Pesqueiro São Luiz - Conheça o famoso lago de borracha


Local: Pesqueiro São Luis – Mogi das Cruzes - SP Data: 23 de maio de 2009

Olá amigos

Nossa equipe foi conhecer um pesqueiro na região de Mogi/Salesópolis. Saímos de São Paulo em direção a Rodovia Ayrton Senna, seguimos até o km 44 onde entramos a direita sentido a Rod. Mogi-Bertioga. Seguindo por essa estrada, você tem duas opções:

A primeira é seguir sentido Bertioga até o primeiro trevo, onde você irá contornar a rotatória e seguir a placa para Salesópolis. A outra opção é seguir por dentro de Mogi e seguir as placas para Salesópolis.

Até esse primeiro trevo o caminho é o mesmo de quem vai ao Kobayashi.

A diferença em KM é muito pouca. Em qualquer uma das opções você vai seguir pela Rodovia Mogi-Salesópolis por +- 10km, até ver ao lado esquerdo a fábrica da NGK, alguns metros depois vai ter uma grande rotatória onde você irá entrar pela direita e logo na sequencia seguir a estradinha em frente. Depois de 300 metros você vai entrar a esquerda na placa do São Luis. Irá seguir por 2km até a porta do pesqueiro.

O pesqueiro possui 4 lagos, sendo o do lado direito somente de tilápias, o do lado esquerdo superior também com tilápias, lado esquerdo inferior, piaus e tilápias e o central, bem maior com todas as espécies, inclusive grandes tambacus com mais de 35kg.

Começamos nossa brincadeira no lago central em busca dos grandes redondos.

O local é muito bonito e foi construído bem no alto de uma montanha, deixando assim uma linda paisagem ao redor.

O Lago central é cercado por grandes quiosques o que deixa todos os pescadores bem a vontade, cada um com seu cantinho para pescar.

Os lagos do São Luis tem uma novidade entre os pesqueiros que já visitamos. Aqui os lagos receberam uma camada de borracha antes de serem alagados. Essa manta de borracha protege o barranco contra a erosão e desmoronamentos e mantém a qualidade e transparencia da água.

Parece estranho um lago de borracha né? Eu também achei mas depois de ver de perto achei bem interessante e prático. Nas margens já tem dezenas de pequenos buracos onde são encaixados perfeitamente os suportes das varas.

A estrutura do lago realmente é muito bonita. Tudo muito bem arrumado.

Começamos a pescaria com varas de fundo, bóia cevadeira e varas de mão. Mas como todos nós sabemos, já estamos entrando em um períodp ruim para a pesca dos redondos. Nessa época eles param de comer e a pescaria não é tão produtiva como no verão.

Os grandes redondos estavam manhosos, e apenas exemplares pequenos estavam saindo. Nos dedicamos então a pesca com varas de mão fisgando boas tilápias e piaus.

As tilápias estavam bem ativas e saindo na Massa que fiz usando uma pacote de Massa Carnívora das Massas Paturi com um Pacote de Massa de Amendoim.

Usamos varas de mão de 3,5 e 4 mts.

As tilápias não são tão grandes, mas batem bem e brigam muito.

Os pescadores locais estavam usando equipamentos onde a isva eram gigantescas coxinhas de massa de fundo. Todos em busca dos grandes tambacus que chegam a 35kg.

Eu continuei com a pesca de tilápias, mas de olho na pescaria dos locais, em busca de dicas para fazer a minha pescaria no final da tarde, horário que eu apostava em conseguir tirar pelo menos um bom exemplar.

Particularmente, eu gostei muito do local. Um ambiente muito gostoso para se passar o dia e ainda ter a possibilidade de fisgar um gigante de 35kg.

Na hora do almoço eu e o Felipe descemos até o lago de piaus e tilápias, ficamos menos de 15 minutos e fisgamos muitos exemplares ns varas mão.

Assim que chegamos nesse lago, cevei o local com um saquinho do milho da Ceva Iscas, e na sequencia os piaus encostaram e fisgamos vários exemplares.

Depois do almoço, voltamos ao lago central, brincamos mais um pouco com as varas de mão e até um catfish foi fisgado.

O Felipe montou uma única vara para a pesca de Carpa Cabeçuda. Fez um pacote de Massa Paturi Banana com Mel. Usou a profundidade de 40 a 80cm e acabou fisgando 5 cabeçudas. Pequenas mas divertidas.

As 16:40, resolvi tentar uns Tambas, então montei um equipamento de fundo sem chumbada, fiz um chicote de 40cm de linha 0,50mm, anzol chinú n. 9 e girador. Fiz uma massa carnívora da Paturi e coloquei um restinho de essência de maracujá somente na coxinha que iria para o anzol. Arremessei bem no meio do lago e deixei. A vara ficou beliscando um bom tempo, deu tempo até de tirar foto de outra carpa do Felipe. E quando estava tirando a foto a vara começou a envergar. Foi o tempo do Sr. Adimir travar e passar prá mim.

O peixe veio pesado, tinha certeza que não era como os menores que saíram durante o dia.

Um belo exemplar de Tambacu.

E ainda foi outra carpinha para a foto. Massa de Banana com Mel. O final da tarde é um cartão postal aqui no São Luis.

Assim que o tempo esquentar voltarei ao São Luis para fisgar os muitos gigantes que estão nesse lago.

A qualidade das fotos não estão boas, pois tirei foto do mural, ou seja, foto da foto, mas dá para vocês terem uma idéia dos monstros que tem no lago.

E foi isso pessoal. Um lugar muito bonito e com muito peixe grande. Vale a pena conferir.

Gostaria de agradecer ao Mauro pela recepção e dicas.

Fotos por Marcio, Felipe, Adimir e Arquivo do Pesqueiro. Texto por Marcio David

Abraços

Marcio David

AGRADECIMENTOS

Pesqueiro São Luis Acesso pela Rod. Mogi-Salesópolis

#pesqueiro #saoluiz #pescaria #pesca

12 visualizações
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007