Pesque e Pague Esmeralda - Goiânia - GO


Local: Pesque e Pague Esmeralda - Goiânia - GO Data: Janeiro de 2017

Olá pescadoras e pescadores, leitores do Fishingtur.

Nossa equipe tem o prazer de lhes apresentar mais uma excelente opção para que você possa realizar uma super pescaria. Nas linhas que se seguem vocês poderão conhecer o Pesque e Pague Esmeralda, localizado na Rua H10a, Qd.: 11a, Lt.: 01 – Residencial Hawai – Goiânia-Go. Na oportunidade estiveram presente nesta pescaria Eu (Camila Niclites) e meu esposo Ricardo Araujo. Um lugar aconchegante, acolhedor e muito bem organizado. O pesqueiro tem um lago para pesca esportiva no qual residem várias espécies como Tambacu, Tambaqui, Tambatinga, Pirarara, Jundiá, Pintado, Carpas entres outras. Há também um espaço dedicado às crianças com parquinho e toda estrutura para que os pequenos se divirtam com segurança. E ainda um excelente restaurante com uma comida deliciosa.

Chegamos ao pesqueiro nos organizamos no primeiro quiosque do lado esquerdo, arrumamos a tralha e montamos nossos equipamentos. Montamos uma vara para pescaria com pão, usando um girador pequeno ligando a linha da carretilha ao líder, uma boia lambari n° 01, chicote de 40cm linha super laiglon 0,43mm e anzol chinu 12. Montamos também uma vara com uma boia torpedo pequena, chicote de mais ou menos 2m com um boia guia e anzol chinu 07, nesta usaremos bolinha ninja, alternando com pedaços de mussarela/salsicha; e mais duas varas que deixamos na espera variando entre mortadela/mussarela/salsicha de fundo. Equipamento montado, hora de pescar, afinal anzol fora da água não pega peixe. Então cevamos com um pouco de ração bem a frente do nosso quiosque e joguei bem no meio da ceva um torpedo com a bolinha ninja no palminho e não deu outra, quando ia sentar a boia já afundou numa velocidade, e assim estava aberta a primeira briga do dia, mas logo nos primeiros minutos de briga eis que o peixe levou a melhor e escapou. Então arremessei a bolinha ninja novamente e como eu já esperava, mais uma vez a boia afundou rapidamente e desta vez saiu um belo Tambacu para abrilhantar as lentes da nossa câmera.

Peixe registrado e devolvido a água que é seu lugar, para que assim, ele possa dar alegria a mais e mais pescadores. Continuamos a nossa pescaria e observando que os tambas estavam subindo timidamente ainda, pegando uma ração depois outra, ou seja, estavam bem manhosos. Assim, decidimos pegar uma das nossas varas de espera e montar um sistema de “poita”, usamos uma boia torpedo (arremesso) média, um pequeno chumbo, o qual deve ser colocado na linha da carretilha, seguido de uma miçanga, para evitar que ele corte a linha, usamos um chicote de 1m anzol chinu doze e como isca utilizamos o pão. Este sistema é utilizado para que o pão (isca) possa permanecer apoitada (fixa) no lugar arremessada. E deixamos a boia apoitada a nossa frente um pouco depois do meio do lago e continuamos a pescar. E enquanto a pescaria se seguia vimos uma vez ou outra os peixes tentando atacar o pão, mas ainda sem sucesso. Eu segui utilizando a ninja e no palminho o que me garantiu mais um belo tamba para os registros das nossas lentes.

Mais um belo tambacu registrado e devolvido a água. Os peixes começaram a subir mais na superfície e atacar com mais voracidade as iscas principalmente o pão/ pão de queijo. E quando de repente vimos uma explosão no pão de queijo que tínhamos apoitado, que adrenalina, as emoções foram a mil, pela explosão estava na ponta da nossa linha com certeza um bitelo. E a briga se iniciou muito pesada, e claro mais no fundo do lago e com grandes tomadas de linha, em que fazia a carretilha cantar com vontade. E logo na primeira vez que ele subiu a flor da água, podemos ver que era um belo e grande Tambacu. E adrenalina aumentou ainda mais, e depois de uma briga cautelosa e sem pressa eis que este belo Tamba sai para nossos registros.

