Pesqueiro Tocantins - Muitos peixes neste lindo pesqueiro goiano


Local: Pesqueiro Tocantins - Morrinhos - Goiás

Olá Amigos,

Eu (Marcio David) do Fishingtur e nosso amigo Jean Coqui da Amental Fishing, em viagem pelo estado de Goiás, retornando de Anápolis em direção ao Rio Quente, paramos na cidade de Morrinhos, onde encontramos o Pesqueiro Tocantins. Pesqueiro Localizado na saída da cidade.

Chegamos por volta das 11h da manhã e fomos muito bem recebidos pelos proprietários. O pesqueiro tem mais de 12 lagos, sendo dois deles os principais. O maior deles com várias espécies, entre elas os Tambaquis, Pincacharas, Tilápias e Tucunarés. Optamos em ficar no lago em frente ao restaurante, este menor que o outro, mas com uma quantidade maior de grandes redondos.

O Jean começou com os equipamentos Ultra Light da Amental Fishing e eu começou a pescaria com boias Torpedo e cevadeira das Boias Barão.

Não demorou muito para os peixes começarem a subir na ceva, porém, tinham um pouco de medo das boias, mas as ações deram início.

Como o Jean estava tendo muita ação nas massas de fundo com os UL, eu resolvi fazer um chicote de 80cm com anzol chinú 9 e uma pelota de massa, isso em uma boia torpedo da Barão. E assim as fisgadas foram constantes.

O que nos chamou a atenção foi a natureza ao redor a todo momento neste dia.

O Jean deixou de lado os UL's e também começou na pescaria de superfície, agora com as Boias Cevadeiras Barãocom chicotes de 60 e 80cm e a massa como isca. Estava sendo fatal. Bastava cevar com umas 4 copadas e depois deixar com a massa no meio.

Além de toda a beleza do lugar, de toda a natureza ao redor, a pescaria estava muito divertida e com muita atividade, Isso sem falar que os peixes brigam muito, mas muito mesmo.

Fizemos alguns arremessos no lago maior, este bem grande, as vezes com a massa e as vezes com chicote e pedaço de tilápia. Tivemos muitas ações, porém 3 linhas estouradas e 2 grandes peixes fisgados e que estouraram a linha depois de muito tempo de briga. Apenas alguns menores que vieram prá foto....

No final da tarde eu fisguei um bom tamba, exemplar este que me fez suar a camisa, literalmente. peixe brigador e muito valente. E imagens que dispensam comentários...

Peixes agressivos e que literalmente desapareciam com as boias, não ficavam beliscando não, afundavam de uma vez só, fazendo a carretilha cantar a fricção.

Arrumamos nossa tralha, e saímos do pesqueiro, muito satisfeitos com nossa descoberta e pescaria e ainda fomos presenteados com um magnífico pôr-do-sol.

Entramos no carro e seguimos, mas ainda dentro da proriedade, paramos o carro na estradinha de terra, entramos no pasto com nossas fotográfica e saímos correndo, eu de um lado e o Jean por outro, nossa intenção era cercar e fotografar um Tamanduá, mas o bicho foi ligeiro e se mandou prá dentro do mato. O jeito foi voltar para o carro e capturar essas lindas imagens....

Saímos do Pesqueiro por volta das 18:30h, pegamos a estrada em direção ao Rio Quente, viagem de 40km aproximadamente. Assim que entramos no asfalto, cerca de 10km depois, uma curva acentuada em uma descida, um degrau na pista para o acostamento foi o parceiro para perdermos o controle, o carro perdeu estabilidade, derrapou, virou e capotou atravessando a pista, nos arrastando por mais de 60 metros abaixo no acostamento e pelo mato da pista contrária. O carro parou a menos de 40 cm do barranco de um riozinho, isso a uns 15 metros de altura.

Nossa sorte é que estávamos a 70km por hora, caso contrário teríamos descido o barranco abaixo.

Enfim, assim que o carro parou, a única coisa que vi, foi um pedaço do vidro aberto, disse um pedaço, pois o teto amassou e só sobrou uma fresta. Mas a dificudade foi em tirar o cinto de segurança. O ponto de vista em estar dentro de um carro de ponta cabeça é algo surpreendente. Mas consegui tirar o cinto e sai do carro, me rastejando pela abertura, entre o capim e estilhaços do vidro. Sai do carro e em seguida o Jean também saiu. Nossa preocupação agora era com nossos equipamentos...

Aos poucos fomos retirando nossas coisas e tudo estava bem, mala de pesca, mala de fotográfica, filmadora, pertences, mas ai nos perguntamos: - Cadê as varas?

As varas estavam amarradas no Rack do carro, do lado de fora. Procuramos e aí notamos que o rack não estava mais preso ao carro. Achamos as varas uns 20 metros depois do carro, literalmente descansando no mato.

Assim que o carro virou de lado o rack soltou e foi jogado para o mato, depois o carro capotou. Tínhamos 9 varas amarradas, sem tubo, estavam direto no rack e por incrível que pareça não aconteceu nada, nem um passador quebrado.

Ufaaaa, o estojo de miçangas e anzois não abriu !!!!!

Esperamos a polícia, o seguro, o guincho e chegamos no hotel somente a meia noite.

Ah, eu e o Jean estamos bem, apenas alguns arranhões no braço, e sabe o que fizemos algumas horas depois do acidente??

Assim que o carro reserva chegou, arrumamos as tralhas e fomos pescar de novo kkkkk kk

Ahhhh como literalmente nascemos de novo, dessa vez vamos incomodar, vamos cutucar, vamos fazer a diferença !!!!!

Agradecemos aos proprietários do Pesqueiro Tocantins pela recepção e parceria.

Abraços

Equipe Fishingtur

#pesqueiro #pesqueirotocantins #fishingtur #pescaria #tambacu #fisgada #acidente

10 visualizações
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007