Fazenda KiKi - Nossos amigos cariocas em MG


Local: Fazenda Kiki - Pedro Leopoldo - MG Data: Abril de 2012

Olá amigos do Fishingtur,

Como sabem sou leitor assíduo e seguidor dessa rapaziada que nos apresenta esses lugares maravilhosos.

Mais uma vez, lendo as reportagens, vi a matéria do Kiki Turismo, uma fazenda localizada na cidade de Pedro Leopoldo no Estado de Minas Gerais a 15 minutos do aeroporto de Confins.

Tenho que confessar que adoro os pesqueiros de MG, o problema é a distancia deles do aeroporto, coisa que me fez ficar mais tranquilo pela pequena distância do Kiki. Eu e meu amigo Alvaro pegamos o avião aqui no RJ às 09:00 h e às 10:10 já estávamos no aeroporto de Confins. Pegamos as bagagens, conhecemos o Pierre, proprietário do pesqueiro que nos recebeu no aeroporto. Por volta das 11:30h já estávamos a caminho do grande lago da propriedade que abriga vários redondos além de pirararas, pintados, cacharas, dourados, tilápias, traíras entre outras espécies.

Resolvemos tentar algum peixe antes do almoço e enquanto montava meu equipamento com uma Vara Iron Dark de 17-25 libras com uma carretilha da Marine Sport Contender GTO Big Game com linha multi 0,22mm, bóia cevadeira gigante da Bóias Barão e chicote de 1 metro e meio com três e.v.a’s e miçanga caramelo no chinu 8.

O Alvaro iniciou as atividades e pegou essa bonita pirarara com uma vara e molinete que infelizmente não tive como anotar os nomes e após ajuda-lo a tirar eu peguei meus dois primeiros tambacus. Após belas brigas resovemos almoçar para continuarmos a pescaria.

Ficamos impressionados com a gentileza e simpatia da Denise, irmã do Pierre e que estava a frente na cozinha na sexta feira. Na volta do almoço os tambaquis e tambacus continuaram a subir na ceva da cevadeira e alguns vieram para as fotos.

Ao anoitecer, como de costume elas, isso mesmo, as do rabo vermelho começaram a atacar as iscas, tanto na salsicha como na cabeça e posta de tilápia, e o Alvaro estava com muita sorte, tendo pego também um bonito pintado.

Várias puxadas de linha e nada de fisgar, quando em determinado momento deixei o peixe levar bastante linha antes de dar uma forte fisgada, trazendo essa pequena mas bonita e briguenta pirarara. Nossa vontade de pescar era tamanha que não jantamos e pedimos um delicioso filé de tilápia que devoramos entre um peixe e outro.

Noite adentro e as pirararas foram saindo, coloquei uma cabeça de tilápia de bom tamanho na minha vara Evolution com carretilha Corvalus e linha 0,50 mm mono direto no anzol, e após várias puxadas de linha, finalmente consegui fisgar esse belo exemplar.

Aqui na Kiki, os peixes são tão vorazes, que olhem só o tamanho do pacu que entrou no anzol com posta de tilápia para pirarara.