Depois de tomar uma água e restabelecer as forças e emoções, voltei a pescar afinal nosso dia ainda estava muito longe de acabar. E claro que depois desta bela captura na superfície decidi, insistir na pescaria com pão, arremesso no meio do lago juntos as rações da ceva e quando estava me sentando, eis que mais uma explosão gigantesca levou toda minha isca, dando uma tomada de linha em sentido ao fundo do lago, sem me dar a chance de fisgá-lo, e quando eu pensei ser a minha vez de iniciar a briga o peixe escapou e eu fiquei somente com o desejo de ver aquele gigante comedor de pão.

Antes de fazer outro arremesso com pão decidi trocar a isca da nossa vara de espera por um pedaço de mussarela, isca que costuma dar muito resultado, e que poderia atrair muito os peixes de couro que residem neste lago. Deixei a vara na espera e continuei a pesca. E quando eu ainda estava iscando o pão vejo nossa vara se emborcando toda. Corri, fisguei e iniciei mais um briga de peso e um peso que se concentrava todo no fundo, várias opções passaram em minha mente, como um jundiá, uma cachapira e até mesmo uma bela pirarara, no entanto, para minha surpresa o comedor de mussarela e brigador no fundo do lago era outro enorme tamba, vibrei de emoção quando ele submergiu pela primeira vez na flor da água, que Tambacu lindo!. Após uma briga intensa e pesada eis que ele veio para o registro das lentes do Fishingtur.

E quando eu estava retomando minhas forças e bebendo uma água, o Ricardo monta um sistema diferente indicado pelo funcionário do pesqueiro. Ao invés de apoitar o pão como estávamos fazendo desde manhã, ele resolveu usar como isca um “tira de geleia”, suficiente apenas para cobrir um anzol chinu 8, isca esta que deu muito certo e chamou bastante a atenção dos peixes, e não deu 10min que o Ricardo havia arremessado no meio do lago, eis que a boia desapareceu e uma força intensa foi nadando em direção ao fundo do lago, e nesta briga intensa e depois de várias tomadas de linha eis que sai mais uma bela Tambatinga para abrilhantar ainda mais nossa pescaria.

A pescaria estava sensacional, muitas mas muitas ações, no entanto, os tambas estavam nos dando um olé, muitas fisgadas perdidas e muitos peixes perdidos na bolinha ninja no palminho, em determinado horário do dia forma um sequencia de uns cinco arremessos realizados e aproveitados, peixe fisgado, mas que, no entanto acabava escapando durante o inicio da briga, estava uma adrenalina louca, uma emoção inexplicável.

E para fechar o nosso dia em grande estilo ainda fisguei mais um belo Tamba, no pão flutuando.

Com muitos peixes fisgados, muitas emoções vividas e com um imenso desejo de um breve retorno finalizamos mais um matéria com uma excelente opção para você realizar sua pescaria junto com sua família e amigos.

Agradecemos ao Cássio e toda equipe do Pesqueiro Esmeralda, por receber o Fishingtur com tanto carinho e atenção, e vocês leitoras e leitores que sempre acompanham nossas pescarias.

Há não se esqueçam de acessar a nossa loja e adquirir sua camiseta Fishingtur e ficar ainda mais confortável e elegante na sua próxima pescaria. Acesse: www.roupasfishingtur.com.br

O Fishingtur fica a disposição através dos canais abaixo para dirimir duvidas demais dicas e/ou necessidades para vocês amigos leitores.

Abraços e boas pescarias

Equipe Fishingtur

AGRADECIMENTOS

Pesque e Pague Esmeralda - Goiânia - GO

#PesqueiroEsmeralda #Goiânia #Goiás #Emoção #Pescaria #Diversão #Alegria #Redondos

10 visualizações
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007