Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Pesqueiro Córrego das Antas – O gigantismo prevalece por aqui

Local: Pesqueiro Córrego das Antas  -  Glicério – SP
Data: 18 de março de 2011

 
Olá Amigos pescadores.

Como de costume, mais uma vez fui ao Córrego das Antas. Cheguei na sexta-feira (18/03) na parte da tarde.Pouco tempo depois, chegaram também os amigos Ricardo e Bruno Cia que enfrentaram 5 horas de viagem, vindo de São Paulo.

Os equipamentos que utilizei foram:

Para Pirararas

Varas de 50 a 120 libras
Carreilhas Penn 309 e JAC 300
Molinete Breda 70
Linhas de monofilamento 0,62 da vexter

Para bóias – tambas e pirararas

Varas: Pampo de 2,70m e Kenzaki de 2,40 e 3m
Carretilhas Brisa GTO 8000 e Daiwa Strikeforce
Linhas de mono 0,35 e multi 0,29
Bóias Torpedo Barão

Iscas:

Enguia/Pirambóia
Tuvira
Lambari
Tilapinha
Cascudo
Pintinho
Traira
Minhocoçu

 
Agora vamos aos fatos…

Montei primeiro um equipamento de bóia com um chicote de aproximadamente 1,5m e uma enguia. Arremessei e não demorou muito para dar o primeiro puxão, digamos um puxão estranho, pois estava esperando um pirarara, mas na verdade era um belo tamba de 21kg.

 

Tambacu

Tambacu - Rafael

Bom! A pescaria já tinha começado muito bem, com um belo tamba acima dos 20kg. Então, coloquei outra enguia e fui montar os outros equipamentos. Fiz o mesmo sistema com outra vara, todavia, arremessei do outro lado que estava.

Também não demorou muito e a bóia afundou que nem um torpedo. Agora a briga era mais pesada e mais violenta,  Agora era um pirarara de respeito. Após uns 15 minutos de briga a bruta se entregou. Peso 26kgs.

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara - Rafael

Troquei a isca e arremessei no mesmo local. Enquanto aguardava, consegui arrumar o restante das minhas tralhas. Enquanto isto, meus amigos Ricardo  e Bruno Cia também estavam arrumando suas tralhas, haja tralha, rsrsrsrs.

De repente, a mesma bóia afundou. Era outra pira, mas dessa vez a briga foi mais tranqüila. Pesou por volta dos 8 a 10 kgs.

 

Pirarara

Pirarara

O dia estava muito instável, tinha sol, chovia, ficava nublado, chovia…

Por volta das 17h30, mais uma vez na bóia, (os equipamentos brutos preparados para as pirararas estavam intactos) outra pira apareceu. Essa era um pouco maior que a última, 15kgs.

 

Pirarara

Pirarara - Rafael

Pouco antes do anoitecer mais uma pirarara atacou a bóia, isca lambari vivo, que era uma briga mais forte, quase fiquei sem linha na carretinha (ainda bem que era linha de multi, que consegui travar a fricção). Após uns 20 minutos a bichona apareceu. Uma pira de 21kgs. Não era tão grande, mas era briguenta.

 

pirarara

Pirarara

Durante toda tarde a chuva vinha e ia, eram chuvas fracas.   

Já durante o início da noite por volta das 20hs, depois de uma chuva fraca, novamente na bóia, mas agora utilizando pintinho, tive um puxão mais forte. Dessa vez era uma pira grande, mas achei estranho, pois o primeiro puxão não foi muito longo. Mas na hora que ela sentiu que estava fisgada aí a briga começou de verdade, também quase fiquei sem linha na carretilha, recolhia uns 5 metros e ela levava tudo outra vez.

Para poder recolher um pouco de linha tive que ir andando pelo lago acompanhando a pira. A briga já durava pelo menos uns 25 minutos, quando uma outra vara, dessa vez uma vara bruta, engatou outra pirarara. Minha sorte foi que um outro amigo, Cláudio, estava perto e acabou brigando com o outro peixe. Como o outro equipamento era mais forte, o Cláudio acabou tirando a pirarara primeiro, que pesava entorno de 10kgs.

Continuando minha briga, assim que o Cláudio tirou a outra pirarara, eu tinha conseguido trazer a minha para a beirada, quando eu vi a bruta não acreditei, era uma bitela, passava dos 35kgs. Tivemos que tirá-la em dois da água.

