Pousada de Caça e Pesca Uatumã – Uma incrível aventura com os Tucunarés Gigantes da Amazônia


Local: Rio Uatumã - Amazonas - BR Data: 30 de julho a 08 de agosto de 2010

Pousada de Selva e Pesca Esportiva Uatumã Amazonas – Brasil

Olá Amigos!

Nesta segunda parte de nossa viagem ao estado do Amazonas, vamos mostrar como foi a nossa pescaria, os grandes peixes fisgados, os equipamentos e iscas, assim como as técnicas usadas por nossa equipe. Nossa pescaria foi feita em dois pontos, sendo um deles no próprio Rio Uatumã e o outro dentro do Igarapé onde o flutuante está ancorado. Neste dias de pesca fisgamos dezenas de Tucunarés tanto no Rio quanto dentro dos Igarapés. A temporada de pesca do Tucunaré começa em setembro, quando as águas estão baixas, mas estivemos agora em agosto e mesmo com as águas altas e com florestas inundadas fisgamos uma boa quantidade de Tucunarés que variaram de 1,5 a 11kg, tendo como média peixes de 4 a 6kg. E exemplares de 7, 8 e 10,5kg também.

Esta região não possui pousadas e por estar dentro de uma reserva, a pesca comercial e predatória é proibida, apenas os ribeirinhos é que caçam e pescam para sobreviver. Ou seja, é uma área super preservada com uma única pousada em fase final de obras e com certeza será o novo pointe para a pesca dos gigantes Tucunarés. Entre em contato com nossa equipe e faça já a sua reserva para pescar os grandes tucunarés e seja um dos primeiros a conhecer este belo lugar. Abaixo vou descrever todos os equipamentos usados por nossa equipe e no decorrer da matéria mostro uma a uma as iscas artificiais mais usadas e com melhores resultados.

Equipamentos usados: Marcio David

Varas:

-Vara Althezza II - 5’0? - 8-20 lbs (1,55mts) - Albatroz Fishing -Vara Apache III - 5’3? - 5-14 lbs (1,60mts) - Fleming -Vara Evolution - 5’6? - 10-20 lbs (1,65mts) - Marine Sports

Carretilhas:

-Carretilha Brisa GTO 3000 - Marine Sports -Carretilha Scorpion 1001 - Shimano

Linhas Multifilamento:

-Multi 50 libras – Cajun Line - Shakespeare -Multi 50 libras – Deep One - SunLine

Equipamentos usados: China

Varas:

-Vara Rapala 5’6? - 10-20 lbs -Vara Rapala 5’3? - 8-17 lbs

Carretilhas:

-Carretilha Chronarch D7 - Shimano -Carretilha Scorpion MG 1001 - Shimano

Linha Multifilamento:

-Multi 50 libras – Cajun Line - Shakespeare

————————————————————————————————————————-

Equipamentos armados, iscas no gatilho, e os arremessos começaram. logo de início insistimos nas grandes iscas de superfície e percebemos que os peixes atacavam, mas estavam tímidos, resolvemos diminuir um pouco o tamanho das iscas e os resultados começaram a aparecer.

A isca de sub-superfície da Kingfisher – Isca Flash teve bons resultados em momentos que o peixe estava manhoso ou com o sol muito forte.

O China usou por muito tempo as iscas de superfície em trabalho de Zara. Tanto na joão pepino azul e prata, quanto na Dr. Spock branca com cabeça vermelha da KV.

Por três vezes nesta semana conseguimos achar grandes cardumes, aí era correria geral, fizemos cerca de 6 Double, isso sem falar nas várias vezes que fisgávamos peixes ao mesmo tempo ou na sequencia de arremessos. Era fatal, quando um fisgava, bastava arremessar em cima e fisgar outro, era soltar rápido, arremessar e já pegar mais um. Nos cardumes as iscas de superfície fisgavam sempre o primeiro peixe e os demais batiam bem nas iscas de meia água.

Uma outra isca da KingFisher rendeu um ótimo exemplar de Paca.

Normalmente neste tipo de pescaria é comum usar um líder de mono ou fluorcarbono de uns 4mts na ponta do multifilamento, mas nós optamos em não fazer isso e amarrar o Snap direto no Multifilamento e não tivemos problemas.

A festa era garantida quando os cardumes apareciam. Em 10 minutos parados no memso lugar era comum fisgarmos cerca de 10 peixes. A diferença é que nos cardumes raramente se pega peixes grandes, a média ficou entre 1,5 e 3kg.

Mediante a grande quantidade de peixes, em alguns momentos testamos algumas iscas e quase sempre com algum resultado. Desta vez a isca Perversa da Borboleta garantiu mais um Tucunaré.

As iscas de Hélice também trouxeram ótimos resultados. Ver a explosão de um tucunaré em uma rápida isca de hélice não tem preço, isso quando você não vê o peixe nadando em direção a isca quase que na superfície, rasgando a água com a nadadeira dorsal.

O China foi presenteado com um grande Paca. Explosão total na superfície.

Uma isca que trabalhei bastante foi a Dr. Spock branca e laranja da KV. O trabalho de Zara levantou muito peixe e grandes explosões.

Com uma grande isca de meia-água da Marine Sports, de cor verde e preta o China engatou um gordo Tucunaré Paca e na sequencia engatou um outro belo exemplar que tomou muita linha e acabou estourando o multifilamento 50 libras levando a isca embora.

