Hotel Fazenda Point da Pesca – Os gigantes amazônicos na terra da presidência.


Local: Hotel Fazenda Point da Pesca Data: 03 a 05 de setembro de 2014

Olá amigos do Fishingtur!

No último mês de Agosto de 2014, a equipe Fishingtur esteve em um ótimo pesqueiro na cidade de Luziânia, próximo a Brasília, onde fizemos uma boa pescaria e conhecemos na última tarde o Sr. José Roberto, o qual era leitor de nosso site e assim, passamos a tarde pescando juntos e trocando informações. Depois disso, o José Roberto nos convidou a visitar Brasília e aproveitamos para marcar nossa pescaria no Hotel Fazenda Point da Pesca. Entramos em contato com a Flávia e Paulo e rapidamente marcamos a data. Fechamos a data com o José Roberto, o qual nos recepcionou no aeroporto e foi na casa dele que passamos a primeira noite antes de partirmos para o pesqueiro.

Eu(Marcio David) e o Júnior saímos de São Paulo as 20 horas e por volta das 22 horas já estávamos em Brasília com o José Roberto. Seguimos para sua casa onde fomos muito bem recepcionado por sua esposa Wânia e família, e depois de um ótimo jantar e bate papo, dormimos para seguir viagem na manhã seguinte após um ótimo café da manhã.

Fishingtur chegando em Brasília

Saímos de Brasília e após 70 km de estrada chegamos ao hotel Fazenda Point da Pesca, localizado na cidade de Alexânia. Um local muito bonito, as margens da represa de Corumbá. O Point da Pesca conta com 4 lagos para a pesca, sendo dois deles voltado para a pesca esportiva, aqui denominados como “Lago do Chalé” e o “Lagão“. O Lago do chalé fica na parte superior do hotel, no topo do morro, onde ficam a recepção e o famoso chalé na beira do lago. Já o Lagão fica na parte debaixo do hotel, em frente aos apartamentos. O Point da Pesca abre de terça a domingo e a pescaria é das 9h às 18h. Todas as sextas tem a pesca noturna das 18 horas a 1 hora da manhã.

Hotel Fazenda Point da Pesca http://www.pointdapescacorumba.com/ 61 3248 1899 / 9137 8569 / 9692 2100 Alexânia – Brasília – Brasil

O Hotel Fazenda conta com 45 apartamentos muito confortáveis, piscinas, toboáguas, mini-fazendinha, lagos para pesca, restaurante e um ótimo e grande auditório.

Após ser muito bem recepcionado pela equipe do Point da Pesca, seguimos para nosso apartamento, onde acomodamos as coisas e começamos a montar as tralhas de pesca. Seguimos para o Lago do Chalé e ficamos bem embaixo das árvores, lugar muito tranquilo e com sombra durante a tarde. E as 11h da manhã começamos nossa pescaria.

Montamos nossos equipamentos mais pesados na lateral do lago, a espera das pirararas e Pirarucus e voltamos para nosso cantinho para começar a pescaria dos redondos. O Júnior começou cevando e logo na terceira copada com a cevadeira gigante da Bóias Barão e com uma anteninha cor de ração, engatou o primeiro peixe de nossa viagem, um bonito tambacu que rendeu bons momentos de briga. Um belo e grande exemplar.

Tambacu - Júnior

Bastava arremessar, a boiá cair e espalhar a ração para ver dezenas de tambacus sugando todas as rações, aí era só esperar e ver o eva desaparecendo. Fisgada forte e peixe bom na ponta da linha. Nossa pescaria não poderia ter começado diferente. Peixe fisgado com a Vara Bandit 7’0? com a Carretilha Revo S da Abu Garcia.

Tambacu - Marcio David