• Washington Praxedes

Pesqueiro Castelinho – Cada pescaria, um novo recorde.

Pescaria realizada nos dias 2 a 5 de novembro de 2006 Pesqueiro castelinho – São Pedro Olá pescadores, Nesse feriado nossa equipe passou 4 dias no Castelinho. Tivemos o prazer de pescar junto com Bruno e com nossos amigos do Paraná, o Fabiano e a Cristina. Um grande abraço a todos. Nossa pescaria começou com a companhia de São Pedro, debaixo de muita chuva nos dois primeiros dias e somente no sábado e domingo que o tempo melhorou um pouco. Nosso primeiro bom peixe dessa pescaria foi uma bela cachara, fisgada com ½ corvina, iscada em um anzol direto na linha 0,60mm com uma chumbada pequena e arremessada no meio do lago. Nosso amigo Fabiano também teve sua vez, fisgou outra cacharinha usando a salsicha de fundo Essa foi a segunda pescaria de nosso amigo no Castelinho. Ele rodou mais de 700km pra chegar até o pesqueiro, indo em busca das tão faladas pirararas. Mas o tempo ruim desanimou um pouco, mas na tarde de sábado, Ele iscou em uma das varas um pequeno chuveirinho de tilápias com uma coxinha de massa para fisgar carpas ou pacus. Estávamos todos almoçando um belo churrasco feito pelo Fabiano quando sua varinha envergou bem devagar algumas vezes. Ele então confirmou a fisgada e a danada começou a correr e levar muita linha. Foi uma briga e tanto. Nunca ví tantas pessoas ao redor. Realmente foi um show de pesca. Depois de mais de 55 minutos a bichona se rendeu. Vocês não imaginam a emoção de nosso amigo ao fisgar pela primeira vez uma pirarara e logo de cara travar uma briga com uma gigante Com certeza, essa já valeu pelo esforço e por toda a viagem e vejam só. Era um equipamento inadequado para a pesca de pirararas, com anzóis bem pequenos e frágeis e um isca nada comum. Mas enfim, pescaria tem essas coisas. Ele não se conteve e foi pra dentro da água pra ver de pertinho a bichona indo embora. Valeu Fabiano, que essa seja a primeira de muitas. Durante o dia a diversão era por conta dos pacus de 1 a 5kg, usando salsicha flutuando ou bóia cevadeira com miçanga. Era um atrás do outro. Durante a noite adotamos a técnica do Bruno, deixando a cabeça ou o rabo de um Corimba encostado na margem. Logo de cara minha vara com linha 0,70mm, com rabo de corimba envergou e quase foi para a água. A fricção estava tão fechada que não dava nem pra puxar com a mão, mas a danada levou a linha facilmente e infelizmente ela foi pra baixo do restaurante e estourou a linha. Nessa mesma noite, as 4:30 da manhã, outro equipamento com linha 0,80mm, também com cabeça de corimba só não foi pra água porque nosso amigo Bruno estava por perto e segurou a bichona.Depois foi uma briga feia. A força era tanta que mesmo ajoelhado não tinha como segurar o bicho. Depois de um tempo, vc nem sente mais os braços, ficam dormentes de tanta força que vc faz. Mas depois de alguns bons minutos mais um troféu e mais um record. Eu estava usando linha e chicote de linha 0,80mm com anzol 8/0 e uma chumbada pequena 40gr e deixe a cabeça do corimba encostada na margem, no fundo. Imaginem a força de uma pirarara de 58kg ou mais que tem no castelinho. Deve ser coisa de louco.!!!!!!!!! Na manhã seguinte, nosso amigo Diego estava usando bóia de arremesso com uma Tuvira, perto da plataforma e engatou outra danada. Durante o dia a pesca com salsicha flutuando é muito produtiva, mas como o tempo estava ruim e ventando muito, os tambas não estavam subindo, mas mesmo assim alguns deles saíram. Nosso amigo Anderson também fisgou belos exemplares com bóia cevadeira e miçanga. O maior deles foi esse belo peixe. E foi isso. Uma pescaria com menos quantidade, mas ótimos peixes. Outros pescadores fisgaram mais 4 pirararas durante o dia com salsicha e pirambóia e um belo pintado de 22kg, fisgado com massa de fundo. Infelizmente até agora não recebi as fotos. Gostaria de agradecer ao Bruno pela parceria e pelo bate-papo nesses quatro dias. Ao Fabiano e a Cris pela diversão e pelo churrasco. Ao Adeilton, Diego, Anderson e toda a rapaziada que estava lá. Não poderia deixar de agradecer ao Roberto e ao Alexandre por mais essa oportunidade. Quando forem ao Castelinho, não deixem de experimentar o lanche prensado que o Roberto faz a noite. É muito bom. Logo mais outras pescarias no castelinho. Nosso objetivo maior é fisgar a tão falada pirarara de 58kg que já deve estar com uns 60kg+-












Fotos por (Marcio Davis e Adimir David)


#FISHINGTUR #PESQUEIRO #PESCAESPORTIVA #PESCARIA #PESQUEESOLTE

#PESCA #FISHING #TAMBAQUI #TAMBACU #PESQUEEPAGUE #SPORTFISHING #PESCABRASIL #CLUBEDEPESCA #ANZOLSEMFARPA #PIRARARA #PEIXESDECOURO

10 visualizações
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007