• Washington Praxedes

Pesqueiro Castelinho – Um gigantesco troféu na pescaria de amigo Ricardo


Local: Pesqueiro Castelinho – São Pedro – SP Data: 05 de novembro de 2010 Olá pescadores, Meu nome é Ricardo Massaro e vou relatar para vocês como foi a pescaria que realizei no Pesqueiro Castelinho, que para mim, é um dos melhores pesqueiros de SP. Saí de SP na tarde do dia 05/11, e cheguei por volta das 17.30hs. Descarreguei a tralha, montei a barraca em um local apropriado pois estava caindo um verdadeiro temporal (tem uma cobertura que protege muito bem da chuva) e lancei as iscas na água. Levei para esta pescaria os seguintes equipamentos: - Vara Evolution GT, 1,98m da Marine Sports 80 lbs, com Carretilha Black Max 50 - Marine Sports e linha mono 0,90 mm; - Vara Elite da Okuma 1,80m de 100 lbs, com carretilha Ultimate também da Okuma e linha mono 0,70 mm; - Vara Aruana de 50 lbs 1,95m e carretilha Fierro 6000 da Marine Sports com linha multi 0,42 mm; - Vara Apache III da Felming 1,83m de 25 lbs e carretilha Intruder 300 da Marine com linha multi 0,30 mm; - Vara Carisma da Star River 2,40m de 20 lbs e carretilha Caster da Marine com linha mono 0,35 mm; - Vara Eliminator Daiwa 1,80m de 17 lbs e carretilha Brisa GTO 3000 da Marine com linha mono 0,35 mm. Os 03 primeiros equipamentos eram os mais reforçados, utilizados principalmente para a pesca das pirararas, que no Castelinho já estão na casa dos 70 kg!!! Os demais foram utilizados para a pesca de tambas, porém por algumas vezes, como vou relatar abaixo, também foram alvo das piras. Levei de isca: 30 minhocuçus, salsicha, tuvira e cabeça de corvina (disponível no pesqueiro), além de pão e ração para os tambas. Armei de 03 equipamentos do lado esquerdo do quiosque, e dois do lado direito. Quando acabei de montar os equipamentos e arrumar as coisas, fui até a recepção pegar o lampião, isto por volta das 19.00hs. Depois de 05 minutos de conversa com o Roberto e com o Diego (que pescou durante esta semana no Castelinho e tirou uma pira de aprox. 60 kg, além de outras também de bom porte), resolvi voltar para meu quiosque. Lá de cima vi que uma das varas totalmente envergada e tomando linha. Desci o barranco correndo e cai com um pé dentro da água, levantei, tirei a vara do suporte e dei umas três fisgadas bem fortes. A hora que o peixe sentiu que estava fisgado, começou a correria….primeiro ela tentou entrar em baixo do restaurante, precisei fazer muita força para que ela não enroscasse, consegui travar e ela começou a tomar linha em direção a plataforma….fiquei desesperado, pois pela força e pelo peso, já sabia que era uma das grandes. Fiquei nesse cabo de guerra por +/- 5 minutos, até que o peixe disparou de vez para entrar em baixo dos aguapés da plataforma. A fricção estava totalmente travada e o peixe tomando linha, não tive dúvida, comecei a travar com o dedo e tentei subir o barranco para ganhar alguns metros de linha….consegui ganhar algumas bolhas e o peixe literalmente me puxou para baixo, mas felizmente consegui segurar sua arrancada em direção ao enrosco. Depois deste susto e de mais alguns minutos, consegui trazê-la próxima ao barranco. Sabia que era uma pira grande, mas só tive noção do seu tamanho quando tentei tirar ela da água…tive que largar a vara e puxar com as duas mãos!!! Tirei uma foto no chão e tentei programar a máquina para tirar as fotos, mas não consegui. Pedi ajuda para um pescador que estava próximo e ele tirou as fotos desta gigantesca pirarara. Estava com a balança digital da Maruri para 50kg, mas não pesei pois poderia machucar o peixe se o colocasse no passaguá. Acredito que esta pira já esta na casa dos 50kg, talvez um pouco mais, talvez um pouco menos, só sei que era uma pira realmente muito pesada. Além de ser um peixe graaaaannnnndddeeeee, era também muito gordo. Chegar neste lugar sensacional e logo o 1º peixe ser um deste tamanho já valeu a viagem!!! Sem palavras para descrever a emoção que se passa ao tirar um peixe deste da água. Fiquei muito animado, afinal, a noite estava somente começando. Porém, depois desta pira, paradeira geral. Fiquei até 01.00hs aprox. sem nenhuma ação. Neste meio tempo, o pescador que me ajudou com as fotos, estava pescando na ilha ao lado do restaurante e deixou algumas varas armadas do lado esquerdo da ponte que leva até a recepção. Perdi as contas de quantas vezes o alarme disparou, eles devem ter tirado no mínimo umas 10 piras. Na outra margem, ao lado da plataforma, também saíram algumas piras. Fiquei observando no meio do lago bastante movimento da flor da água, e alguns estouros que pareciam ser de pirarara. Como não tinha ação no barranco, montei a vara de tamba com uma bóia torpedo das bóias barão, chicote de 1,5m com linha mono 0,50mm e anzol chinu 6/0, usando minhocuçu como isca. Depois de 30 minutos vejo a linha esticar bem devagar. Travei e vim trazendo um peixe bem pesado, mas não sabia o que era. Achei que fosse um tambão, mas quando chegou perto o rabo vermelho apareceu, jogou água pra tudo que é lado e tchau tchau…estourou a linha 0,35mm… Montei outro conjunto e de novo, linha esticada e créu…mais uma correria. Agora trabalhei melhor o peixe e tirei uma pequena pirarara! E foi assim até às 05.30hs, tive sete ações, 06 na bóia torpedo com minhocuçu (tirei 03 e 03 estouraram tudo, estão levando a bóia para passear até agora rsrsrs..) e um grande exemplar na salsicha de fundo, que fiquei brigando por uns 20 minutos e tive que travar quando foi em direção à plataforma, mais um belo peixe que escapou. Durante a madrugada, chegaram mais alguns pescadores. O Marcelo ficou alojado do meu lado esquerdo, bem próximo dos aguapés, e o Bruno Pirarara, ficou um pouco mais à direita, depois do bambuzal. O Marcelo pegou de cara duas piras com salsicha, uma pequena (não tirei foto) e este belo exemplar, que fui ajudá-lo a tirar da água. O Bruno arrumou suas tralhas e foi descansar. Logo pela manhã, engatou duas belas piras com minhocuçu, ambas com 15kg, porém só tirei foto de uma delas. E os peixes continuavam saindo por todos os cantos do lago, fazia tempo que não via sair tanta pirarara assim no Castelinho. Tinha programado de ficar até domingo, mas já estava satisfeito com a quantidade de peixes e resolvi voltar mais cedo.



















