Pousada PiraAçú - Apui - Amazonas


Local: Pousada PiraAçú - Apui - Amazonas Data: 14 a 17 de Março de 2012

Olá Amigos!

Nossa equipe foi convidada pelos amigos Ronaldo e Rodrigo para fazer uma pescaria de reconhecimento em seu novo empreendimento, uma nova pousada em um rio praticamente inexplorado. No sul do estado do Amazonas, conhecemos o Rio Aripuanã, com seus afluentes e grandes lagos, abrigando gigantescas espécies de peixes e os mais esportivos. Um lugar totalmente preservado e que certamente será um dos melhores roteiros para os praticantes da pesca esportiva. O Rio Aripuanã está próximo a uma das maiores reservas ecológicas do estado. A Pousada Pira Açú, está localizada no município de Apuí, a aproximadamente 550 km da cidade de Porto velho. Nossa viagem foi feita via terrestre a partir do Aeroporto de Porto Velho, mas os pacotes com os turistas vão sai em voo fretado da cidade de Manaus, descendo bem próximo a pousada, onde uma rápida viagem de barco(voadeira) chega até a pousada.

O roteiro de pesca é formado pelas seguintes estruturas:

-Rio principal: Aripuanã. -Rios secundários: Pachiuba, Buiuçú e Guariba. -Lagos: Guariba I e Guariba II.

Épocas: Período da cheia: Janeiro a maio -Peixes de couro - Piraiba, Pirarara, Cachara, Barbado, Jundiá, Jaú, Piranambú, etc. -Peixes de escama - Pirapitinga, Tambaqui Cachorra, Curvina (janeiro, fevereiro e março, depende de caída de frutas nativas), Apapá, Matrinxã, Jatuarana, Cachorra, Curvina (março, abril, maio e junho), etc Período da seca: Junho a Novembro -Peixes de couro - Pirarara, Piraiba, Cachara, Barbado, Jundiá, etc. -Peixes de escama – Tucunaré, Aruanã, Cachorra.(junho a dezembro) Tambaqui, Jatuarana e Pirapitinga (outubro e novembro), isso sem falar no gigantes Pirarucus entre outros.

Lógico que isso não é uma regra, e como todos estão neste rio a muito pouco tempo, muitas surpresas ainda estão por vir.

No último ano, enquanto a pousada estava iniciando as obras, os proprietários Rodrigo e Ronaldo, juntamente com nosso amigo Giovani Papa, exploraram demais a região, colhendo muitas informações importantes para os pescadores, mas hoje, ainda acontecem coisas e grandes peixes são fisgados em locais totalmente atípicos. A Pousada está situada em uma região muito rica, com uma fauna e flora exuberantes, vários rios e muitas espécies diferentes, entre eles,podemos destacar:

Rio Aripuanã -Peixes de Couro: Piraiba, Pirarara, Cachara, Barbado, Jundiá, Piranabú, etc. -Peixes de Escama: Pirapitinga, Tambaqui, Apapá, Tucunaré, Cachorra, Curvina, etc.

Rio Pachiuba: -Peixes de Couro: Cachara, Caparari, Barbado, Jundiá, etc. -Peixes de Escama: Pirapitinga, Tambaqui, Tucunaré, Matrinchã, etc.

Rio Buiuçú: -Peixes de Couro: Cachara, Caparari, Barbado, Jundiá, etc. -Peixes de Escama: Pirapitinga, Tucunaré, Matrinchã, Jatuarana, etc.

Rio Guariba: -Peixes de Couro: Pirarara, Cachara, Caparari, Barbado, Jundiá, etc. -Peixes de Escama: Tucunaré, Matrinchã, Pacu, Apapa, Cachorra, Bicuda etc.

Lagos Guariba -Peixes de escama: Tucunaré, Aruanã, Pirarucu, etc.

Nesta viagem ouvimos muitos relatos dos ribeirinhos, que hoje estão trabalhando para a Pousada, e muitas histórias de Pirarucus acima dos 80 kg, Tucunarés de até 10 kg, Pirararas acima dos 45 kg, grandes Piraíbas, Jaús.... etc.

A cada temporada novas histórias vão surgir e muitas novidades estão por vir.

A POUSADA

A Pousada é composta de 4 apartamentos duplos e 2 apartamentos quádruplos, todos com ar condicionado split, banheiro privativo com chuveiro quente, camas BOX, armários e criado mudo individuais. No refeitório, um grande bar a disposição, internet, telefone global e ar condicionado split. Todos os cômodos da pousada são isolados por tela para proteger o cliente de eventuais insetos. Os barcos são de 5,5m com duas plataformas, cadeiras giratórias estofadas, motor elétrico e motor de popa de 30hp.

A VIAGEM Chegando no aeroporto, fomos muito bem recebidos pelo Leandro, o qual fez o nosso translado até o município de Apuí, sul do Amazonas. Lá fomos recepcionados pelo Sr. Raimundo, morador local e guia da pousada, fizemos uma boa viagem de barco subindo Rio Aripuanã até a Pousada, onde encontramos os amigos e proprietários Rodrigo e Ronaldo. Rapidamente já estávamos instalados no belo chalé, nos preparando para o jantar.

A PESCARIA

Na manhã seguinte, acordamos com uma forte chuva, optamos em não sair para pescar. No decorrer do dia, apenas fizemos um passeio de reconhecimento e vimos que o rio estava muito cheio, em certos pontos a água estava invadindo quase 80 metros da floresta, motivo este que seria bem difícil fazer a pescaria dos peixes de escama, ficando propício para a pesca dos grandes bagres amazônicos. O rio estava inconstante, ora esvaziando, ora enchendo, e para quem tem um pouco de conhecimento sabe que não seria o momento de se fazer uma boa pescaria. Na manhã seguinte, acordamos mais animados, apesar do tempo ruim, a chuva tinha dado uma trégua momentânea e saímos para o rio, subimos o Rio Aripuanã até a cachoeira do Samaúma, ficamos encantados com a beleza do lugar, e antes de encarar as rápidas águas de suas corredeiras, paramos em um ponto para pescar algumas iscas e para nossa surpresa, logo nos primeiros arremessos com as iscas artificiais, fisguei 5 cachorras pequenas, as quais foram nossas iscas nesse primeiro dia, neste mesmo ponto, encontramos um grande cardume de Apapás que também atacaram muito bem as artificiais, assim como os Barbados e os Palmitos que fizeram a festa nos pequenos pedaços de peixe praticamente embaixo do barco.