Reportagens

FishingTur

Olha aí

Interativos

Anúncios



Pesqueiro Pantanosso – Os gigantes quebraram tudo no Panta em um show de pescaria

Local: Pesqueiro Pantanosso  -  Mairinque  -  SP
Data:  29 de outubro de 2010

 

Olá Amigos

No finalzinho do mês de outubro, eu e o Felipe fizemos uma excelente pescaria no Pantanosso, na cidade de Mairinque.

Chegamos no pesqueiro as 6h da manhã e logo as 6:30h o Itamar abriu o portão e nos dirigimos a plataforma 1, que fica ao lado do cimentão.

O tempo estava quente e totalmente sem vento, promessa de uma boa pescaria. Pescamos com dois equipamentos.

Marcio:

Vara Pampo 3 mts  -  Albatroz Fishing
Carretilha Brisa 8000  – Marine Sports
Linha mono 0,36mm  -  Triumph
Bóia Cevadeira Barão
Chicote de 2 mts de linha mono 0,40mm Asso Super HT

Felipe:

Vara Kenzaki 2,70 mts  -  Sumax
Carretilha Abu Garcia
Linha mono 0,50mm
Bóia Cevadeira Barão
Chicote de 2 mts de linha mono 0,50mm Asso Super HT

As iscas variaram entre o anzol de robalo com eva’s e miçanga, somente uma miçanga no anzol chinú 9, coquinho entre outras.

Começamos os arremessos e uma brisa arrastava a ração em direção ao barranco, mas rapidamente os peixes começaram a subir.

De manhã a festa ficou por conta dos pacus, fisgamos dezenas deles no eva com miçanga caramelo ou com uma única miçanga a 15cm de profundidade. Tiramos fotos de apenas dois dos maiores exemplares.

 

Pacu - Pantanosso

Pacu - Marcio David

 

Pacu

Pacu - Felipe

No decorrer da manhã os tambacus foram aparecendo, mas estavam manhosos para comer. Ora atacavam os eva’s, ora somente na miçanga a 10cm de profundidade.

 

Tambacu

Tambacu - Marcio

 

Tambacu

Tambacu

 

Um pescador que estava ao nosso lado, pescando com salsicha na bóia a uns 15cm de profundidade, perdeu uns dois grandes pintados, mas conseguiu tirar o terceiro. Um belo peixe.

 

Pincachara

Pincachara

 

Ainda antes do almoço consegui tirar mais um exmeplar na miçanga e eva caramelos.

 

Tambacu

Tambacu

E o Felipe com uma única miçanga azul a 10 cm de profundidade.

 

Tambacu

Tambacu

E os pacus voltaram a atacar.

 

Pacu

Pacu

Logo depois do almoço, o Felipe fez alguns arremessos do barranco e engatou um belo Pacu na miçanga vermelha.

 

Pacu

Pacu

Na parte da tarde o peixe ficou bem ativo, principalmente na miçanga vermelha, fisgamos uma série de peixes, mas como todos nós sabemos, a brutalidade dos tambacus do Pantanosso são de assustar. Um pequeno vacilo na hora da fisgada e o peixe toma linha até se enroscar nas galhadas.

Eu perdi 2 bons exemplares que não me deram chances de brigar, o primeiro assim que eu fisguei ele foi direto pro mato e estourou tudo. O segundo, assim que fisguei, consegui sair correndo em direção a escada e até que consegui tirar o peixe dos galhos, mas mesmo com a fricção quase zerada e com o dedo no carretel, no limite da linha o peixe foi direto pros galhos.

Os menores, mesmo dando um bom trabalho, eu ainda consegui trazer.

 

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Na sequencia, o Felipe perdeu mais um bonito tambacu, na fisgada deu para ver o grande rabo negro fora da água e a bóia paradinha na superfície, mas na primeira puxada de linha, mesmo estando com uma 0,50mm no carretel, não teve como segurar e o danado estourou tudo.

A coisa estava de assustar mesmo, conforme a tarde foi acabando os peixes estavam mais ativos e mais agressivos ainda. E mesmo  fechando ainda mais o carretel, quase que travado, o peixe puxava linha fritando o dedo. Consegui tirar mais um belo exemplar, este no Chicotinho Barão.

 

Tambacu

Tambacu

Tambacu

Tambacu

E depois outro exemplar com uma única miçanga azul a 5cm de profundidade.