Gostaria de mandar um abraço aos amigos Marcelo e Bruno, e agradecer ao Roberto, Alexandre e Orlando pelo atendimento nota 10!! Agradeço também ao Fishingtur pelo espaço cedido no site. É isso ai pessoal, prepare a tralha e não deixe de visitar o Castelinho!!!! Esta temporada promete grandes troféus! Abraços, Ricardo Massaro.” AGRADECIMENTOS Pesqueiro Castelinho


#FISHINGTUR #PESQUEIRO #PESCAESPORTIVA #PESCARIA #PESQUEESOLTE

#PESCA #FISHING #TAMBAQUI #TAMBACU #PESQUEEPAGUE #SPORTFISHING #PESCABRASIL #CLUBEDEPESCA #ANZOLSEMFARPA #PIRARARA #PEIXESDECOURO


12 visualizações
Contato Fishingtur

Parceiros

bruta.png
Lumis.png
Enz Miçangas e evas
LogoSimon.png
girls fishing lovers.png
Logo.png
universo da pesca.png
Oculos Matuto.png
ESTILO GOIANO.png
go pro 1.png
massa paturi.png
boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Logo Completo Colorido recorte.png
Logo Step quadrado Tranparencia.png

Step'lc Confecções

Rua Nova Cidade - Vila Olímpia - São Paulo - SP

273.441.558-50

fishingturpesca@gmail.com

Prazo de Entrega da Loja de 10 a 14 dias úteis

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2007