Rio Araguaia – As surpresas deste fascinante paraíso dos gigantes


Local: Rio Araguaia – Luiz Alves – Goiás Data: Junho de 2012

Hotel Fazenda Primo Adão – Goiás

Olá Amigos,

Nesta matéria, Eu, Bruno Bonin e meu grande amigo Bruno Cia, depois de muitas pesquisas e indicações, inclusive de nosso amigo Marcio David, aqui do Fishingtur, o qual nos indicou os trabalhos do Guia Nica, estivemos no maravilhoso Rio Araguaia. Depois de muita ansiedade, chegou o grande dia de nossa viagem marcada com quase cinco meses de antecedência, planejamentos e sonhos para pescarmos pela primeira vez no famoso rio Araguaia com toda a orientação do Nica, nosso amigo e piloteiro que passou todas as dicas para buscarmos o nosso grande troféu, a Piraíba.

Saímos de Americana-SP para pegarmos um voo em Campinas-SP com destino a Brasilia – DF, lá alugamos um carro, andamos mais uns 600 km até Luiz Alves – GO, mais 40 km de estrada de terra e tivemos nosso primeiro contato com o Rio Araguaia e com o Nica que veio nos receber de barco para nos levar para o Hotel Fazenda Primo Adão, nossa base da pescaria. Tínhamos cinco dias de pesca no rio e muita expectativa, nossa noite não passava com as histórias do Nica e com o Arnildo, dono da pousada que nos fez sentir em casa com tamanha hospitalidade e amizade. Preparamos nossa tralha e estávamos prontos para nosso primeiro dia de pesca.

As cinco da manhã, após tomarmos nosso café, encostou o barco do Nica pronto, que já estava inclusive com as iscas e bem animado para começarmos. Então vamos para água, já ficamos bem assustados com nossos anzóis Mustad 12/0 e uma Curimba de 800 gr como isca, mas lá é assim mesmo é tudo muito bruto!!!!!

Queria ver alguns botos, e vi, muitos e também queria não vê-los mais, hahaha, só quem pesca lá sabe o quanto são bonitos e o quanto atrapalham a pescaria de peixes grandes roubando inúmeras iscas e atrapalhando os pontos de pesca. A dedicação foi exclusiva para as Piraíbas, uma pescaria de muita paciência e sangue frio, passamos o dia trocando de ponto e aguardando uma hora ou mais em cada ponto de pesca sempre com o Nica nos orientando. E foi assim que passou nosso primeiro e segundo dia sem ação nenhuma e dedicados ao extremo ao nosso troféu. A nossa conversa no barco já tinha virado uma terapia e já estava no limite, ninguém falava com ninguém, mas nosso amigo Nica nos dava ainda entusiasmo para continuar e no nosso último ponto as 19:30 horas do segundo dia, o barulho mais aguardado da pescaria, um fricção cantando na minha Penn 345 GT2, alguns minutos de briga e nosso primeiro grande peixe, uma Pirarara de 1,42 mts de aproximadamente 40 kg, nos faz esquecer tudo que aviamos passado e a alegria tomou conta do nosso barco, muitas fotos e fomos dormir com a missão cumprida.

Estava difícil não mudar a estratégia porque próximo a nossa pousada tinha um enorme cardume de Piau, Curimbas e consequentemente Surubins em volta podendo passar um excelente dia de pesca por ali. Mesmo assim, mudamos a estratégia na quarta-feira para descansar um pouco. O Nica e o Adilson, irmão do Arnildo dono da pousada nos levaram a um grande lago de caminhonete para passarmos um dia batendo iscas artificiais, uma bela escolha.Após 8 km de Arranha Gato e trieiro de gado chegamos a nossa lagoa, o Lagoão, como eles a chamam.

Trabalhamos somente com iscas artificiais de superfície e tivemos muitas, mas muitas ações de Piranhas, Tucunarés e lindas Aruanãs, quase incontável a quantidade que pegamos, exemplares de 3 a 4,5 kg com mais de 1 metro de comprimento, “dubles” e tudo que tínhamos direito. Todos os peixes foram soltos e dois exemplares de tucunarés fizeram o nosso almoço no lago. O quarto dia de pesca chegou, o barco estava “leve”, estávamos todos bem, e o Nica estava mais que doido para pegarmos nossa Piraíba, pegamos as iscas e passamos a manhã trabalhando e nada, almoçamos na pousada e o Nica saiu com Adilson para pegar mais iscas, eles achavam que deveríamos variar mais os tipos de peixes, chegaram com Traíra, Mandubé(Palmito), Jaraqui e Curimba. Voltamos para a água de novo, três varas e três iscas diferentes, paramos num ponto um pouco acima do Hotel Fazenda Primo Adão e lá aguardamos. Vinte minutos depois a melhor imagem do dia, uma vara envergada e uma corrida de peixe mais do que veloz, fricção trabalhando e carretilha saindo fumaça……..é ela!!!!

Assim começou a batalha com nossa primeira Piraíba, tomada de linha, barco solto da poita e muita força. Trabalhei uns 15 minutos com ela e o braço moeu, doía tudo, não conseguia recolher um metro de linha, o meu parceiro Bruno Cia entrou na briga e foram mais 20 minutos de batalha com toda a orientação e incentivo do Nica, quando se aproximou do barco a cabeça do mandubé estava na linha, imediatamente o Nica tirou para que as piranhas não cortassem a linha, e toma linha e corre para o meio do rio… Peguei de novo a vara, brigamos mais alguns minutos e então fomos para a praia, o Nica entrou na água também esperando o momento certo para pega-lá, era um monstro do rio, após quase 50 minutos de briga intensa, ficamos espantados com o tamanho daquela Piraíba, foi emocionante, a adrenalina tomava conta de nós, é uma mistura de dever cumprido, beleza, esforço, satisfação… Acho até que é indescritível este momento, a foto fala por si só.

Tiramos muitas fotos com orientação e cuidados do Nica, que prezou a saúde do peixe todo o tempo, ainda ela foi marcada com numero 0277, trabalho maravilhoso de 15 piloteiros (grupo Só Piraíbas e outros) e o IBAMA, marcando estes peixes e tomando suas medidas, isca utilizada e local onde foi capturada. Esta nossa foi pega acima do Hotel Fazenda Primo Adão, com Mandubé (Palmito) de isca e medindo seus incríveis 2,20 mts, peso estimado em 150 a 170 kg. Devolvemos ela ao Araguaia e mergulhamos agradecendo ao rio nosso presente e fomos comemorar na pousada. Focados e agradecidos, pescamos nosso ultimo dia buscando outra Piraíba, trabalhamos duro de novo, muitos pontos, várias iscas, muita expectativa, mas sem ação. Voltamos para a pousada à noite com nosso troféu na cabeça, assim finalizou nossa pescaria no rio Araguaia com novas e excelentes amizades no Hotel Fazenda Primo Adão e com o Nica, nosso parceiro, amigo e grande pescador que nos acompanhou nesta viagem que pode ter sido a melhor pescaria de nossas vidas.

Abraços!

#RioAraguaia #Viagem #Adrenalina #pescaria #peixes #LuizAlves #Goias #Pirararas #Piraíbas #adrenalina #Natureza #Alegria

0 visualização
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

Logo Completo Colorido recorte.png

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007