 

Tambacu

Tambacu

Eu engatei um bruto, travei e subi a escada, o peixe veio para o meio do lago, percebi nesse momento que era um monstrinho do Pantanosso, o peixe apenas vinha com todo o seu peso na meia água e a bóia aparecendo de ponta cabeça na superfície, mas de repente o bicho se estressou, colocou a linha nas costas e nadou em direção das galhadas, minha fricção estava travada e com o dedo no carretel, mas não adiantou, quando ví que ele estava a uns 4 metros do mato travei de vez, como última tentativa de segurar o gigante, literalmente em um cabo de guerra com o peixe e já abusando da carretilha e da linha até que ele parou de correr pro fundo, mas não contente, nadou pela lateral e estourou a linha em algum galho.

O peixe ficou com a bóia, que ficou navegando pelo lago e depois apareceu perto do reservado.

Não desanimei não, comecei a arrumar a tralha de novo quando o Felipe arremessa em direção ao cimentão, foi a bóia cair na água e o peixe bater, o Japa fisgou e o peixe deu 2 saltos fora da água, indo em direção ao mato. Foi impressionante ver um gigante desses saltando quase um metro para fora da água. A adrenalina explodiu e o medo de não deixar o peixe ir para o mato era grande, mesmo ele estando com uma  linha 0,50mm, com um peixe desses não se tem muito a fazer. A sorte foi que o peixe nadou no fundo em direção ao barranco e desistiu de ir para o mato.

O Japa estava brigando com esse peixe e eu arremessei de novo e rapidamente outra explosão no EVA e outro gigante na linha, o peixe correu beirando o mato e veio para o meio, passei a vara para um outro pescador que estava ao nosso lado, para ir buscar o passaguá, pois o peixe do Felipe estava por perto.

Quando menos se esperava o meu peixe começou a cantar a fricção absurdamente. Vocês precisavam ver o desespero do rapaz que estava me ajudando segurando a vara. O peixe não pensou duas vezes, puxou mais de 40 metros de linha indo direto pro mato até estourar tudo. Eu perdi o peixe e o amigo que ajudou ficou com o dedo queimado da linha rsssss

Depois disso tudo, ajudei o Felipe a tirar o gigante, pesamos, tiramos fotos e depois soltamos o peixe.

Um bonito exemplar de exatos 25 Kg na balança digital da Marine Sports.

Tambacu

Tambacu 25 Kg - Felipe

Tambacu - Pantanosso

Tambacu - Pantanosso

Tambacu

Tambacu 25Kg

Tambacu

Tambacu - Felipe

Já estava quase anoitecendo quando arrumamos as tralhas para ir embora.  No carro e fazendo um resumo da pescaria, chegamos a conclusão que durante o dia perdemos 6 peixes grandes, aparentemente acima dos 20kg.

Por isso mais uma vez eu digo ao pescador que vem a esse pesqueiro. O Pantanosso é muito mais do que um simples pesqueiro, aqui a pescaria é bruta e além de ter grandes peixes, a qualidade e força dos bichos é descomunal. Calibre a tralha, coloque linha nova e venha se divertir.

Apesar de ter tirado apenas um gigante nesta pescaria, foi uma das melhores que já fizemos, pois tivemos ações durante todo o dia, foi uma pena o peixe estar tão agressivo, mas as grandes corridas e linhas estouradas na briga já valeram.

Um forte abraço a todos do Pantanosso, em especial ao Luiz e Itamar que sempre nos recebe com muita amizade e ótimo atendimento.

Abraços

Marcio David

 

 

 AGRADECIMENTOS

Pesqueiro Pantanosso
www.pantanosso.com.br

Bóias Barão
www.boiasbarao.com.br

Massas Paturi
www.massaspaturi.com.br

Net Pesca
www.netpesca.com.br
.
.
.
.
.


Gostaria de receber as matérias por e-mail? Cadastre-se aqui!

17 Comentários

  1. Andre em novembro 8th, 2010

    Caramba… esses peixes do pantanosso tão muito estressados hein. rsrs

    tem que jogar um calmante na água… rsrsrs

    mas é bom assim mesmo. violentos, eles dão mais prazer na pescaria.

    parabéns mais uma vez galera

  2. Hugo Pietri em novembro 9th, 2010

    bela pescaria!!!!

    acho muito bacana esse tipo de pesqueiro que desafica um pouco mais as abilidades do pescador e o equipamento utilizado.

    pretendo conhecer o Pantanosso logo logo.

    eu costumo pescar no Pesqueiro Pedreira, lá é um mini pantanosso… os arremessos são um pouco mais curtos, mas o nível de dificuldade pra tirar os peixes da água são praticamente os mesmos.

    um abraço

    Hugo

  3. leonardo bruno em novembro 9th, 2010

    quando o marcio fala que hora o peixe atacou o eva e hora que ele ataca a miçanga,isso quer dizer o eva que esta na linha junto do anzol?
    pois é 2 eva na linha e 2 eva no anzol de robalo,to certo???

  4. Silvio Fishingtur em novembro 9th, 2010

    Amigos,

    Pescaria excelete.. Felipe parabéns pelo belo tamba!!

    Abraços prô ceis,
    Silvio.

  5. marielito em novembro 9th, 2010

    ola marcio vc falou ora na miçanga a 10ct de profundidade, mais com aboinha e o anzol chinu
    direto na linha sem eva?

  6. Marcio David em novembro 9th, 2010

    Amigos

    o que eu disse foi o seguinte:

    Em certos momentos o peixe atacava a isca de eva (anzol de robalo com 2 eva’s e miçanga) e em certas horas ele atacava somente no anzol chinú com uma miçanga a 10cm de profundidade.

    abs

  7. marielito em novembro 10th, 2010

    valeu marcio eu entendi mau,mais obrigado pela sua atenção abraços.

  8. renato botelho em novembro 12th, 2010

    ola marcio e felipe parabens pela belissima pescaria feita no pesqueiro pantanosso bonitos exemplares tambacu , continua sempre mostrando essas materia s interesante ao pescadores um grande abraço

  9. leonardo bruno em novembro 13th, 2010

    ah!!!tendi agora marcio sua esplicação,valew pela sua atenção cara,uma ótima materia.
    que venham mais e mais para nos pescadores!
    valew

  10. Junior em novembro 21st, 2010

    Bom dia!
    Gostaria de saber mais ou menos a distância da plataforma até o outro lado do lago.

  11. Junior em novembro 21st, 2010

    Hugo,onde fica o pesqueiro pedreira? poderia postar o endereço e o telefone se possível
    Obrigado.

  12. Junior em novembro 21st, 2010

    Marcio quando você fala que o peixe desse porte pula fora da aguá, só quem viu isso acontecer sabe a emoção que é ver um monstro desse inteiro no ar fora da água, já aconteceu comigo, é muita
    adrenalina na hora. Estas coisas que acontece, que faz a gente se apaixonar mais a cada dia por este esporte e preservar estes peixes que nos proporcionam tantas alegrias. Parabéns a todos da equipe por conseguir buscar, transmitir e dividir esses sentimentos aos pescadores e leitores amante desse esporte.

  13. Ricardo Fernando em novembro 22nd, 2010

    É Marcião bem q vc falou da voracidade dos Tambas.
    Estive la nesse fds q passou 22/11/10, e não tirei nenhumm tamba, aliás ninguem rsrs o pesqueiro estava cheio, mas q é vdd a força deles isso é…fisgada certeira, peixe na ponta da linha, consegui tirar até o meio do lago, qndo ele engata uma terceira e vai pro pau, chicotão 0,50mm, linha 0,40mm carretilha abul garcia perfil redondo, vara 2.70…e nem cocegas no tamba KKKKKKK.
    abraço fishingtur até a proxima

  14. Junior em novembro 23rd, 2010

    Hugo Pietri,você tem ido no pedreira recentemente, os monstros estão saindo na miçanga?O pesqueiro abre
    todos os dias da semana? pretendo fazer uma pescaria lá no mês de dezembro 2010.Já estou comprando várias bóias,para este Natal rsrsrsrs.
    Um abraço.

  15. Hugo Pietri em novembro 23rd, 2010

    fala Junior, o Pedreira não tem site, telefone pra contato, mapa etc…eu conheci através de um amigo que me levou lá.
    qualquer coisa, me mande um e-mail no hugopietri@gmail.com que eu tento te explicar.
    um abraço

  16. hercules em dezembro 10th, 2010

    Parabens Marcio e Felipe bela pescaria varios redondoes haja braço,pretendo conhecer este pesqueiro nesta ferias de fim de ano um abraço a todos ate mais.

  17. marielito em dezembro 14th, 2010

    ola marcio eu li uma materia em que vc fala para lixar a miçanga para tirar o brilho
    isso é regra ou depende do dia e lugar.obrigado.
    dico.


Fatal error: Call to undefined function show_subscription_checkbox() in /home/storage/b/dc/e9/fishingtur/public_html/wp-content/themes/ad-clerum-10/comments.php on line 101
xxxx