• Washington Praxedes

Pesqueiro Castelinho - Pescaria de redondos e pirararas

São Pedro – SP , 12 e 13 de janeiro de 2009 Ola amigos pescadores Começamos o ano passando Dois dias no pesqueiro castelinho em são Pedro , interior de são Paulo , fomos eu , o Rafa , o Thiago , o Rodrigo , o Poser e o Du , como de costume saímos cedo de são Paulo e passamos em americana para comprar iscas , levamos minhocuçu , tuvira , salsichas , guelra e cabeça de tilápia , fígado de boi , tripa de galinha e massas. Chegamos ao castelinho por volta das 6 horas da manha da segunda , e ficamos em nosso ponto costumeiro ao lado da plataforma do lago principal. E como sempre começamos montando varas para as pirararas que sempre são os principais alvos das pescarias no castelinho. Geralmente fazemos 3 tipos de montagem básicas para a pesca de pirarara: 1- Linha da carretilha – anzol = essa montagem é usada para iscas mais estáticas como salsicha , minhocoçu , guelra e cabeça de tilapia . podendo ou não ser usado um empate de aço antes do anzol . apesar da pirarara não ter dentes mas pescando com salsicha ou minhocoçu sempre se corre o risco de entrar um redondo. 2- Linha da carretilha – chumbada solta na linha – anzol = montagem usada para iscas que se movem como a tuvira , pirambóia ou pequenas tilapias , isso diminui o risco da isca ir para o mato ou enrosco , coisa que acontece muito no castelinho devido a abundancia de estruturas submersas. 3- Linha da carretilha – bóia torpedinho – chicote de + ou – 1 metro – anzol = montagem que serve para pesca perto da plataforma ou mesmo perto da margem , muito eficiente com minhocoçu e tuvira . Como no castelinho existem pirararas acima dos 40 kilos e o lago sendo grande geralmente usamos carretilhas de perfil alto , pois suportam mais linha de uma bitola maior , geralmente usamos linha monofilamento 0.60 , não usamos muito as linhas de multifilamentos devido ao grande numero de estruturas que tem no castelinho , então acontece de raspar muito a linha , e a linha multifilamento não tem tanta resistência a esse tipo de atrito . Bom , equipamentos na água e logo a primeira pira do dia aparece , estava minha vara montada no píer com minhocoçu de fundo , a corrida da pirarara eh rigorosa e rápida , então se você tiver pouca linha na carretilha você corre o risco de perder o peixe . depois de alguns minutos de briga foi a primeira pirarara do ano para foto. Ao decorrer dos dias foram pegas muitas outras piras , principalmente no entorno da plataforma, as iscas que tiveram mais resultados foram os minhocoçus e a tuvira , sendo que a maioria foi mesmo no minhocoçu de fundo, mas também foram pegas com tuvira na bóia, e com guelra de tilapia de fundo . Durante a noite usamos praticamente as mesmas tecnicas, mas a salsicha também apresentou boas ações, o problemas é que muitas piras foram perdidas pois elas assim que são fisgadas já correm para baixo da plataforma , e mesmo com linhas mais grossa a maioria estourava. A pesca de pira sempre da mais resultado na parte da manha e da noite, e por ser uma pesca de espera sempre armamos nossas cevadeiras e vamos atrás dos redondos. No castelinhos usamos dois dois tipos básicos de montagem para a pesca dos redondos. 1 – linha da carretilha – bóias cevadeira – chicote de mais ou menos 2 metros e meio – boinha guia – anzol de robalo 2/0 ou 3/0 = nesse tipo de montagem colocamos miçanga, E.V.A, guabi na pinga, salsicha, pão. 2 – linha da carretilha – chumbada solta na linha – boia torpedo ou mesmo cevadeira – chicote curto ( 1 metro + ou - ) – empate de aço – anzol ( geralmente um maruseigo ou mesmo de robalo grande ) = essa montagem serve para minhocoçu, tripa de galinha, fígado de galinha, o chumbo poita a bóia, fazendo ela ficar parada no mesmo lugar mesmo com vento. Para a pesca dos redondos usamos varas mais longas como a pampo da marca albatroz ou a kenzaki da marca sumax , são varas com mais de 2,5 metros, que ajudam muito na hora de arremessos mais longos, e usamos carretilhas de perfil baixo , geralmente com linha 0.35 a 0.40 , pois essas carretilhas permitem um arremesso mais longo e um reclhimento mais rápido, devido ao fato de você ter que fazer muitos arremessos durante a pescaria . Nesse dia começamos cevando e tentamos miçangas e E.V.A , mas os peixes estavam extremamente manhosos, então partimos para o pão , a pesca de pão eh fácil , iscamos o pão dando uma trançada no anzol, como se estivéssemos iscando um bolo de minhoca , e usamos um alfinete na bóia, que prendemos o olho do anzol, apenas para facilitar o arremesso , mas como o pão ao ser molhado se desfaz, ao se arremessar uma vez não se deve mexer mais na bóia , assim o anzol fica dentro do pão até o ataque do peixe, para o pão ficar melhor para iscar compramos pão no dia anterior de deixamos fechado em saco de mercado, de plástico, assim ele fica mucho, meio borrachento, esse é o ponto ideal. Ao começar com o pão logo os resultados apareceram , foram tambaquis e tambacus , alem de alguns pacus. Pode ser impressão minha mas geralmente no pão batem peixes grandes, e nesse caso bateram muitos tambaquis, um peixe não tão comum como o tambacu, e que na minha opinião é mais forte que o tambacu proporcionando uma briga mais forte e demorada. Mas a maioria das ações no pão foram mesmo dos bons e velhos tambacus. que nunca nos deixam na Mao no castelinho, geralmente saindo durante todo dia, mas principalmente no fim de tarde. E foi isso amigos, a nossa primeira pescaria do ano, não poderia ser em um lugar melhor, não caiu nem uma gota de chuva , um calor delicioso, pouco vento e bons peixes, as gigantes pirararas não deram as caras, mas fica para uma próxima vez.















E não posso esquecer de agradecer a equipe do castelinho, Robertinho, Alexandre e Cia. que sempre nos recebem muito bem, com toda atenção e sempre nos dando as dicas e sugestões para melhorar nossa pescaria.

Queria também desejar um ano novo com muitas pescarias, alegrias, saúde, e paz para todos nossos leitores que sempre vem conversar com a gente durante nossas pescarias. Um grande abraços a todos E boas pescarias

Marcel Nakashima

Equipe fishingtur

Texto : Marcel Nakashima

Fotos: Marcel , poser , rafa , Thiago , Edu e rodrigo


#FISHINGTUR #PESQUEIRO #PESCAESPORTIVA #PESCARIA #PESQUEESOLTE

#PESCA #FISHING #TAMBAQUI #TAMBACU #PESQUEEPAGUE #SPORTFISHING #PESCABRASIL #CLUBEDEPESCA #ANZOLSEMFARPA #PIRARARA #PEIXESDECOURO

34 visualizações0 comentário
Contato Fishingtur

Parceiros

Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo