• Washington Praxedes

Pesqueiro Castelinho - Novos Recordes da Equipe Própesca no Pesq. Castelinho

Local: Castelinho Pesca e Lazer - São Pedro – SP Data: 07 a 10 de setembro de 2006 Olá amigos. Nossa equipe passou o feriado de 7 de setembro no Pesq. Castelinho e dividimos a pescaria com muitos amigos e leitores do site. Gostaria de mandar um abraço pro Norberto, Renato e Eduardo do ABC Fishing Team entre outros amigos. Começamos nossa pescaria no lago central. Ficamos na plataforma, arremessando para o lado mais raso do lago. Estávamos em 06 pescadores e usamos os mais diversos tipos de equipamentos e as mais diversas iscas, como: pão de queijo, salsicha, massas, postas de piau, manjubinha, corvina, camarão, tripa de galinha e lambari. Depois do almoço, com o sol rachando em nossas cabeças, percebi que algumas pirararas estavam desfilando pelo lago na superfície. Foi aí que montei um equipamento com bóia de arremesso, chicote de 30cm, com linha 0,50 e anzol direto na linha. Isquei uma manjubinha inteira. Arremessei não muito longe e em menos de 2 minutos a bichona levou embora. Depois de 30 minutos de briga a danada encostou. Eu estava usando uma carretilha Shimano Calcutta 400, com linha 0,37mm. Dez minutos depois de soltar a pirarara de 22kg, Fisguei outra, porém depois de 5 minutos de briga o anzol partiu ao meio. Troquei o equipamento. Colocando um anzol mais reforçado e arremessei a bóia com um pedaço pequeno de Piau. Assim que a bóia bateu na água, não deu temo nem de esticar a linha e novamente a bóia afundou. Eu estava com um equipamento mais leve, com linha 0,38mm. Tive que sair da plataforma e caminhar ao redor do lago para evitar que o peixe fosse pra baixo da plataforma, onde com certeza a linha iria estourar. Depois de um pouco mais de 1 hora a gigantesca Pirarara chegou perto do barranco, mas não tinha como tira-la da água. Como tinha apostado com alguns amigos que se fosse maior de 30kg , eu entraria na água. Paguei a dívida. Entrei e tive o prazer de abraçar essa danada. Essa Pirarara foi meu Record em pirararas até o momento (40kg) Tão emocionante quanto fisgar um peixe desse tamanho, é poder estar ali com ele, dentro da água e vê-lo ir embora. Por isso sempre digo: Pescar e soltar, sempre!!!!! A tarde realmente estava para as pirararas. Com o mesmo tipo de equipamento nossa equipe perdeu mais 5 peixes. Ora escapava durante a briga, ora estourava a linha. Em outro equipamento de fundo, fisguei um tambaqui de 5kg com tripa de galinha e uma bela carpa espelho de 8kg com salsicha. Nosso amigo Clayton Fujiwara fisgou um Tamba de aprox. 4 kg com salsicha no fundo No dia seguinte, ficamos no lago anexo ao lago central, onde fisgamos inúmeros pacus de até 3,5kg com bóia cevadeira e miçanga. Montamos também alguns equipamentos com lambari vivo na superfície encostado a margem, esperando o bote das cacharas, porém para nossa surpresa fizemos uma ótima pescaria de Tucunarés de até 2,5kg Nos lagos do Castelinho é comum ver tucunarés nas margens o tempo todo. Pescaria feita, matéria realizada. Domingão, hora de voltar pra São Paulo. Acordei um pouco mais tarde, tomei um belo café da manhã, guardei todo o equipamento e deixei somente um montado, com bóia cevadeira, e chicote de 1mt com anzol direto na linha 0,50mm. Deixando a teimosia falar mais alto, peguei algumas salsichas e fui arriscar alguns arremessos com salsicha flutuando no outro canto do lago, onde é bem raso e tem uma”casinha” dentro da água. Arremessei a salsicha flutuando bem próxima a margem, perto da casinha e começamos a conversar com um casal de amigos Fabiano e Cristina Rangel, que vieram de Londrina especialmente para conhecer as famosas pirararas do castelinho. Quando percebi, minha bóia estava passeando pela margem. Comecei a recolher a linha e a danada começou a brigar. Por sorte ela saiu de trás da casinha e correu pro meio do lago. Depois de uns 15 minutinhos de briga tive o prazer de tirar essa foto com nosso amigo Fabiano Rangel. Logo depois de ter soltado essa cachara, montei novamente com ½ salsicha flutuando deixei encostada na margem no local mais raso do lago e em seguida presenciei um explosão na água. Imaginem um Tamba de 32kg atacando a salsicha flutuando como um tucuna ataca uma artificial. Foi um barulho fora do comum e o danado correu pra dentro da casinha, atravessou e correu uns 20 metros. Travei um pouco e por sorte ele voltou exatamente pelo mesmo lugar. Sorte assim, nunca mais. Mais uma vez, apostei sem esperança alguma, que se o peixe tivesse mais de 20kg, eu iria beijar o peixe na boca. Putz, meu amigo Adeilton segurou o danado e eu paguei a aposta. rsss rssss Bom, depois desse gigantinho, e quebrando outro Record pessoal em tambaquis, acabei de arrumar a tralha e fui embora feliz. Em breve estarei fazendo outras matérias no Castelinho, mostrando, se deus quiser as tão faladas pirararas de até 58kg e os belos dourados que agora tem um lago próprio.












Gostaria de agradecer ao Alexandre, ao Roberto e a toda rapaziada do Castelinho. Um forte abraço e boas pescarias. Marcio David Fotos por: Marcio David / Adeilton / Clayton / Adimir David


#FISHINGTUR #PESQUEIRO #PESCAESPORTIVA #PESCARIA #PESQUEESOLTE

#PESCA #FISHING #TAMBAQUI #TAMBACU #PESQUEEPAGUE #SPORTFISHING #PESCABRASIL #CLUBEDEPESCA #ANZOLSEMFARPA #PIRARARA #PEIXESDECOURO

0 visualização
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

Fishingtur Pesca e Turismo 2007