Pousada de Caça e Pesca Uatumã – Uma incrível aventura com os Tucunarés Gigantes da Amazônia


Local: Rio Uatumã - Amazonas - BR Data: 30 de julho a 08 de agosto de 2010

Pousada de Selva e Pesca Esportiva Uatumã Amazonas – Brasil

Olá Amigos!

Nesta segunda parte de nossa viagem ao estado do Amazonas, vamos mostrar como foi a nossa pescaria, os grandes peixes fisgados, os equipamentos e iscas, assim como as técnicas usadas por nossa equipe. Nossa pescaria foi feita em dois pontos, sendo um deles no próprio Rio Uatumã e o outro dentro do Igarapé onde o flutuante está ancorado. Neste dias de pesca fisgamos dezenas de Tucunarés tanto no Rio quanto dentro dos Igarapés. A temporada de pesca do Tucunaré começa em setembro, quando as águas estão baixas, mas estivemos agora em agosto e mesmo com as águas altas e com florestas inundadas fisgamos uma boa quantidade de Tucunarés que variaram de 1,5 a 11kg, tendo como média peixes de 4 a 6kg. E exemplares de 7, 8 e 10,5kg também.

Esta região não possui pousadas e por estar dentro de uma reserva, a pesca comercial e predatória é proibida, apenas os ribeirinhos é que caçam e pescam para sobreviver. Ou seja, é uma área super preservada com uma única pousada em fase final de obras e com certeza será o novo pointe para a pesca dos gigantes Tucunarés. Entre em contato com nossa equipe e faça já a sua reserva para pescar os grandes tucunarés e seja um dos primeiros a conhecer este belo lugar. Abaixo vou descrever todos os equipamentos usados por nossa equipe e no decorrer da matéria mostro uma a uma as iscas artificiais mais usadas e com melhores resultados.

Equipamentos usados: Marcio David

Varas:

-Vara Althezza II - 5’0? - 8-20 lbs (1,55mts) - Albatroz Fishing -Vara Apache III - 5’3? - 5-14 lbs (1,60mts) - Fleming -Vara Evolution - 5’6? - 10-20 lbs (1,65mts) - Marine Sports

Carretilhas:

-Carretilha Brisa GTO 3000 - Marine Sports -Carretilha Scorpion 1001 - Shimano

Linhas Multifilamento:

-Multi 50 libras – Cajun Line - Shakespeare -Multi 50 libras – Deep One - SunLine

Equipamentos usados: China

Varas:

-Vara Rapala 5’6? - 10-20 lbs -Vara Rapala 5’3? - 8-17 lbs

Carretilhas:

-Carretilha Chronarch D7 - Shimano -Carretilha Scorpion MG 1001 - Shimano

Linha Multifilamento:

-Multi 50 libras – Cajun Line - Shakespeare

————————————————————————————————————————-

Equipamentos armados, iscas no gatilho, e os arremessos começaram. logo de início insistimos nas grandes iscas de superfície e percebemos que os peixes atacavam, mas estavam tímidos, resolvemos diminuir um pouco o tamanho das iscas e os resultados começaram a aparecer.

A isca de sub-superfície da Kingfisher – Isca Flash teve bons resultados em momentos que o peixe estava manhoso ou com o sol muito forte.

O China usou por muito tempo as iscas de superfície em trabalho de Zara. Tanto na joão pepino azul e prata, quanto na Dr. Spock branca com cabeça vermelha da KV.

Por três vezes nesta semana conseguimos achar grandes cardumes, aí era correria geral, fizemos cerca de 6 Double, isso sem falar nas várias vezes que fisgávamos peixes ao mesmo tempo ou na sequencia de arremessos. Era fatal, quando um fisgava, bastava arremessar em cima e fisgar outro, era soltar rápido, arremessar e já pegar mais um. Nos cardumes as iscas de superfície fisgavam sempre o primeiro peixe e os demais batiam bem nas iscas de meia água.

Uma outra isca da KingFisher rendeu um ótimo exemplar de Paca.

Normalmente neste tipo de pescaria é comum usar um líder de mono ou fluorcarbono de uns 4mts na ponta do multifilamento, mas nós optamos em não fazer isso e amarrar o Snap direto no Multifilamento e não tivemos problemas.

A festa era garantida quando os cardumes apareciam. Em 10 minutos parados no memso lugar era comum fisgarmos cerca de 10 peixes. A diferença é que nos cardumes raramente se pega peixes grandes, a média ficou entre 1,5 e 3kg.

Mediante a grande quantidade de peixes, em alguns momentos testamos algumas iscas e quase sempre com algum resultado. Desta vez a isca Perversa da Borboleta garantiu mais um Tucunaré.

As iscas de Hélice também trouxeram ótimos resultados. Ver a explosão de um tucunaré em uma rápida isca de hélice não tem preço, isso quando você não vê o peixe nadando em direção a isca quase que na superfície, rasgando a água com a nadadeira dorsal.