Quando fui pesá-la, rasgou uma parte do pano que estava utilizando.

Agora vejam as diferenças das piras.

 

Pirararas

Pirararas

 

Pirararas

Pirararas

 

 

Pirarara

Pirarara Monstra - Rafael

 

Pirarara

Pirarara

 

Após esse peixão, meus braços estavam quebrados, mas pescador sempre continua pescando. Mas por volta das 21hs deu uma chuva mais forte, que mudou muito a pescaria, pois os peixes que estavam ativos sumiram. Peguei mais uma pirarara por volta dos 14kgs (sem foto, pois nesta hora estava sozinho). Também entrou alguns tambas, mas menosres, na faixa dos 4 a 8 kgs.

Como a pescaria ficou ruim, decidi dormir. Melhor escolha que fiz, pois os amigos falaram que não pegaram praticamente nada durante a madrugada. Acordei e fui embora.

Seguem abaixo, algumas fotos dos amigos Ricardo e Bruno Cia, que ficaram pescando até o domingo.

Tambacu

Tambacu - Ricardo

Tambacu

Tambacu - Bruno

Tambacu

Tambacu

tambaqui

Tambaqui

Tambacu

Tambacu

Tamba

Tambacu - Bruno

Pirarara

Pirarara - Ricardo

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

Pirarara

 

 

Gostaria de mais uma vez agradecer o pessoal do Fishingtur pela espaço aberto, os amigos Ricardo, Bruno Cia, Cláudio e David, bem como, o pessoal do pesqueiro Córrego das Antas.

Forte Abraço.

Rafael Juliano Panizza Camargo

 

AGRADECIMENTOS

Pesqueiro Córrego das Antas
www.pesqueirocorregodasantas.com.br

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Massas Paturi
www.massaspaturi.com.br

Net Pesca
www.netpesca.com.br
.
.
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

9 Comentários

  1. Fernando Mena em abril 19th, 2011

    Realmente!

    Lindos peixes!

    Também estou programando de nas férias conferir os jurassicos do corrego.

    Pena ser muito longe e o tipo de isca que os grandes entram não faz muito meu estilo! haha

    abraços a todos o site está cada vez mais completo.

    fica ai um pedido: se foi feita materias fora de pesqueiros, gostaria de ver uma pescaria na praia. o equipamento, tamanho das varas e bitola de linhas é o mesmo utilizado em pesqueiros!

  2. Bruno Pirarara em abril 19th, 2011

    Parabens!!!

    Otima materia amigos!!!!!

  3. tagapesca em abril 19th, 2011

    cara todo mundo fala bem desse pesqueiro mais pelo fato de ser longe preciso arruma uns bons companheiro para poder conhecelo,bom queria parabenisar a todos da materia e tambem fico feliz de ver cada vaz mais gente nova pegando belos peives eo gosto pela pesca sem mais obrigado

  4. marcio- japa em abril 20th, 2011

    fala rafael, blz??
    ja percebi que vc é frequentador do corrego e que sempre pegas as pira gigantes!!!

    qdo vc arremessa sua isca, vc leva de barco ate o meio do lago ou vc joga perto da margem? independente do horario.

  5. Rafael Camargo em abril 20th, 2011

    Galera…obrigado pelos comentarios…

    Marcio Japa….em regra eu arremesso as boias, sem utilizacao do barco…so uso quando o vento ta muito forte. Na boia eu sempre arremesso p o meio do lago…ja as varas pesadas se for durante o dia eu levo com o barco para o meio e de noite arremesso uns 5 a 10m da margem.

    Espero ter ajudado.

    Forte abraco.

    Rafael Camargo.

  6. cristiano em abril 20th, 2011

    Pultz.. linda matéria mesmo, bons tambas e lindas Pirasss!
    parabens pescadores…

  7. vanderlei em abril 23rd, 2011

    gostaria de receber orientações sobre iscas artificiais obrigado.

  8. luis rovedilho em abril 25th, 2011

    provavelmente leva com o barco,pois é muito deficil fazer um arremesso no meio do lago com carretilha para as pirararas.

  9. luis rovedilho em abril 26th, 2011

    dificil###


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx