uma tira de peixe que nao tinha 2 cm de comprimento por 0,5cm de largura era mais estreita que uma caneta bic, devido aos verdões serem delicados e cuidadosos para se alimentar eu reduzi ao maximo o tamanho de minhas iscas.
    E bruno neste caso como ja havia entrado duas seguidas ai sim como vc mesmo disse “apelei” para meu Kit ultralight penraiba material que me foi fornecido pelo pessoal do Pennraiba carretilhas Usei uma international 965 vara 50lbs era a carretilha mais leve que eles possuiam na ocasião gostei tanto que passei quase todos os dias usando ela, e sim la em goias o peixe é bruto demais, forte demais e grande demais algo que vai alem do Ultralight e para tal ocasião estou preparando um novo material para as proximas materias.
    Sobre o pensar mais nos peixes fique tranquilo Bruno nossas preocupações são duas:
    1º trazer informações de qualidade a todos
    2º respeito maximo com os peixe de quaisquer especies tamanhos em todas as circunstancias independente da modalidade de pescaria

    Estamos aqui para mostrar o correto a ser feito, fico feliz em ver sua preocupação assim vemos que nao estamos sozinhos nesta luta

  13. Ricardo Araujo em maio 22nd, 2015

    Ola pessoal da Fishingtur;
    Parabéns por mais uma grande reportagem e belos peixes como sempre. Acompanho sempre seus trabalhos, e sem dúvida é o site onde tem as melhores matérias e dicas para pesqueiro. Time agora muito reforçado com a presença do Jean Amental. Sou de Goiás e ja pesquei por 2 vezes nesse pesqueiro e em especial nesse lago, sem dúvidas um lugar sensacional; pesquei minha primeira Pirarara nesse lago, aliás 3 no mesmo dia e de maneira meio inusitada, todas na boia torpedo e salsicha e sempre ao lado do barranco. Nesse pesqueiro as Pira brigam muito sujo, sempre se esfregando no barranco, com qualquer equipamento não é fácil tirá-las. Ainda quero adquirir um equipamento UL e começar a seguir os passos do nosso especialista Jean. Parabéns pelo trabalho!!!

  14. Bruno em maio 22nd, 2015

    Blz Jean. Em momento nenhum quero polemizar seu trabalho. Minha única preocupação é com os peixes e o exemplo a ser dado. Se vc ler a matéria e observar bem está escrito: “no final do dia todas as varas estavam a espera das Pirararas, até mesmo as Ul’s do Jean.” Abraços

  15. saulo rogerio ricci em junho 9th, 2015

    Isso é Fishingtur e Amental, parabéns pessoal.


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx