Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Pesqueiro Córrego das Antas – Uma experiência inesquecível

Local: Pesqueiro Córrego das Antas – Glicério – SP

Olá Amigos,

Venho partilhar com vocês a pescaria que fizemos no pesqueiro Córrego das Antas, estavam nesta pescaria eu (Anderson), Renato, Dede e meu Tio Zé Carlos de Maringá. Chegamos ao pesqueiro por volta de 15h00 da Segunda-Feira, fomos recebidos pelo proprietário, e após um bate papo começamos a montar a tralha e partimos para o lago. Cevadeiras na água e várias copadas mas estava difícil, pois nesse dia os peixes foram tratados, e os mesmos não subiam. Mas com persistência nosso amigo Dede já sentiu a força dos brutos do Córrego.

Tambacu - Dede

Tambacu - Dede

E ficou por ai a pescaria de redondos. Com a chegada da noite fomos tentar as pirararas, mas elas não apareceram, então fomos dormir, pois a viagem é longa e cansativa.

Na Terça-Feira acordamos bem cedo e começamos a cevar bastante, não deu outra os brutos começaram aparecer e o Renato foi o primeiro a pegar.

Renato - Tambaqui

Renato - Tambaqui

Logo foi minha vez de sentir a força do tambaqui, eita peixe bruto!!!

Anderson - Tambaqui

Anderson - Tambaqui

 

Tambão - Dede

Tambão - Dede

 

Tambaqui - Anderson

Tambaqui - Anderson

 

Renato com o maior peixe da pescaria

Renato com o maior peixe da pescaria

 

Tilápia - Dede

Tilápia - Dede

A noite chegou e armamos as varas de pirarara, acendemos a churrasqueira e estávamos ali comendo uma carninha mais de olho aberto pois quem já pegou uma pirarara sabe que se vc vacilar ela leva tudo pra dentro da água, meu tio iria embora na manhã seguinte e estava querendo ver a tal pirarara ele chegou até a comentar conosco “poxa bem que podia pegar uma pirarara pra eu ver né ”, não demorou muito e o alarme da carretilha cantou corri até a vara e fisguei dou umas confirmadas e o Dede pergunta “o que é Anderson” e com o sorriso no rosto respondo “é a pira cara”, chamei meu tio e passei a vara pra ele tirar o peixe, pois ele nunca tinha sentido a força desse peixe.

Ele ficou impressionado com a força dela, depois de alguns minutos de muita briga a bicha prancha e posa para as fotos.

 

Pirarara

Pirarara

      

Depois de tantos flashes a pirarara se sentiu uma top model, pois todos queriam tirar fotos com ela….risos

Fechamos este dia com chave de ouro e meu tio não só viu a mais também brigou com a pirarara, pescamos mais um pouco e fomos dormir.

Quarta-Feira, novamente acordamos bem cedo e partimos pro lago muitas copadas e os peixes começam a subir na ceva, logo cedo fizemos um bonito doble eu (Anderson) peguei um bonito tambacu pretão, coisa mais linda e meu amigo Dede pegou um tambaqui.

Tambacu - Anderson

Tambacu - Anderson

 

Tambaqui - Dede

Tambaqui - Dede

 

Doublé de Tambacu e Tambaqui

Doublé de Tambacu e Tambaqui

Este dia o vento estava atrapalhando um pouco a pesca com cevaderia, mas quando ele dava uma trégua, nós mandavamos cevadeira pra água e em uma dessas tréguas consigo pegar um tambacu dos grandes e no finalzinho da tarde foi a vez do Dede pegar mais um tambaqui, tentamos as pirararas a noite mais elas não apareceram.

Tambacu - Anderson

Tambacu - Anderson

 

Dede - Tambaqui

Dede - Tambaqui

Amanheceu a quinta-feira e já fomos pescar e os peixes já apareceram. O primeiro foi o Dede, um belo tambaqui em seguida eu também pego um tambaqui e logo após um tambacu.

Tambaqui

Tambaqui

 

Tambaqui

Tambaqui

 

Tambacu

Tambacu

Na parte da tarde os peixes começou a crescer, Renato é o primeiro a tirar um belo tambacu em seguida eu também pego o meu e depois é a vez do Dede pegar um belo tambaqui.

Renato - Tambacu

Renato - Tambacu

 

Tambaqui - Anderson

Tambaqui - Anderson

 

Tambaqui

Tambaqui

 

Olha a largura desse peixe

Olha a largura desse peixe

Partimos mais uma vez para a pesca da pirarara durante a noite,  mas elas não deram as caras de novo. Nessa semana tentamos de todas as formas, mas elas não passaram pelas nossas iscas e assim terminou a nossa pescaria no Córrego das Antas.

Na Sexta-Feira acordamos e desmontamos as tralhas e pegamos a estrada de volta pra São Paulo pois teríamos uma longa viagem pela frente.

Durante todos esses dias de pesca pegamos muitos tambacus e carpas na faixa de 5 kilos tanto da cevadeira como na pesca de fundo mais tiramos apenas fotos dos peixes maiores.

Gostaria de agradecer primeiro a Deus por proporcionar essa maravilhosa pescaria com meu Tio Zé Carlos, meus melhores amigos e parceiros de pesca Renato e Dede, agradeço também a ao pessoal do pesqueiro pela atenção que tiveram conosco e ao Marcio David por nos deixar compartilhar nossa pescaria com o pessoal do site.

Texto: Anderson e Renato
Fotos: Anderson, Renato e Dede

Dúvidas poder ser postadas no final desta matéria.

Abraços

Anderson e Renato

 

AGRADECIMENTOS

Pesqueiro Córrego das Antas
Glicério – SP
www.pesqueirocorregodasantas.com.br

Massas “PATURI”
Tradicional / Carnívoros / Erva Doce / Carpa Cabeçuda, Frutas entre outras.
Telefone: (11)9550 9516 – 4971 2441 com Léo

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Linhas GigaFish
www.gigafish.com.br
Tel/Fax: (31) 3344-9339
Tel: (31) 2127-3339

Summer Pack
www.summerpack.com.br
.
.
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

12 Comentários

  1. Kleverson em novembro 14th, 2008

    Se não estou enganado, numa das reportagens, li que usam pintinhos mortos como isca, é isto mesmo? Quais as iscas que deram mais certo?
    Abraços.

  2. Fabio Maia em novembro 14th, 2008

    bela pescaria pessoal. parabens a todos e ao marcio pelo site xique no urtimo. abs

  3. Marcio David em novembro 14th, 2008

    É isso aí Anderson, Deu até vontade de voltar pro Córrego. Faz tempo que não vejo uma pescaria com tantos redondos grandes assim. Parabéns a você e a todos que fizeram essa pescaria.

    Me diz uma coisa, foi tudo na miçanga?

  4. Anderson Boza em novembro 17th, 2008

    É isso mesmo Marcio todos os tambas na miçanga e essa pirarara foi com pintinho….realmente foi uma pescaria muito boa……mais lá é muito bom….e essa foi a primeira de muitas já estou loko pra voltar lá denovo.

  5. Anderson Boza em novembro 17th, 2008

    Kleverson usamos divesas iscas pra tentar as pirararas…..tuviras,minhocussu,piranboia,cabeça de tilapia e pintinho mais a unica pirarara q apareceu foi com pintinho….já os tambas todos na miçanga.

  6. Renato em novembro 17th, 2008

    E aí Marcio,

    Foi tudo na miçanga cara…inclusive pegamos algumas carpas também…

    Valeu,

    Renato

  7. Anderson Boza em novembro 17th, 2008

    Kleverson é o seguinte cara a pirarara foi pega com pintinho mesmo cara…..já os tambas todos na miçanga

  8. Kleverson em novembro 17th, 2008

    Despois de todas estas reportagens tomei a decisão a reservei 7 a 10 de Dezembro. Agora é só contar os dias e torcer para tirar os bichões.

  9. Paulo Quim em novembro 18th, 2008

    Anderson e Renato

    Parabéns pela matéria no pesqueiro.
    Sou de Birigui e todo final de semana eu e mais 2 amigos percorremos diversos pesqueiros aqui da região e com certeza o Córrego das Antas esta entre os melhores que temos por aqui…Ficamos muito felizes quando rola no site matéria de pesqueiros de nossa região…
    Parabéns a todos do site e ao Márcio pelas belas materias de pesqueiro que sempre rola…SHOW !..
    Valeu galera e boas pescarias…..

  10. Renato em dezembro 1st, 2008

    Boa sorte Kleverson, tomara que você arrebente !!!

    Abraços,
    Renato

  11. Daniel em março 31st, 2009

    Caraca, com o que eles tratam esses peixes, eles jogam um boi por dia no lago? rsrs

    São muito gordos!!

  12. Fernando Fishingtur em julho 14th, 2014

    Amigo daniel, os peixes no córrego são tratados com pintinhos e ração, por isso conseguem chegar a tamanhos muito bons em pouco tempo!


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx