Fazenda Pacu - Uma pescaria com muitos peixes fisgados


Local: Fazenda Pacu - Inhauma - MG Data: 20 e 21 de dezembro de 2013

Olá amigos do Fishingtur, hoje nosso destino é mineiro, e falando em pesqueiros mineiros, visitamos a FAZENDA PACU, um complexo em meio a cidade de Inhaúmas, em Minas Gerais, próximo a Sete Lagoas.

Eu (Fernando), Marcio e Adimir viajamos pela Rodovia Fernão Dias e depois pela famosa 040 até chegar no pesqueiro com a intenção de mostrar um dos maiores pesqueiros que o Fishingtur já visitou, visto que a quantidade de peixes é uma coisa inacreditável.

O lago está povoado por muitas espécies, entre elas, o Pacu, Tambacu, Curimba, Tucunaré, Traíras, Surubim, Tilápia, Dourado e Piau, fora os nativos como a Pirampeba (uma espécie de Piranha).

Como fazia muito tempo que não voltávamos na Fazenda Pacu, não sabíamos muito bem o que encontraríamos, e então, ao chegar fomos recepcionados pelo gerente da fazenda, o nosso amigo Ismael, onde nos passou todas as dicas, tanto dos locais da pescaria, como dos hábitos dos gigantes redondos que lá habitavam.

E logo nos dirigimos para o lago 2 da fazenda, o que fica em frente aos chalés, pois lá, segundo o Ismael estava mais calmo, sem barcos e sem ninguém pescando. Com isso rumamos com o mais positivo dos pensamentos, e começamos a pescaria!

Os equipamentos utilizados foram varas de 7' a 9’, pois o lago tem dimensões enormes, e precisaríamos de um arremesso bem longo, carretilhas de perfil baixo comportando linhas de 0,37mm e então apostamos nas Bóias Cevadeiras Barão para começar, com arremessos de aproximadamente 80 metros, e em menos de 10 minutos os tambas já começavam uma batedeira incrível.

E o Marcio, utilizando as consagradas Antenas da Barão, já conquista o primeiro gigante mineiro.

Como eu estava utilizando 2 equipamentos um com torpedo, chicote de 3 mts e beijinho, e o outro com cevadeira, e miçanga a um palmo de profundidade.

Comecei já com o pé direito, e capturando um dos peixes mais difíceis de serem capturados na fazenda Pacu, a famosa Pirampeba kkkkkk. E logo em seguida acertei a mão nos redondos, e conquistei mais 2 exemplares utilizando a cevadeira.