Não tenho palavras para descrever este tipo de pescaria em um local como este. Os rios da Amazônia são fantásticos e a agressividade dos Tucunarés são incomparáveis. A adrenalina da batida, a expectativa da explosão, transbordam todos os sentimentos possíveis de uma única vez. Todo pescador, pelo menos uma vez na vida tem que fazer esse tipo de pescaria. É algo indescritível. Seja um grande exemplar, ou um pequeno Tucunarezinho, a sensação é única.

As cenas abaixo dispensam qualquer tipo de comentário.

Dentro de um dos Igarapés o China trabalhando uma João Pepino prata e com o dorso azul, fisgou o maior Tucunaré de sua vida até então. Uma gigantesca explosão, uma tomada de linha fora do comum e uma briga inesquecível, nada mais, nada menos que um grande Tucunaré de 10kg, 20,5 libras.

Já na meia-água branca cintilante, isca esta que eu usei bastante também e com muitos, mas muitos resultados, alguns exemplares foram fisgados

Agora uma cena muito engraçada. Como o rio estava cheio, os arremessos tinham que ser longos e alcançar as frestas entre os galhos, pequenos espaços entre as árvores, mas era comum as iscas ficarem presas nas árvores e nos galhos. Nada que uns trancos não soltassem. O China deu um belo arremesso mas a isca Super Spook – Heddon ficou presa em uma galo de árvore que estava seca, isso a 1,5mts acima da superfície. O China começou a dar uns trancos para tentar tirar a isca e a árvore balançava, balançava, a isca fazia barulho e não saía, até que em um tranco mais forte a isca caiu bem abaixo de onde estava, mas praticamente não caiu na água e uma grande explosão fez a isca desaparecer e a linha esticar. Nós nos olhamos sem entender nada até que o China recolheu a linha e começou a briga. Um belo Tucunaré Açu estava abaixo da isca, esperando ela cair da árvore para atacar. Foi bem engraçado.

Depois da correria e agora com uma isca Flash da KingFisher, o China engatou mais alguns peixes. Esta isca também foi um grande diferencial na pescaria.

E durante todo o tempo os peixes foram saindo, ora na superfície, ora na meia-água.

Com uma grande isca de meia-água, a Big Game da Marine Sports fisguei mais um bonito Paca. na superfície, o trabalho tinha que ser bem rápido, já na meia-água, trabalhos mais lentos com leves paradinhas eram fatais.

Nesta viagem tivemos a companhia por três dias de dois pescadores do estado de Minas Gerais. É impressionante o poder que a pescaria tem de unir as pessoas e fazer amizades. Hoje considero estes mineiros grandes amigos. Nossos amigos Lázaro e Marcelo, mais conhecido como Goiaba. Foram dias de muita alegria e diversão, brincadeiras, muitas piadas e causos, coisa de mineiro rsssss rsssss. Segue alguns peixinhos fisgados por eles nestes dias.

E nas mais variadas iscas, os peixes foram mostrando resultados, não importava o tamanho ou o trabalho, bastava ser iscas de cores claras que já era o suficiente para esperar um ataque.

Para finalizar esta matéria deixei para descrever uma das maiores sensações de prazer, de satisfação e de grande emoção que um pescador pode sentir. Em uma Vara de 10-20 libras das Albatroz Fishing, e usando uma pequena isca Flash da KingFisher eu recebi um gigantesco presente que está desenhado nas fotos e guardado na memória. Um momento único. Uma batida discreta, porém barulhenta na isca que trabalha a 10cm de profundidade. Uma grande mancha surge embaixo da isca, quando você pensa em pensar em algo, a explosão leva sua isca embora, sua vara enverga, você fisga e o gigante troféu salta quase um metro fora da água para lhe dar boas vindas. O coração bate mais forte, fica acelerado, as penas ficam bambas. As rápidas corridas envergam a vara absurdamente, muitas rebojadas e pequena tomadas de linha até que o troféu vem a superfície e devagar chegar até o barco e faz um simples pescador se sentir o mais importante, mesmo que alí, somente naquele momento. 22 libras e uns quebrados, cerca de 11 kilos de pura adrenalina, 11 kilos de força, 11 kilos da melhor sensação do mundo. O Tucunaré.

A sorte é que o peixe atacou a isca perto do barco e estava longe das galhadas, asism a briga foi limpa, pura sorte, pois eu estava com uma pequena isca. A guerreira.

Como vocês puderam ver, o Rio Uatumã tem um grande potencial para a pesca esportiva do Tucunaré. E esta região onde está a Pousada Flutuante vai dar o que falar, pois será o mais novo reduto do gigante Tucunaré Açú e Tucunaré Paca. Conversando com os locais, na temporada e com o rio baixo é comum encontrar Tucunarés de até 14kg, isso sem falar em peixes que chegaram a 16kg não muito tempo atrás. E como niguém é de ferro, nada melhor do que um pequeno Tucunaré na brasa na beira do rio.

Gostaria de agradecer a todos da Pousada: Júnior, Paula, Lalá, Ney, ao Sr Álvaro, aos proprietários e a todos os nossos patrocinadores.

Abraços!

Marcio David

AGRADECIMENTOS

Rio Uatumã

#RioUatumã #PousadadeCaçaePescaUatumã #Tucunarés #Amazonas #Amigos #Natureza #Aventura #Adrenalina

51 visualizações0 comentário
Contato Fishingtur

Parceiros

Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo