Clube Pescar – Uma inesquecível pescaria em família


Olá amigos da Pesca Esportiva!

Meu nome é Felipe e estou trazendo a vocês mais uma matéria realizada no maravilhoso Pesqueiro Clube Pescar, na cidade de Luziânia a 61 km do aeroporto de Brasilia. Embarcamos nessa viajem Eu, meu Pai (Ronaldo) , minha Mãe (Elizabete) e minha namorada (Paloma). Seguimos na quinta feira dia 02 de Abril as 20h02min, e chegamos em Brasilia as 21h48min logo, fomos recebido pelo Alex, responsável pelo qual faz o translado Aeroporto/Clube Pescar/Aeroporto. No caminho ele (Alex) já foi nos dando algumas dicas do pesqueiro como iscas, lugares e demais. Mas nós já havíamos nos precavido e lemos todas as matérias do Fishingtur deste local antes da viajem, a ansiedade era imensa. Ao chegarmos no Clube Pescar as 23h00min da noite, já fomos recebido pelo Junior (gerente do Pesqueiro), onde nos recepcionou muito bem já fornecendo as iscas conforme nós encomendamos dias antes. Em seguida, fomos nos instalar nos apartamentos que ficam a 2 mtrs do lago, inesquecível. Ali mesmo, já arrumamos nossas tralhas de pesca e fomos para o lago grande, já que saímos em busca das Pirararas. Começamos a pescar às 00h00min com Minhocoçú e Tuvira, tanto no fundo, quanto na boia com chicote de 2mtrs. Exatamente às 01h06min da manhã, a primeira catracada na carretilha Peen 309 do meu Pai já acontece, essa foi pega na Minhococú na Boia com chicote de 2 mtrs a uns 20 metros da Margem, depois de 10 minutinhos de briga já se entregou, pequena mas valente Pirarara.

Pirarara - Ronaldo

Linha na água de novo e a torcida pela espera de mais Pirararas. 1 hora depois as 02h02min a mesma vara novamente enverga e toma linha, mais uma Pirarara que meu Pai pegou veio pra foto, ambas muito parecidas no tamanhos, mas pescador que é pescador, só de ver ela ali em seus braços já fica satisfeito independente do tamanho. OBS.: A Pirarara tem uma característica única para se diferenciar das outras Pirararas, a mancha preta em sua barriga, cada uma possui um “formato” diferente.

Pirarara - Ronaldo

Ainda fisguei outra de menor porte, sem fotos. Depois dessa resolvemos ir dormir já que eram 3h00min da manha, e no dia anterior havíamos trabalhado o dia todo, e as mulheres já estavam dormindo no chalé desde que chegamos, portanto, finalizamos assim nossa noite com 3 horas de pesca e 3 Pirararas pegas. Ao acordar no dia seguinte ficamos do lado oposto ficado o dia anterior a noite, devido ao forte Sol e sem cobertura. De manhã armada as varas de Pirararas, saio para ver se conseguia pegar uns Tucunarés, vejam o resultado:

Tucunarés - Felipe

No dia 03, o pesqueiro encheu muito, e Pirararas mesmo jogando lá no meio ou perto não saíram, mas ainda sim quando foi as 22h39min consigo pegar meu único exemplar de Pirarara daquele dia, esse um pouco maior que os demais.

Pirarara - Felipe

Fomos dormir após um longo dia de pescaria sem muito sucesso. No dia seguinte, dia 04, acordamos logo pela manha e nos instalamos no fim do lagão. Durante o dia vários Tambacus foram fisgados no sistema boia torpedo chicote 3 mtrs e mafish de queijo como isca. Até que brinco com meu Pai dizendo, poderia entrar uma Pirarara no meio né?! Passou 10 minutos, as 16:20 hs uma briga mais intensa e mais pesada que as normais acontece na vara de minha namorada, quando chega perto, aquela rebojada e vejo o rabo vermelho, falo, “é Pirarara “, não grande, mas de novo mais uma Pirarara.

Felipe e Paloma

Era jogar e pegar Tambacus, na caída foram diversos, pequenos, já que os grandes ficam no lago menor. Às 17h12min minutos mais uma Pirarara usando mafish novamente como isca veio para a foto.

Pirarara - Felipe

Com o fim de tarde caindo, resolvo jogar 2 varas do lado oposto onde eu estava com Cabeça de Tilápia e posta de Tilápia, para ver se saia alguma Pirarara maior. Passados 30 min às 18h22min a catracada acontece e eu saio correndo por aquele lago imenso rs. Cheguei no local e vejo que pela briga já demonstrava ser uma Pirarara maior, passado uns 15 min de briga ela veio para a foto.

Pirarara - Felipe

Após a soltura, jogo outra cabeça de Tilápia, e volto para o meu lugar, às 18h47min eu estava tirando um Tambacu quando o alarme da carretilha acionou novamente e não parou, sinal de Pirarara grande, falei para meu Pai ir e conferir, ele chegou e confirmou, é grande essa, após 30 min de briga uma belíssima Pirarara beirando os 30 Kg apareceu e foi para a foto.