Rio Araguaia - Goiás


Local: Rio Araguaia - Goiás Data: 15 a 21 de Setembro de 2013

Olá amigos pescadores,

Viemos relatar a vocês, a fantástica expedição que realizamos nas águas do Rio Araguaia, passando pelas regiões de Luiz Alvez, Bandeirantes, Cristalino, Rio das Mortes, etc ...Após nossa primeira viagem ao Araguaia no ano de 2012 (Saulo/Wender) onde também relatamos no Fishingtur, ficamos encantados com tamanha beleza e vida presentes naquele rio, e já começamos os trabalhamos para programar algo maior para o próximo ano. Organizamos uma expedição, onde seriam 3 barcos com 2 pescadores cada, e 1 barco de apoio, barco este, que estaria o cozinheiro, e que levaria a maior parte de nossa bagagem na viagem, e também caso algum motor tivesse problemas, este serviria de reserva, pois a região é carente de assistência ao pescador, e um pequeno detalhe poderia interromper nossa pescaria. Como todos sabemos, sempre na semana da pescaria, acontecem imprevistos, compromissos, e com a gente não foi diferente. Tivemos 2 desistências de última hora, optamos por dispensar o barco de apoio com o cozinheiro, levando 3 piloteiros para aumentar as chances de captura.

Material utilizado:

-Varas: Evolution 80lb e 100lb / intergreen 100lb / Bravo 120lb / trevala 200lb

-Carretilhas: Penn 6/0 / Tekota 800 / Rapala Caribbean t25L2 / Penn international 50 e 30

-Linha: Mono 0,92 Max Force

Confesso que fomos com a tralha pesada desta vez, mas assim como muitos, eu também achava que era história de pescador que o peixe puxava 100 metros de linha na 1 corrida, que estourava linha, empate, etc ... Sempre achei que era por falta de regulagem da carretilha, ou inexperiência do pescador rs. Mas depois desta viagem, mudei completamente minha opinião, ou se tem carretilhas com aproximadamente 300 metros de linha, ou torça para seu guia ser o mestre da pilotagem, e compensar a falta de material na água. Mas mesmo estando com guias experientes, tivemos 2 linhas 0,92 estouradas no 1 arranque do peixe, coisa inexplicável, linhas cortadas por piranhas, 1 empate de aço trançado de 200 lb estourado na briga, mas claro que isso não é regra, sempre sai peixe com tralha pequena, linha fina, etc ... vai da sorte e experiência de cada um, mas uma coisa posso afirmar, o sistema é bruto com os grandes !!!!

Abaixo as fotos do dia anterior a viagem, já em Luiz Alves na pousada do Paulinho, preparando as tralhas, e a ansiedade já tomava conta de todos nós.

No 1° dia de pescaria não tivemos nenhuma ação, confesso que fiquei preocupado rss. Mas, do 2° dia em diante, sonhos seriam realizados. Adotamos o sistema de pesca amiga, se o barco tivesse 2 pescadores, cada puxada era de uma pessoa, pois gostaríamos que todos tivessem o prazer das capturas, e nos comunicávamos com outros barcos através de rojões, assim que capturávamos algo bom, pois assim conseguimos que todos estivessem presentes nas fotos.

Seguem as fotos: