Clube Pescar - Luziânia - GO


Local: Clube Pescar - Luziânia - GO Data: Janeiro de 2017

Olá amigos leitores, para começar 2017 com o pé direito, a equipe Fishingtur esteve em peso no renomado Clube Pescar, localizado na cidade de Luziânia GO, em busca das gigantescas Pirararas e dos belíssimos Redondos que habitam seus lagos. Para melhores esclarecimentos, dividiremos essa matéria em 3 partes. Foram três datas diferentes dentro do mesmo mês de janeiro.

Parte 1 - Chico de Assis e Pedro Henrique Parte 2 - Chico de Assis e Renato Baeta Parte 3 - Marcio Pescador e Alexandre

Parte 1 (Relato por Renato e Chico)

Nosso integrante Chico de Assis juntamente com o amigo Pedro Henrique Maciel optaram por viajar de carro de MG a GO, chegando no Clube Pescar por volta das 15 Horas da segunda feira dia 09/01. Nessa empreitada, os equipamentos utilizados foram as renomadas carretilhas fornecidas por nossos parceiros da Penn Raíba carretilhas, abastecidas com linha monofilamento 0,70 mm e varas de ação pesada de 60 a 120 libras. Utilizaram iscas variadas, dentre elas (Tilápia viva, Pedaços de Tilápia, Lambari, Pirambóia e Ovo cozido). Malas devidamente acomodadas, traia arrumada, não demorou para que as primeiras Pirararas esticassem as linhas.

Rapidamente o Chicão já estava habituado ao pesqueiro e as fisgadas eram constantes.

Realmente foi uma pescaria muito exaustiva, exigindo ao máximo dos pescadores, mas encerrando-se na Quinta feira dia 12/01 com excelentes capturas.

Parte 2 (Relato por Renato Baeta)

Extremamente ansioso e entusiasmado pelos resultados obtidos na pescaria anterior, Eu (Renato Baeta) decidi retornar ao Clube Pescar no Domingo dia 22/01, e para a minha surpresa e alegria, nosso integrante Chico de Assis confirmou presença em mais essa aventura. Utilizamos a mesma linha de equipamentos e iscas da pescaria anterior. Optamos também pela viagem de carro, muito tranquila por sinal, chegando em Luziânia por volta das 14 horas. Arrumamos as tralhas e logo no segundo arremesso uma linda Pirarara esticou a linha.

Logo em seguida desabou uma forte chuva, e decidimos descansar para os próximos dias. Iniciamos os trabalhos do segundo dia com muita expectativa, pois a chuva ajudaria muito no aumento da atividade dos peixes, e foi dito e feito.

O Clube Pescar se destaca pela grande comodidade e excelente atendimento prestado ao pescador, com uma equipe de colaboradores super bem treinada para oferecer momentos inesquecíveis aos visitantes, restando assim uma única preocupação ao pescador, a captura dos troféus...

Parte 3 (Relato por Marcio Pescador)

Olá amigos! A pescaria dessa vez foi num pesqueiro que esta sendo reconhecido nos dias de hoje como um dos melhores do Brasil para a pesca das briguentas pirararas, o Clube Pescar do nosso amigo Cássio, localizado em Luziânia, pertinho de Brasília cerca de 60 km. Pescaria realizada nos dias 28.01 a 01.02.17 Nessa pescaria estávamos eu (Márcio) e meu amigo Alexander(Alex), nós dois já havíamos pescado nesse pesqueiro na mesma época do ano passado e como na primeira vez nós fizemos uma excelente pescaria, dessa vez estávamos ainda mais animados pois já conhecíamos o pesqueiro e seu potencial e dessa vez já com um pouco mais de conhecimento do local, o que acho muito importante para cada vez ter mais resultados, estávamos ansiosos sabendo que essa pescaria prometia e muito. Chegamos no pesqueiro no Sábado por volta das 13 horas. Tínhamos em mente chegar esse horário nos acomodarmos, montar as varas tranquilamente e começar a pescaria somente a noite. Eu fui com a finalidade de pescar somente pirararas e o Alex ia pescar também um pouco de tambas no lago de frente das acomodações. Alex vendo o quanto os peixes estavam ativos rebojando muito na superfície e vendo os pescadores que já estavam ali pegando muito não resistiu e começou a pescar. Usando cevadeira e como isca a goiabada, era um tamba fisgado a cada arremesso porém não eram grandes. Ele armou também um equipamento leve com salsicha de fundo atrás das pequenas pirararas que haviam sido soltas nesse lago, cerca de 200 unidades. São pequenas mas com material leve se torna uma pescaria divertida.

