Pesqueiro Taquari - Muitos peixes e amigos no taqua


Ola amigos pescadores .

Neste mês de outubro estivemos 2 vezes no centro de pesca taquari, onde fizemos as pescarias com maior numero de exemplares do ano. Era peixe a toda hora, muitos doubles e “triples”. Vou tentar fazer um resumo das técnicas que mais deram resultados.

Nossa primeira visita foi no meio de outubro! Chegamos as 4 da manha e ficamos esperando o pesqueiro abrir. Nesse dia fomos eu e meus amigos inseparaveis de pesca Poser e Rafa .

Varas na água, mas na parte da manhã pouca ação de superfície, ficamos nos quiosques 34 e 35. Mesmo cevando deixamos armados alguns torpedinhos, usamos os torpedos das bóias barão.

Deixamos um com pão e outro com salsicha. Em pouco tempo o torpedinho com pão afundou, o Poser correu para a vara e o peixe foi para foto, um belo tamba para abrir a pescaria .

Continuamos cevando e estávamos usando a cevadeira grande das bóias barão, porque ela tem o copo maior e mais reforçado. Estávamos usando miçanga café com leite e vermelha .

Não demorou muito e a bóia do Rafa sumiu. Alguns minutos depois uma bela carpa capim foi para a foto .

Estavamos usando chicote de 2 metros e deixamos três dedos da boinha pra miçanga e logo outros exemplares começaram a entrar .

No taquari a quantidade de cacharas é absurda, basta lançar uma salsicha de fundo ou flutuante que é certeza que aparece alguma. Se você estiver perto dos aeradores elas aparecem uma atrás da outra. Nós usamos uma montagem simples, anzol diretamente na linha da carretilha, tanto maruseigo ou chinú ou mesmo de haste longa, sempre de tamanho médio já é suficiente.

Usamos a salsicha de hot dog da marca “da granja “ para pescar com salsicha flutuante pois ela tem a melhor flutuabilidade dentre as marcas que já testamos, boiando mesmo com anzois mais grossos e pesados. E usamos a salsicha de hot dog da sadia quando pescamos de fundo.

Durante nossas pescarias no taquari testamos varias cores de miçanga, mas a que apresentou mais resultados sem duvida foi a café com leite .

Ao cair da noite no taquari é a hora que as cacharas ficam mais ativas, fomos para perto do aerador da parte rasa e usamos apenas anzol direto na linha e ¼ de salsicha flutuante e era uma atrás da outra!

chegamos a ficar os tres com peixe na linha ao mesmo tempo duas vezes, mas nas duas oportunidades só conseguimos tirar duas, mesmo assim foram vários doublés .

Foto 10 – Double eu e o rafa

Foto 11 – bela cacharra pega pelo rafa com salsicha flutuante a 5 metros da margem.

Foto 12 – outro Double de cachara desta vez eu e o poser

Alguns dias depois o rafa foi com seu pai e comprovou que a noite é das cacharas e com a salsicha flutuante é uma atrás da outra .

No final de Outubro, o Rafa não pode ir, mas foram o Billy, o Rodrigo e o Kenji para conferir os peixes do taquari, e não se arrependeram. Neste dia os peixes não estavam subindo, foram muito poucas ações na superfície durante o dia, mas como todo pescador tem que se adaptar a vontade do peixe, fomos pescar de fundo e com salsicha flutuante próximo a margem. Desta vez ficamos na outra margem, nos quiosque 1 ao 4, que é a parte mais funda do lago.

Usamos a massa paturi carnívoros com um pouco de ração para peixe triturada, usamos também mafish sangue e a tradicional vermelha. Em ambas as três massas bastava arremessar e esperar alguns poucos minutos para o peixe estar fisgado.

Para a pesca com massa de fundo usamos um chumbo não tão grande solto na linha para facilitar o lançamento e um chicote de linha 0,50, pois os tambas estouram o chicote com facilidade e um anzol maruseigo médio que é ótimo para massa.

Mas a diversão mais uma vez ficou por conta das cacharas , foi realmente um absurdo a quantidade de cacharas que foram fisgadas. Pescando perto da corda com salsicha de fundo ou flutuante era um absurdo, conseguimos acabar com todas salsichas que levamos antes do cair da noite, e não levamos pouca salsicha não.

O dia estava tão produtivo que era normal doublés e até “triples”, era uma correria total, não dava tempo nem pra beber uma água. Há muito tempo que eu não fazia uma pescaria com tantos exemplares que foram pra foto, fora os muitos que não dava tempo para fotografar porque já tinha outra vara envergada ou um companheiro precisando de ajuda pra tirar o peixe da agua.

E ao cair da noite como não tínhamos mais salsichas ficamos na massa de fundo e no pão na bóia, e ambos deram resultado.

E foi isso amigos, contamos mais ou menos 70 peixes em dois dias de pescaria, um numero que nunca tinha conseguido, provando que realmente o taquari é um dos melhores pesqueiro de São Paulo, uma pena não ter saído nenhum “bagua” como são conhecidos os grandes tambas acima de 25 kilos, porém voltaremos em novembro, desta vez atrás exclusivamente dos baguas.

Queria agradecer ao Robertinho e ao meninos do taquari que foram muito prestativos, atenciosos e educados com a gente e ao Zé pela atenção e receptividade. Queria agradecer também ao Marcelo tripa por toda a paciência e preocupação, pelas madrugadas tirando duvidas e pelas iscas que deixou pra mim no taquari ! obrigado marcelão.

Texto – Marcel nakashima Fotos – Marcel, Poser, Rodrigo, Kenji, Billy e Rafa

Dúvidas e sugestões podem ser postadas no final desta matéria.

Um grande abraço a todos e boas pescarias

Marcel

AGRADECIMENTOS

Pesqueiro Taquari São Roque - SP

#taquari #fishingtur #tambacu #peixes #dicasdepesca #boiasbarao

9 visualizações
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007