Pesqueiro Taquari – Um início de inverno com bons peixes na foto


Local: Pesqueiro Taquari - São Roque – SP Data: Maio de 2010

Olá Amigos do Fishingtur

Estivemos na quinta-feira dia 20-05-2010, no Pesqueiro Taquari, para testarmos se com esse friozinho os tambas estavam ativos.

Chegamos ao pesqueiro por volta das 7:00h, e para a nossa surpresa só havia um pescador o “Milton”, que passaria a ser nosso companheiro durante todo o dia, gente boa demais.

Fomos eu, Zeppha e meu grande brother e companheiro de pesca, o Piranha e também o Carlão “negão”, infelizmente não contamos com a presença do irmãozão Bruno.

Entramos tranqüilos sem nenhuma pressa, pois não havia concorrência pelos melhores lugares. Optamos por ficar no lado oposto da chegada, na parte funda. Enquanto o Cláudio “piranha “guardava o carro, eu logo já estava montando minha tralha.

Montei a Vara Pampo de 2,40m com Carretilha Curado e linha mono 0.35, só que como minha finalidade era cevar muito, usei a Bóia Barão grande sem anzol.

Mandei mais ou menos trinta arremessos, e logo começou a batedeira, montei rapidamente o chicote com linha flúorcarbono com 2,50mt e dois Eva’s claros e miçanga caramelo.

Enquanto isso o Milton vizinho de quiosque também já mandava ver os arremessos. Montei também mais dois equipamentos de espera usando torpedo Barão chicotinho de um metro e anzol chinu em uma Vara Kenzaki de 2,40m e outra Daiwa de 1,70m.

Enquanto isso tentávamos na cevadeira sem nenhuma ação, somente uma que deu enorme explosão em minha miçanga mais escapou, embora os peixes estivessem batendo na ceva, eles não entravam nas nossas iscas.

As 8:30h olho e meu torpedinho na guabi desce (que viria a ser a surpresa do dia), e a fisgada foi certeira, como o equipamento era muito leve demorou muito para tirar o brutinho de 12kg.

A essa altura o piranha também já estava com suas tralhas montadas e já mandava seus arremessos.

Logo depois o mesmo torpedinho desce de novo e mais um para a foto. Também na mesma faixa de peso.

Interessante é que tanto o Piranha quanto o Milton também estavam com os torpedos com guabi na pinga arremessados bem ao lado do meu, mais interessante é que só o meu é que batia.

Em algumas vezes o torpedo descia eu aguardava a linha esticar e confirmava e nada de peixe fisgado, não sei se era tamba.

Depois disso foi uma paradeira geral.

Vendo que em várias matérias do fishingtur, foram pegos muitos tambas grandes na parte rasa, fui para lá e mandei diversos arremessos também sem anzol somente para cevar.

Foi fatal, os tambas logo começaram a bater, mas como estava longe dos amigos não pesquei. Voltei para a parte funda mas sempre ficava de olho para ver como tava por lá.

Um pouco mais tarde convenci meu companheiro de quiosque o Milton ir cevar na parte rasa, pois no fundo as cacharas e tilápias não davam sossego.

Eu pesquei todo o verão com meus companheiros PIRANHA e BRUNO tentando pegar um tambão. Uma vez chegamos ficar três dias no Taquari em fevereiro na intenção de pegar os monstros. Meus brothers já sentirão esse gosto e eu infelizmente não. Somente alguns abaixo de 20kg.

Ainda na parte rasa o Piranha se junta a nós e as chances aumentaram, pois a quantidade de ceva aumentou muito, e os tambas realmente subiram. (Detalhe importante a comentar é que o dia não foi do pão, pois tentamos e nada somente as carpas entraram).

Continuamos os três nas miçangas e nada, eles estavam manhosos. Mais lembram do meu desejo de pegar um monstro? É esse dia chegou…

Estávamos todos com as nossas bóias cevadeiras arremessadas no mesmo lugar e de repente minha boinha some e a cevadeira corre, a fisgada foi certeira, mas o estranho é que o tamba fica na superficie rebojando parado, o Piranha fala esse é dos grandes, eu falei: não cara, não ta pesando, mais estranho ainda é que o peixe vem em minha direção sem brigar. Quando ele chega perto eu triste achando que era mais um pequeno, ele de repente da uma baita batida e some, o Piranha diz “não falei, não falei, é graaaaande”, o bicho some e tira mais de quarenta metros de linha, só que não para o fundo e sim paralelo a mureta, isso me deixou com mais medo pois a linha podia encostar no cimento. O medo aumenta pois lembro que estava com anzol muito pequeno, uma espécie de mini robaleiro.

Ai sim o coração dispara e lembro de quantos peixes grandes já perdi, solto a fricção e rezo, trabalho devagar, a galera recolhe todas as tralhas e só me ajudam.

Depois de 40 minutos de briga o bicho se entrega e eu grito: “meu sonho, meu sonho”. O Pira joga o bicho no passaguá e eu não acredito, eu já ficaria feliz com um acima dos 20kg, mas Deus é muito bom e me deu um brutão. Vejam algumas fotinhos…. 30kg?????

Depois disso foi só abrir uma latinha de breja e agradecer a deus e aos amigos pela força.

Mas como sou fominha continuei os arremessos.

O piranha ainda pegou mais algumas carpas capim.

Foi isso amigos, um dia iluminado, não em quantidade mas em qualidade, para comprovar que no taquari mesmo no frio os brutos estão ativos.

Um pesqueiro sensacional…

Um abraço a todos e vamos TRABAIÁ!!!!

J. Paulo

AGRADECIMENTOS

Pesqueiro Taquari

#taquari #fishingtur #pescaria #tambacu

0 visualização
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007