O Alex ficou a tarde inteira brincando nesse lago com os tambas e as pirinhas pegando praticamente um peixe a cada arremesso, não foram tiradas fotos pois como já disse eram pequenos como esses das fotos acima.

Primeira noite

Levei as varas que estavam montadas no quarto para o lago das pirararas, escolhi um ponto e armei 4 varas, duas com tilapinhas vivas e duas com tuviras. Após uns 30 minutos a primeira pira da pescaria resolveu aparecer de tamanho médio, já me deixando feliz pois estava abrindo os trabalhos rs...

Depois dessa pira demorou um pouco para puxar a próxima porém começaram bater uma sequencia de piras sendo duas bonitas de bom porte, estavam gordas, pesadas e uma de menor porte.

Até esse momento eu estava sozinho no lago pois o Alex devido ter ficado pescando o dia todo no lago dos tambas, ficou cansado e acabou que entrou a noite ele dormiu, não chegou nem a armar varas no lago das piras nessa primeira noite e para minha sorte ou azar bateram duas piras bem grandes na sequencia e como estava sozinho não tirei nenhuma da água e muito menos tirei fotos, somente tirando o anzol e liberando elas, uma pena, daí percebi que devido o porte das piras que começaram a bater e o lago estar um pouco baixo tendo que descer para tirar o peixe, sozinho seria impossível eu continuar com a pescaria pois ia me desgastar e provavelmente judiar dos peixes se eu tentasse pegar sozinho nessas condições para tentar uma eventual foto. Sendo assim as 01h30min resolvi encerrar a pescaria dessa noite e ir dormir pois ainda teria mais 3 noites de pescaria. Acordamos, fomos tomar o café da manhã e conversando, o Alex achou melhor aderir também a estratégia que eu já tinha em mente que era pescar somente durante a noite e usar o dia para dormir e descansar pois como o lago dos tambas é muito ativo dificilmente a pessoa aguenta pescar durante o dia e depois a noite ir nas piras. Sendo assim pescamos nas 3 noites seguintes das 20 horas ate as 07 da manhã.

Segunda noite: As iscas usadas foram: tilápias, lambaris e tuviras vivas e pedaços grandes de tilápias. A primeira a aparecer foi uma das famosas “boquinhas”, difícil alguém ir no Pescar e não fisgar elas pois são famintas.

Na sequencia tanto eu quanto o Alex fisgamos duas medianas e duas menores.

Seguindo mais quatro de bom porte.

O Alex fisga mais duas de bom porte e mais uma “boquinha”.

Conversando com o Miguel (funcionário do pesqueiro), ele dá a dica de armar uma vara num ponto distante, não havia problema pois estávamos só nós no lago. Isquei um lambari e levei ela longe no ponto indicado pelo Miguel e foram 10 minutos e o alarme dispara e o Alex foi fisgar por ser mais ágil do que eu rs.... cheguei bem depois, essa pira foi uma das mais briguentas da pescaria e até revezamos a batalha sendo assim nós três participamos dessa captura, uma pira robusta, larga e comprida.

Após essa pirarara deu uma correria batendo mais oito de menor e médio porte.

Foi amanhecendo o dia, a noite já tinha sido ótima mais o melhor estava por vir...dois alarmes tocam e ambas tomando linhas loucamente com as varas ainda nos suportes denunciando serem duas brutas. Após muita briga de ambas, elas se atracaram e foi uma imensa felicidade pois eram duas monstras passando facilmente dos 40 kg. Dublê de piras desse porte parecia um sonho rs...

Uma delas foi a maior pirarara que já vi pessoalmente, é difícil dizer mas acredito pesar uns 50 Kg, pois medimos e deu 1,5 mts e eu não conseguia carregar ela devido ao peso e por eu já estar exausto pela briga. Estávamos exaustos, fui recolher as varas para encerrar mais uma noite e quando fui pegar a última vara, mais uma pira puxa hehe, tamanho mediano mas bem bonita.

Terceira noite Essa noite foi corrida pois foi a noite de 5 dublês e um quadriple rs... No começo dessa noite batem 2 piras de bom porte.

O Alex fisga mais uma “boquinha”.

Fisgo uma bonita pira,comprida e gorda

Reparem que eu e essa pira temos algo em comum, a barriga, ambas salientes rs...

Fizemos dois dublês seguidos, não tiramos foto pois não havia mais ninguém no lago mas num terceiro, o Miguel estava ali e tirou foto pra gente.

Bateram mais duas piras médias.

E mais um dublê, dessa vez nos viramos com a máquina no temporizador.

Bate uma sequencia de algumas de pequeno, outras de bom porte.

Depois tanto o Alex quanto eu pegamos umas maiores.

De repente loucura...começaram a tocar vários alarmes saindo quadriplê e depois mais piras, loucura total.

Começa amanhecer o dia, nesse horário as grandes costumam comer, mas primeiro entra uma comprida, mais estava magra.

E em seguida uma monstra, comprida larga e gorda.

Solto ela e encerramos mais uma noite.

Quarta e última noite

Até então havíamos pego praticamente só piras médias e grandes e tinha esquecido as tilápias lá perto do quarto, comecei a pescar com salsichas e mortadelas, resultado:só pirinhas pequenas, uma sequencia, eram do tamanho dessas abaixo nas fotos.

Com isso podemos ver que a isca faz total diferença e fui mais que depressa buscar as tilápias e tuviras pois não queria pegar essas pirinhas. O Alex pega uma das escuronas e mais duas medianas e eu mais uma.

E para não perder o costume eram 5 da manhã, horário de bater as monstras haha e não foi diferente bateu uma bela pira, gorda !!!

Em seguida pego mais uma e o Alex também pegando uma linda e grande pira.

Amanhece o dia e dessa vez não só iriamos encerrar a noite mas também a pescaria mesmo pois chegou o dia de partir e fechando com chave de ouro mais um dublê.

Resumo da pescaria: Como só pescamos durante a noite, o total de horas que as varas ficaram armadas foram cerca de 38hs e o número de pirararas capturadas passaram facilmente de 70 unidades. Assim encerro este relato podendo dizer que essa foi a melhor pescaria que realizei até hoje, pois tudo foi favorável desde a viagem, o tempo, o pesqueiro não estar cheio, a quantidade e qualidade dos peixes capturados, enfim todos os detalhes foram favoráveis.

Gostaria de agradecer ao parceiro de pesca Alex pela ótima companhia e ajuda. Ao Cassio, Lucimar, Miguel e demais funcionários do pesqueiro pela ótima recepção e atendimento fazendo com que nossa pescaria tenha sido realmente perfeita e inesquecível.

Espero que tenham gostado desse relato, abraço a todos.

Abraços e boas pescarias

Equipe Fishingtur

AGRADECIMENTOS

Clube Pescar - Luziânia - GO

#ClubePescar #Luziânia #Goiás #PescariadePeso #GigantesPirararas #Emoçãonapontadalinha #PeixesdeCouro #GoiásterradeGigantes

0 visualização
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

Fishingtur Pesca e Turismo 2007